Deus não se importa se você fuma maconha

Pastores norte-americanos fazem seminário sobre descriminalização das drogas

Publicado originalmente no Huffington Post

Uma rede de pastores nos Estados Unidos se reuniu para se manifestar contra a chamada “guerra às drogas” e o efeito devastador dessa guerra atingindo principalmente a comunidade negra.

Na conferência chamada “Uma visão a partir do púlpito: líderes religiosos e a descriminalização das drogas”, realizado na American Baptist College, em Nashville, líderes religiosos focaram seus discursos na questão da injustiça moral das leis antidrogas, e não apenas na moralidade das drogas em si.

Em nota divulgada à imprensa antes da conferência, os participantes em potencial foram alertados de que os afro-americanos representam apenas 13% da população dos EUA e são também apenas 13% dos usuários de drogas no país. Entretanto, os negros compõem 38% dos detidos por violações da lei de drogas e 59% dos condenados por violações às leis antidrogas americanas são afro-americanos.

Rev. John Jackson
Rev. John Jackson

O reverendo John Jackson, da Trinity United Church of Christ, em Gary, Indiana, falou para as câmeras (veja o vídeo acima) acerca de suas crenças sobre Deus e maconha:

“Recebo várias pessoas que vêm se aconselhar comigo e dizem: ‘Reverendo, fumo maconha e sei que não devia fazer isso’. Eu as interrompo na mesma hora e digo: ‘Não acredito que o Deus a quem servimos é tão pequeno ou miserável para se preocupar com você fumando maconha. Não penso que Deus se preocupe com isso’. Eu quero que as pessoas saibam que o nosso Deus é grande demais para se preocupar com alguém fumando um baseado.”

Esse grupo de pastores negros tem um companheiro inusitado em sua militância, o televangelista Pat Robertson, que ano passado sinalizou para seu público, em grande parte conservador, que ele também seria favorável à descriminalização das drogas:

“É chocante como muitos desses jovens acabam na prisão e se transformam em criminosos de alta periculosidade porque estavam de posse de pequenas quantidades de substância controlada [em alguns estados americanos, o uso da maconha é liberado para tratamento médico]. A coisa toda é uma loucura.”

A conferência foi patrocinada pela “The Samuel Dewitt Proctor Conference”, pelo “American Baptist College” e pelo “Drug Policy Center”.

tradução: Tom Fernandes

Leia Mais

‘Mulheres casadas aproveitam o sono do marido e tiram a roupa na internet’, diz pastor

Conhecido como Pastor “Poroca”, o reverendo afirmou que se a mulher que pratica tal ato de traição, se não se arrepender vai para o inferno

Publicado originalmente no Diário do Sertão

O pastor Luiz Lourenço, da cidade de Marizopólis, no Sertão do Estado, mais conhecido como o Pastor “Poroca”, disse que a cada dia aumenta os índices de traição pela internet. Segundo ele, muitas mulheres casadas aproveitam a hora que o marido vai dormir após chegar cansado do trabalho, e passam a traí-lo pela internet.

O reverendo ainda afirmou: “As mulheres aproveitam o sono do marido, e rapidamente elas tiram a roupa e vão paquerar com outro homem pela internet, enviando fotos através do celular.”

Para finalizar, Poroca disse que a mulher que pratica tal ato de traição, se não se arrepender vai para o inferno.

Leia Mais

Mundo não acabará no dia 21, diz o Vaticano

O fim do mundo em 21/12/12

Reverendo José Funes disse em artigo que ‘não vale nem a pena discutir os fundamentos científicos dessas afirmações’, que estão sendo divulgadas na internet

Pulicado originalmente no Estadão

O reverendo José Funes, astrônomo mais graduado do Vaticano, disse nesta terça-feira, 11, que o mundo não acabará no dia 21, apesar das supostas previsões feitas pelos maias. Funes escreveu um artigo ao jornal L”Osservatore Romano, do Vaticano, no qual disse que “não vale nem a pena discutir os fundamentos científicos dessas afirmações (obviamente falsas)”, que estão sendo divulgadas na internet. O título do artigo é “O Apocalipse que não virá (pelo menos, por enquanto)”.

Funes disse que o universo está em expansão e que, se os modelos são corretos, em um ponto o universo sofrerá uma ruptura, mas isso poderá acontecer bilhões de anos no futuro. Segundo ele, mesmo assim os verdadeiros cristãos acreditam que “a morte nunca é a última palavra”. O calendário feito pelos maias, cuja contagem começou em 3.114 a.C., marca períodos de 394 anos, chamados de baktun. Os maias escreveram que o “significativo” 13º baktun acaba em 21 de dezembro.

As informações são da Associated Press.

imagem: Internet

dica do Rodrigo Bibo

Leia Mais

Pastor que fazia terapia para ‘cura gay’ é preso acusado de abusar sexualmente de dois homens

Publicado originalmente no UOL

Um pastor de Minnessota (EUA) foi preso e acusado de abusar sexualmente de dois homens durante sessões de ‘aconselhamento para se libertar de tendências homossexuais’.

O reverendo Ryan J. Muehlhauser, pastor de uma igreja em Cambrigde, Minnesota, responde a oito acusações criminais por abuso sexual de rapazes que passavam pela ‘terapia’ indicada pelo pastor. Ele pode pegar até dez anos de prisão por cada um dos crimes e pagar milhares de dólares em multas.

Muehlhauser foi preso em 4 de novembro, mas foi formalmente acusado dos crimes de abuso sexual nesta terça-feira (6) no tribunal do condado de Isanti, em Cambrigde, Minessota, segundo o jornal “Daily Mail”.

Nas sessões, o pastor da igreja cristã de Lakeside pedia para os rapazes se despirem e se masturbarem na sua frente. Em alguns casos, o pastor segurava o genital de seus clientes, dizendo que o contato era uma forma de ‘benção’.

Os abusos teriam ocorrido em datas diferentes, em um deles entre outubro de 2010 a outubro de 2012, e no outro cliente entre março e novembro deste ano.

Uma das vítimas disse a polícia que continuou as sessões mesmo depois do abuso porque acreditava se tratar de um aconselhamento espiritual.

Muehlhauser trabalhava como conselheiro em uma organização que há 30 anos  ‘aconselha homens e mulheres a fazer decisões para romper com a vida homossexual’. A igreja a qual era ligado, no entanto, divulgou nota contraria à prática.

“Como uma igreja, nós estamos profundamente tristes pela notícia de que comportamentos certamente inapropriados foram realizados durante sessões de aconselhamento por um dos nossos pastores, Ryan Muehlhauser”.

Muehlhauser atuou como pastor na igreja de Minnesota por 22 anos. Ele é casado e tem dois filhos.

dica do João Marcos

Leia Mais

Reverendo distribui dinheiro a fiéis em igreja

Fernando Moreira, no Page not Found

Geralmente é o fiel que doa à igreja. Mas o reverendo Paul Peverell resolveu fazer o inverso: distribuiu 1.500 libras (4.900 reais) às pessoas que estavam na sua igreja, em Great Ayton (Inglaterra), no último domingo.

O religioso anglicano acredita que as notas de dez libras serão usadas pelos fiéis em ações que beneficiem os mais necessitados. Assim, pensa Peverell, estará disseminando a boa vontade entre os paroquianos.

“Claro que há chance de alguém não fazer isso. Mas terá valido a pena pelos que fizerem”, disse o reverendo, de acordo com o “Sun”.

Leia Mais