Arquivo da tag: PV

Conheça o novo jogo que está virando febre nos smartphones

Publicado no TecMundo

Órfão de Flappy Bird? Então conheça Timberman, um game que explora uma jogabilidade parecida com a do famoso game do pássaro voador e que está fazendo sucesso mundo a fora. De acordo com App Annie, o jogo já é líder na categoria games da AppStore em oito países diferentes, e está entre os cinco mais baixados em 28 nações.

Em Timberman, você deverá encarnar um lenhador daqueles bem icônicos: barbudo, parrudo, de calça jeans e camisa xadrez. Seu objetivo é cortar a árvore com um machado pedaço a pedaço, cuidando para não deixar que os galhos acertem o personagem.

Descendo lenha

Jogar é bem simples: tudo o que você precisa fazer é tocar na tela para que o lenhador corte a árvore. Você pode tocar no canto esquerdo ou direito, fazendo o lenhador mudar de lado, desviando dos galhos que fazem você perder toda a jogada.

À medida que você consegue cortar mais e mais pedaços de lenha, o nível de dificuldade vai subindo e mais galhos vão aparecendo. Seja rápido para evitar que a barra de vida se esvazie completamente. Caso contrário, é game over.

Fórmula viciante

O game é viciante porque faz a contagem de machadadas que você deu na árvore e por não oferecer uma segunda chance para os jogadores. Dessa forma, você poderá comparar os resultados com seus amigos de uma forma simples. Além disso, ele se conecta a Play Games e a Game Center.

O jogo está disponível desde maio na AppStore e na Play Store, mas só agora que ele realmente começou a bombar. O sucesso na loja de aplicativos da Apple se deve ao fato de que o game entrou para o seleto grupo de aplicativos “Escolha do Editor”, sendo baixado mais de um milhão de vezes em apenas três dias.

Timberman é gratuito e pode ser baixado para Android e iPhone. E você? Qual é o seu recorde?

LEGO na Copa do Mundo 2014: Maracanã e Arena Corinthians em LEGO

Estadios-LEGO-Copa-do-Mundo-Maracana-Arena-Corinthians

publicado no Blog do Brinquedo

O Maracanã Stadium LEGO, onde acontece a grande final entre Alemanha e Argentina, foi construído pelo LEGO artist Schfio Factory em 6 semanas, tem mais de 1.8 m de diâmetro e a Arena Corinthians, também numa escala enorme e com as arquibancadas divididas entre torcidas de Brasil e Argentina (infelizmente não encontrei o autor do modelo). Foram gastos mais de 100.000 blocos LEGO para replicar os dois estádios!

Estadios-LEGO-Copa-do-Mundo-Maracana-LEGO-01

Estadios-LEGO-Copa-do-Mundo-Maracana-LEGO-02

Estadios-LEGO-Copa-do-Mundo-Maracana-LEGO-04

Estadios-LEGO-Copa-do-Mundo-Maracana-LEGO-05

Estadios-LEGO-Copa-do-Mundo-Maracana-LEGO-06

Estadios-LEGO-Copa-do-Mundo-Maracana-LEGO-03

Estadios-LEGO-Copa-do-Mundo-Arena-Corinthians-LEGO-01

Estadios-LEGO-Copa-do-Mundo-Arena-Corinthians-LEGO-02

Estadios-LEGO-Copa-do-Mundo-Arena-Corinthians-LEGO-03

Estadios-LEGO-Copa-do-Mundo-Arena-Corinthians-LEGO-04

23 desesperos tecnológicos que você vivenciou na década de noventa

publicado no BuzzFeed

1. Esperar o momento exato da música começar na rádio para dar o play e gravar.

2. Calcular quanto tempo tinham as músicas para caber nos 30 minutos de cada lado.

3. A fita enrolar.

4. O discman pular e parar a música na melhor parte.

5. A pilha do discman/walkmen acabar do nada.

6. Tela azul no Windows.

7. ​Abrir um disquete e ver que o arquivo mais importante da sua vida estava corrompido.

