Eclipse total deixará Lua avermelhada na madrugada de quarta

eclipse-lunar-podera-visto-todo-brasil-madrugada-amanha
publicado no Planeta Sustentável

Um eclipse total da Lua acontece na madrugada desta quarta-feira (8). Segundo a NASA, o fenômeno será mais bem observado no oceano Pacífico e em seu entorno. Mas também será visível em diversos estados brasileiros.

No Brasil, quanto mais a oeste estiver o observador, melhor ele poderá ver o eclipse. No Acre e no extremo oeste do Amazonas, o fenômeno deve começar por volta das 5h30, permitindo boa visualização.

Nessa área, quem acordar de madrugada e olhar em direção à Lua, a oeste, verá o satélite natural escurecido e tingido por um tom avermelhado.

Na faixa que inclui Roraima, a maior parte do Amazonas, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, o eclipse começa em torno de 6h30. Mesmo com o dia claro, deve ser possível notar a mudança na coloração da Lua nessas áreas.

No restante das regiões Norte e Centro-Oeste, e também no Sul e no Sudeste, o eclipse vai começar às 7h30, já de dia, o que vai dificultar sua visualização. No Litoral do Nordeste, o fenômeno não será visível.

A zona ideal para observar esse eclipse inclui a costa oeste dos Estados Unidos, o norte do Japão, o leste da Austrália, a Nova Zelândia, o Havaí e a Polinésia.

Quem estiver lá vai poder apreciar plenamente os tons turquesa e cor de cobre que devem colorir a Lua enquanto a Terra bloqueia os raios solares que a iluminam.

Especialistas da NASA explicam que essas cores são resultado da filtragem da luz solar nas várias camadas da atmosfera terrestre. Raios luminosos que atravessam as camadas inferiores ficam avermelhados. Já aqueles que cortam a camada de ozônio na estratosfera ficam azulados.

Ao passar pela atmosfera terrestre, a luz solar sofre refração e difração. Uma pequena parte dela chega até a Lua, o que faz com que o satélite natural não fique totalmente escuro durante o eclipse.

Leia Mais

Consciência pode permanecer por até três minutos após a morte, diz estudo

morte_verbena5
publicado no O Globo

Aquele túnel com uma luz brilhante no fundo e uma sensação de paz descritos por filmes e outras pessoas que alegaram ter passado por experiência de quase morte podem ser reais. No maior estudo já feito sobre o tema, cientistas da Universidade de Southampton disseram ter comprovado que a consciência humana permanece por ao menos três minutos após o óbito biológico. Durante esse meio tempo, pacientes conseguiriam testemunhar e lembrar depois de eventos como a saída do corpo e os movimentos ao redor do quarto do hospital.

Ao longo de quatro anos, os especialistas examinaram mais de duas mil pessoas que sofreram paradas cardíacas em 15 hospitais no Reino Unido, Estados Unidos e Áustria. Cerca de 16% sobreviveram. E destes, mais de 40% descreveram algum tipo de “consciência” durante o tempo em que eles estavam clinicamente mortos, antes de seus corações voltarem a bater.

O caso mais emblemático foi de um homem ainda lembrou ter deixado seu corpo totalmente e assistindo sua reanimação do canto da sala. Apesar de ser inconsciente e “morto” por três minutos, o paciente narrou com detalhes as ações da equipe de enfermagem e descreveu o som das máquinas.

– Sabemos que o cérebro não pode funcionar quando o coração parou de bater. Mas neste caso, a percepção consciente parece ter continuado por até três minutos no período em que o coração não estava batendo, mesmo que o cérebro normalmente encerre as atividades dentro de 20 a 30 segundos após o coração – explicou ao jornal inglês The Telegraph o pesquisador Sam Parnia.

