Conteúdo marcado como ricardo gondim

Um marujo em alto mar

Um marujo em alto mar
Ricardo Gondim Nas coordenadas 37 graus a sudoeste e 20 graus a nordeste, mar alto, navega um homem já adiantado em idade. Desatento ao açoite do vento, ele medita. Está só. Vez por outra seus lábios se movimentam. A barba, grisalhada de três dias, mostra há quanto partiu de um porto seguro. Ele conversa com o nada. Mal se dá conta de que ninguém ouve o monólogo. Mas ele insiste, […]

Ricardo Gondim: Carta Aberta ao Presidente da República

Ricardo Gondim: Carta Aberta ao Presidente da República
Ricardo Gondim Senhor Luis Inácio Lula da Silva São Paulo, 6 de junho de 2005 Excelentíssimo Senhor, Permita-me tratar-lhe por você. Não por desrespeito, mas para lembrar-me de suas origens – comuns a mim e a milhões de outros brasileiros. Também preciso me apresentar. Sou pastor de uma fraternidade de igrejas que se espalham por vários estados brasileiros; como você, sou nordestino e resido em São Paulo. Meu pai foi preso […]

Jesus salva – primeiro, os religiosos

Jesus salva – primeiro, os religiosos
Ricardo Gondim Entre as parábolas que Jesus contou, uma inquieta bastante. Eis a narrativa de Lucas 18.9: “Dois homens subiram ao templo para orar; um era fariseu e o outro publicano. O fariseu em pé, orava silenciosamente: ‘Deus, eu te agradeço porque não sou como os outros homens: ladrões, corruptos, adúlteros; nem mesmo como este publicano. Jejuo duas vezes por semana e dou o dízimo de tudo quanto ganho’. Mas […]

Os vendilhões do templo

Os vendilhões do templo
Ricardo Gondim A pergunta necessária que toda a organização deve fazer: é possível nossa instituição ser eficiente, bem sucedida, e mesmo assim perder o sentido? Na narrativa do evangelho de João, Jesus expulsa vendedores que se tornaram promotores de um camelódromo no espaço sagrado. O lugar onde o peregrino devia ser acolhido, e o adorador encontrar ambiente para o culto, havia se transformado em feira-livre. Jesus, então, vira as mesas […]

A vida em estado puro

A vida em estado puro
Ricardo Gondim Dedicado ao mestre Rubem Alves  Ando inebriado de beleza. De repente me sinto esmagado pelo esplendor. Sem mais nem menos, sou batizado por uma Presença nas águas encantadas da poesia. Tudo me encanta, tudo me seduz. Nesse mergulho, passo a gostar de pequenos gestos. Relembro momentos fugidios que marcaram minha retina com enorme alegria. Ressuscitam em mim olhares, toques e sílabas soltas, responsáveis pelo resgate de mim mesmo. Sei, uma presença estranha […]