Em crise, Valdemiro Santiago atrasa pagamento e deixa Rede TV!

O apóstolo Valdemiro Santiago abraça fiéis em culto da Igreja Mundial do Poder de Deus, em São Paulo (foto: Eduardo Pinto/IMPD)
O apóstolo Valdemiro Santiago abraça fiéis em culto da Igreja Mundial do Poder de Deus, em São Paulo (foto: Eduardo Pinto/IMPD)

Daniel Castro e Paulo Pacheco, no Notícias da TV

Sufocada pela Igreja Universal e perdendo fiéis, a Igreja Mundial do Poder de Deus está deixando a Rede TV!. Após atrasar o pagamento de R$ 6 milhões mensais pelo aluguel de horários da emissora, o apóstolo Valdemiro Santiago devolveu nesta sexta-feira (25) o espaço que ocupava na parabólica da emissora. Ele continua nas manhãs de domingo, mas a tendência é perder esse horário também.

Desde o ano passado, Valdemiro Santiago está sendo “expulso” gradativamente da TV por seu rival, Edir Macedo, dono da Record e líder da Igreja Universal do Reino de Deus, que tomou as 23 horas que a Igreja Mundial ocupava na Rede 21, do Grupo Bandeirantes, e na CNT. Macedo também pegou horários de Santiago na Rede TV! e na Band.

Santigo chegou a ocupar, no ano passado, 1.600 horas por mês na TV. Neste ano, chegou a ter menos de 60. Nesta semana, passou a ocupar 22 horas do canal 32 UHF, antigo MTV Brasil, vendido para o Grupo Spring.

Segundo fontes nas igrejas, como consequência da redução do espaço na TV, Valdemiro Santiago está perdendo fiéis para Edir Macedo e dinheiro para bancar os horários nas emissoras. 

Em dezembro, a Rede TV! negociou com Santiago o aluguel de metade do espaço na parabólica, presente em cerca de 20 milhões de lares no país. Para isso, a emissora comprimiu seu sinal no satélite StarOne C2, reduzindo a qualidade. Os telespectadores se queixaram da péssima imagem. 

Na Rede TV!, Santiago vinha atrasando sistematicamente os pagamentos, e a emissora, neste mês, reajustou valores e estipulou multas pesadas por atraso. O apóstolo optou por deixar o espaço na parabólica e investir na MTV.

A Igreja Universal tende a ocupar os espaços de Santiago na Rede TV! nas manhãs de domingo. Em seus programas, a igreja que tem investido em testemunhos de pessoas que saíram de Mundial, visando tomar ainda mais fiéis de Santiago.

 

Leia Mais

Na televisão, não existem leis ou limites para as igrejas

Flávio Ricco, no UOL

Edir Macedo, líder da Igreja Universal
Edir Macedo, líder da Igreja Universal

Como já ficou atestado, a Igreja Universal não tem limites para o seu plano de expansão nos meios de comunicação, especialmente nas emissoras de rádio e televisão.

Se pegar na letra da lei, isto não poderia e nem deveria acontecer. Mas a lei, ora a lei. A Universal já tem a Record, Record News, vários horários na Bandeirantes e Rede TV!, além de dominar inteiramente as grades da Rede 21 e agora CNT. Todaloteamens com registro de geradoras e não retransmissoras.

Entre as tantas coisas erradas que nos obrigam a conviver, o loteamento das TVs pelas mais diversas religiões, umas mais e outras um pouco menos, é só mais uma distorção, que nos leva a concluir que, para determinadas coisas em nosso país, de nada adianta esbravejar ou reivindicar pelo que é certo.

Nos resta apenas ser solidários aos trabalhadores comuns, que ainda tentam se encaixar neste cada vez mais fechado mercado de trabalho, como também lamentar pelos jovens que frequentam as nossas escolas de Jornalismo ou cursos de Rádio e TV. Olha o que o futuro reserva para eles.

Lembra disso?
Não faz muito tempo, aqui neste mesmo espaço, foi dito que o plano da Universal era o de se tornar a Globo das igrejas.

Ao que parece, isto já é quase uma realidade.

Leia Mais

Evangélica, Tiazinha diz que ficou dois anos sem beijar na boca

Amaury Jr. entrevista Suzana Alves, ex-Tiazinha (foto: Carol Mendonça/Rede TV!)
Amaury Jr. entrevista Suzana Alves, ex-Tiazinha (foto: Carol Mendonça/Rede TV!)

Publicado no F5

Suzana Alves, a antiga Tiazinha, confessou que já ficou dois anos na “seca” quando era famosa.

Hoje evangélica e casada há três anos, ela lembra que não era fácil a vida de símbolo sexual nos anos 90.

“O sucesso não subiu à minha cabeça, ninguém chegava perto de mim, não tinha vida, fiquei dois anos sozinha, sem beijar na boca”, disse ela em entrevista ao “Programa Amaury Jr.” (RedeTV!).

Ela lembrou ainda de como se sentiu quando foi autorizada a tirar a máscara pela produção do “Programa H”, de Luciano Huck.

“Tirei a máscara o mais rápido que pude, eu queria viver a minha vida, ter a minha liberdade, interpretar outros personagens, queria ser livre”, desabafou ela, que tem planos de voltar à TV.

“Tenho um programa piloto que fala sobre saúde, hoje tenho um centro de pilates e me identifico muito com o assunto. Mas precisei de um tempo para me recompor, fui sugada pela Tiazinha. Estou quase pronta”, garantiu.

O “Programa Amaury Jr.” vai ao ar de terça a sexta-feira, à partir da meia-noite, pela Rede TV!

