Arquivo da tag: rio de janeiro

Motorista de ônibus nega transporte a catador de latinhas e gera revolta em passageiros

onibus

Publicado em O Globo

“Me manda embora, ué”. Com esta frase um motorista de ônibus do Rio de Janeiro, da linha 474 (Jacaré – Jardim de Alah), respondeu aos passageiros que estavam no veículo quando foi criticado por não querer transportar um catador de latinhas.

O episódio aconteceu no último domingo, na Avenida Vieira Souto, em Ipanema, e foi filmado por um dos passageiros. Para ver o vídeo, clique aqui.

O catador de latinhas teria entrado pela porta de trás do veículo e tentou pagar sua passagem, mas foi impedido pelo motorista. Os passageiros se revoltaram com a situação e reivindicaram a permanência do catador no veículo.

“Sai não. Ele está trabalhando com as latinhas dele lá atrás. Ficou o dia inteiro catando lata na areia. Desumano! Que negócio é esse?”, diz uma das passageiras.

Outros também se solidarizaram afirmando que se tratava de uma discriminação. Na publicação no Facebook, o autor do vídeo afirma que o motorista alegou que o ônibus não era caminhão de lixo.

Após a resistência do profissional, o catador resolveu sair do veículo, o que gerou mais revolta entre os passageiros, que passaram a pedir o dinheiro da passagem de volta para também deixarem o carro.

O motorista continuou a negar a continuou a viagem, dizendo que os passageiros poderiam utilizar o metrô mais próximo.

“Não falta empresa para mim”, respondeu ele ao ser criticado.

O consórcio Intersul, responsável pela linha 474, afirma que a conduta do motorista foi inadequada, “em desacordo com o treinamento que recebeu e as normas de conduta previstas para situações de conflito”.

Em nota, o consórcio ainda afirma que o profissional passará por um processo de requalificação e lamenta os transtornos causados aos passageiros.

LEGO na Copa do Mundo 2014: Maracanã e Arena Corinthians em LEGO

Estadios-LEGO-Copa-do-Mundo-Maracana-Arena-Corinthians

publicado no Blog do Brinquedo

O Maracanã Stadium LEGO, onde acontece a grande final entre Alemanha e Argentina, foi construído pelo LEGO artist Schfio Factory em 6 semanas, tem mais de 1.8 m de diâmetro e a Arena Corinthians, também numa escala enorme e com as arquibancadas divididas entre torcidas de Brasil e Argentina (infelizmente não encontrei o autor do modelo). Foram gastos mais de 100.000 blocos LEGO para replicar os dois estádios!

Estadios-LEGO-Copa-do-Mundo-Maracana-LEGO-01

Estadios-LEGO-Copa-do-Mundo-Maracana-LEGO-02

Estadios-LEGO-Copa-do-Mundo-Maracana-LEGO-04

Estadios-LEGO-Copa-do-Mundo-Maracana-LEGO-05

Estadios-LEGO-Copa-do-Mundo-Maracana-LEGO-06

Estadios-LEGO-Copa-do-Mundo-Maracana-LEGO-03

Estadios-LEGO-Copa-do-Mundo-Arena-Corinthians-LEGO-01

Estadios-LEGO-Copa-do-Mundo-Arena-Corinthians-LEGO-02

Estadios-LEGO-Copa-do-Mundo-Arena-Corinthians-LEGO-03

Estadios-LEGO-Copa-do-Mundo-Arena-Corinthians-LEGO-04

Projeto quer transformar estádios da Copa 2014 em moradias

publicado no Terra

Uma dupla de arquitetos da França quer transformar os 12 estádios do Brasil na Copa do Mundo de 2014 em casas para desabrigados.

O projeto, chamado Casa Futebol, quer aproveitar espaços nos estádios do Mundial para preenchê-los com pequenas moradias. Desta forma, os locais poderiam continuar recebendo partidas de futebol, enquanto desabrigados por grandes obras poderiam morar em partes do local.

“Não é uma questão de questionar o interesse do povo brasileiro pelo futebol, mas de propor uma alternativa ao déficit de moradias”, diz o site do projeto, um dos que integram o programa 1week1project (“Uma semana, um projeto”). “Os estádios continuarão a ser usados, recebendo partidas de futebol. Uma parte dos lucros será usada para financiar a construção e a manutenção das casas”, acrescenta.

Segundo o plano da dupla, casas pré-fabricadas de 105 m² seriam encaixadas em vãos dos estádios possibilitando a moradia. O projeto é semelhante ao que já é aplicado em países da Europa, onde painéis de propaganda (outdoors) ganham anexos habitáveis.

Defensoria quer proibir que presos do Rio sejam obrigados a tomar laxante

Marcelo Sperandio, na Época Online

Os presidiários do Rio de Janeiro são obrigados a passar por scanner corporal. Quando o exame mostra que os presos engoliram drogas para traficar dentro da cadeia, eles são obrigados a tomar laxante para expeli-las.

A Defensoria Pública quer acabar com esse expediente. Diz que o tratamento viola o direito à privacidade e que a medicação forçada é ilegal. O governo afirma que age para preservar a saúde dos detentos. O caso tramita na Justiça fluminense.

PSC oficializa candidatura de Pastor Everaldo à Presidência

Pastor Everaldo é oficializado candidato à Presidência pelo PSC

Pastor Everaldo é oficializado candidato à Presidência pelo PSC

Mario Cesar Carvalho, na Folha de S.Paulo

O pastor Everaldo Pereira, 58, foi escolhido no final da manhã deste sábado (14) candidato à Presidência da República em convenção do PSC (Partido Social Cristão) realizada em São Paulo.

Em discurso, ele criticou a administração de Dilma Rousseff (PT), do qual o seu partido fez parte da base aliada até março deste ano, classificando-a de “um governo ausente, omisso e incompetente”.

“Hoje 74% dos brasileiros querem mudança. A nossa é a única candidatura que representa mudança. Vamos inverter a lógica desse governo que, em vez de servir o cidadão, se serve do cidadão”, afirmou.

Pereira é o destaque entre os nanicos e aparece como terceiro colocado na última pesquisa Datafolha, feita no começo de junho, com 4% das intenções de voto.

Com esse percentual, ele está empatado tecnicamente com Eduardo Campos, pré-candidato à Presidência do PSB, que tem 7%. Como a margem de erro é de dois pontos percentuais, pastor Everaldo pode estar com 6%, e Campos com 5%.

A maior estrela do partido, o deputado Marco Feliciano (PSC-SP), só apareceu quando a convenção estava acabando e não discursou. A coordenação de comunicação do PSC disse que ele só apareceu nos últimos minutos porque tinha outro compromisso.

O candidato é pastor da Assembleia de Deus, do Ministério Madureira, nasceu numa família do Rio de Janeiro cujo pai era feirante. Seu programa defende um Estado mínimo e investimentos em educação básica.

Cerca de 5.000 pessoas aparecem na Assembleia Legislativa para acompanhar a convenção, segundo a assessoria do partido.