8. O disquete embolorar.

9. E​sperar até meia noite para entrar na Internet.

10. ​A bolinha do mouse emperrar.

11. ​Baixar música ​no Kazaa ​e vir pornô.

12. Bug do Milênio​.

13. ​A conversa mais importante do mundo ser interrompida no ICQ porque a internet caiu.

14. E​sperar o retorno do BIPE.

15. ​Levantar o celular para ter sinal.

16. ​Errar a discagem do telefone e ter que começar tudo de novo.

17. ​O pavor de ter seu celular clonado​.

18. Esperar o celular fazer a primeira carga por 24 horas antes de usar.

19. Soprar o cartucho do videogame.

20. Soprar o Videocassete quando a fita travava.

21. Lembrar de rebobinar a fita para não pagar multa.

22. Rebobinar a fita dupla do VHS do Titanic.

23. ​​Alguém gravar algo em cima do seu videoclipe preferido.

Jovens estagiários ganham fortunas para trabalhar no Vale do Silício

Vale do Silício

publicado na INFO

Michael Sayman, de 17 anos, havia acabado de se formar no colégio e morava em Miami quando recebeu um convite por e-mail para voar até a Califórnia e conhecer Mark Zuckerberg. O adolescente foi contratado para uma vaga de estágio de verão e, acompanhado pela mãe, foi se encontrar o CEO do Facebook para falar sobre seu trabalho. Ele contou sua história em reportagem para a Bloomberg.

Isso mostra que as empresas do Vale do Silício definitivamente querem garantir os melhores talentos da tecnologia, oferecendo salários bem acima da média e inúmeros privilégios – mesmo que o jovem não tenha frequentado uma universidade.

De acordo com a reportagem, o fato de muitos jovens profissionais começarem a abrir suas próprias startups faz com que o Vale do Silício tenha dificuldade para encontrar novos talentos nas companhias. Desse modo, a solução passou a ser a contratação de adolescentes ainda no ensino médio para trabalhar.

E encontrar bons profissionais ainda nessa idade não é uma tarefa difícil. Os adolescentes entram cada vez mais cedo no mundo da tecnologia, pois contam com uma série de tutoriais e comunidades colaborativas online para qualquer um aprender a programar e produzir seus próprios aplicativos. Foi o caso de Nick D’Aloisio, que ficou milionário aos 17 anos após vender seu aplicativo para o Yahoo!.

A Bloomberg ainda afirma que um dos primeiros investidores do Facebook, Peter Thiel, paga até 100 mil dólares para que jovens com menos de 20 anos abandonem o colégio ou a universidade para seguirem suas paixões por dois anos.

Em uma tabela feita pela Glassdoor com os salários informados pelos próprios profissionais, a companhia Palantir, empresa de software para agências de inteligência, lidera o ranking com a melhor remuneração, chegando a pagar 7 mil dólares para estagiários.

Confira abaixo quanto os jovens podem ganhar nas principais empresas do Vale do Silício:

Glassdoor

Projeto quer transformar estádios da Copa 2014 em moradias

publicado no Terra

Uma dupla de arquitetos da França quer transformar os 12 estádios do Brasil na Copa do Mundo de 2014 em casas para desabrigados.

O projeto, chamado Casa Futebol, quer aproveitar espaços nos estádios do Mundial para preenchê-los com pequenas moradias. Desta forma, os locais poderiam continuar recebendo partidas de futebol, enquanto desabrigados por grandes obras poderiam morar em partes do local.

“Não é uma questão de questionar o interesse do povo brasileiro pelo futebol, mas de propor uma alternativa ao déficit de moradias”, diz o site do projeto, um dos que integram o programa 1week1project (“Uma semana, um projeto”). “Os estádios continuarão a ser usados, recebendo partidas de futebol. Uma parte dos lucros será usada para financiar a construção e a manutenção das casas”, acrescenta.

Segundo o plano da dupla, casas pré-fabricadas de 105 m² seriam encaixadas em vãos dos estádios possibilitando a moradia. O projeto é semelhante ao que já é aplicado em países da Europa, onde painéis de propaganda (outdoors) ganham anexos habitáveis.