Leia Mais

Papa: Igreja não pode “interferir espiritualmente” na vida dos gays

Novas declarações de Francisco foram publicadas em uma revista jesuíta

manchetes-siria-papa-carta-atualiza

Publicado no Terra

O Papa disse que a Igreja tem o direito de expressar suas opiniões, mas não pode “interferir espiritualmente” nas vidas de gays e lésbicas. Em uma entrevista divulgada nesta quinta, Francisco afirmou também que as mulheres deveriam ter papel nas decisões da Igreja e desconsiderou as críticas daqueles que dizem que ele deveria lutar contra o aborto e o casamento entre homossexuais.

A entrevista, divulgada hoje pela revista La Civiltà Cattolica e traduzida em diferentes línguas (leia na íntegra, em inglês), aprofunda a visão de Franciso a respeito da Igreja Católica Romana. Eric Marrapodi e Daniel Burke, comentaristas de religião da rede de TV americana, acreditam que os comentários do Papa não fere a política ou a doutrina católica, mas mostram um movimento que vai da censura ao engajamento (em relação à polêmica).

“A Igreja, às vezes, se fecha em si mesma em coisas pequenas, em regras pequenas”, disse o chefe da Igreja de Roma. “As pessoas de Deus querem pastores, e não clérigos agindo como burocratas ou oficiais do governo”, acrescentou. Segundo Francisco, se a Igreja falhar em achar equilíbrio entre as missões espiritual e política, “vai ruir como um castelo de cartas”.

No final de julho, quando voltava a Roma depois da Jornada da Juventude, realizada no Rio de Janeiro, Francisco já havia feito declarações parecidas. “Se a pessoa é gay, procura a Deus e tem boa vontade, quem sou eu para julgar?”, disse o Papa na época.

Leia Mais

Mais de 100 mil se inscrevem para viagem sem volta a Marte

Ilustração do que seria a colônia em Marte
Ilustração do que seria a colônia em Marte

Publicado por BBC Brasil [via F5]

Mais de 100 mil pessoas se inscreveram para uma viagem sem volta à Marte, dentro de um projeto que pretende colonizar o planeta a partir de 2023.

As inscrições online, que ainda estão abertas até o dia 31 de agosto, fazem parte do Mars One, iniciativa liderada pelo cientista holandês Bas Lansdorp, que participou de uma conferência no último dia 9 por meio do Twitter, para responder perguntas dos candidatos e jornalistas.

Lansdorp, que confirmou o número de inscritos aos principais jornais americanos esta semana, disse que a quantidade de candidatos tende a crescer ainda mais nas próximas semanas.

“Existe um grande número de pessoas que ainda está trabalhando nos próprios perfis, decidindo se pagam ou não pela inscrição ou continuam preparando os vídeos de apresentação, preenchendo os formulários e seus currículos”, explicou Bas em entrevista à rede de TV CNN.

Os candidatos que decidem se inscrever pagam uma taxa que, de acordo com os organizadores do Mars One, ajudará a financiar o custo do projeto, orçado em Us$ 6 bilhões (ou quase R$ 14 bilhões).

O valor da inscrição, que só pode ser feita por quem tem 18 anos ou mais, varia de acordo com o país. Nos EUA a taxa é de US$ 38 (ou cerca de R$ 86), sendo que no México o valor é menor –US$ 15 (ou aproximadamente R$ 34).

Patrocínio

O site oficial do Mars One iniciou no começo do mês a exibição de um documentário –o One Way Astronaut (Astrounata sem volta)– que explica o projeto em detalhes para aqueles que se dispuserem a morar em Marte. No entanto, para assistir ao filme, o internauta também precisa pagar –US$ 2,95 (R$ 6,79) para visualização online ou US$ 4,95 (R$ 11,32) para download.

Todos os valores são justificados como doações para financiar os quase R$ 14 bilhões descritos como necessários para construir as estações para habitação em Marte, além de financiar o custo da própria viagem, que de acordo com o site da missão, levará sete meses e será “o próximo grande passo da humanidade”.

Em janeiro, o Mars One divulgou em anúncio oficial do próprio site que o Interplanetary Media Group –empresa que gerencia todos os investimentos de propriedade intelectual e mídia do projeto– também recebeu os primeiros investimentos privados cujo valor não foi divulgado. De acordo com o site da missão, o fundo irá financiar os custos de pesquisa e o processo de seleção do Mars One.

Seleção

Até agora, o site do projeto confirma ter recebido inscrições de mais de 120 países, incluindo o Brasil, EUA, China, Rússia, México,, Canadá, Colômbia, Argentina e Índia.

“O Mars One é uma missão representando toda a humanidade e seu verdadeiro espírito será justificado apenas se pessoas de todo o mundo estiverem representadas. Eu me orgulho de ver exatamente isso acontecendo”, disse Lansdorp em artigo publicado no site do Mars One.

Os futuros astronautas da missão serão escolhidos em 4 etapas.

Na primeira, a seleção é feita com base no currículo, carta de intenção e vídeo enviado pelo candidato. Na segunda fase, os candidatos devem apresentar atestado médico e físico e se encontrarão com comitês regionais da missão para entrevistas.

Na terceira etapa, o processo passa para o nível nacional, de onde sairá um candidato por país selecionado. Essa etapa será transmitida pela TV e internet em cada país participante e o público desses países decidirá o próprio representante dentre um grupo de 20 a 40 candidatos por nação.

Na etapa final, os candidatos restantes, que precisam se comunicar bem em inglês, participarão de um evento transmitido pela TV em todos os países participantes para selecionar apenas 24 astronautas.

dica do Pedro Gonçaves

Leia Mais