Dos 2.060 pacientes com parada cardíaca estudados, 330 sobreviveram e 140 disseram ter experimentado algum tipo de consciência ao ser ressuscitado. Embora muitos não se lembrassem de detalhes específicos, alguns relatos coincidiram. Um em cada cinco disseram que tinha sentido uma sensação incomum de tranquilidade, enquanto quase um terço disse que o tempo tinha se abrandado ou se acelerado.

Alguns lembraram de ter visto uma luz brilhante, um flash de ouro ou o sol brilhando. Outros relataram sentimentos de medo, afogamento ou sendo arrastado pelas águas profundas. Cerca de 13% disseram que se sentiam separados de seus corpos.

De acordo com Parnia, muito mais pessoas podem ter experiências quando estão perto da morte, mas as drogas ou sedativos utilizados no processo de ressuscitação podem afetar a memória:

– As estimativas sugerem que milhões de pessoas tiveram experiências vivas em relação à morte. Muitas assumiram que eram alucinações ou ilusões, mas os relatos parecem corresponder a eventos reais. E uma proporção maior de pessoas pode ter experiências vivas de morte, mas não se lembrarem delas devido aos efeitos da lesão cerebral ou sedativos em circuitos de memória.

Leia Mais

21 sinais de que o sono é o seu único e verdadeiro amor

publicado no BuzzFeed

1. As manhãs são o pior momento do dia, porque você tem que dizer adeus ao doce sono.

anigif_enhanced-17104-1410941336-7

2. Na realidade, você geralmente fica em negação alguns minutos depois que o alarme toca.

anigif_enhanced-21855-1411027800-12

3. Dizer adeus à cama é um evento sentimental.

anigif_enhanced-17737-1411030562-1

4. Quando não dormiu o suficiente, você não é alguém de quem qualquer um se aproximaria voluntariamente.

anigif_enhanced-19005-1410940905-1

5. E você despreza pessoas que lhe dizem: “é só tomar um café e se animar”.

anigif_enhanced-22189-1410941088-1

6. Sua vida social é escrava do seu sono.

anigif_enhanced-30558-1411028007-1

7. “Não posso, acho que vou estar dormindo nesse horário…” “Tudo bem, eu te acordo”.

anigif_original-grid-image-18896-1411034043-14

8. Alguém fazendo barulho enquanto você está dormindo é basicamente a pior coisa que pode acontecer com você.

anigif_enhanced-7926-1411037172-20

9. Às vezes você fica chocado com a percepção de que poderia simplesmente ter dormido mais em vez de escolher interagir com humanos.

anigif_enhanced-20406-1410954516-1

10. Você está convencido de que alguma coisa aconteceu, mas logo percebe que pode ter sido apenas um de seus sonhos vívidos durante o sono profundo

anigif_enhanced-32286-1410949471-2

11. E sonhar é tão fantástico e uma atividade TÃO subestimada.

anigif_enhanced-23558-1411036562-1

12. Dormir é uma excelente desculpa para evitar companhias indesejadas.

anigif_enhanced-22809-1411040532-1

13. A parte do sábado no fim de semana? Sim, é só para dormir, claro.

anigif_enhanced-10881-1411041285-12

14. As primeiras aulas na escola são uma luta.

anigif_enhanced-24610-1410962739-8

15. 2 horas da tarde no trabalho é uma luta.

anigif_enhanced-637-1410963420-9

16. Trabalhar em casa é praticamente uma batalha contra si mesmo.

anigif_enhanced-23591-1411044211-8

17. Amigo dormindo em casa? Você ainda é o último a acordar.

anigif_enhanced-10997-1411038629-26

18. É o seu jeito preferido de lidar com o estresse físico.

anigif_enhanced-13641-1411036732-1

19. Assim como o estresse emocional.

anigif_enhanced-30662-1411041528-4

20. Não há tempo e lugar definido para dar-se ao luxo de dormir.

anigif_enhanced-25028-1411034857-8

21. ❤ Porque qualquer tempo livre que você tenha deve ser investido em uma boa causa = cochilar. ❤

anigif_enhanced-29936-1411038132-23

Leia Mais

Álcool torna os sorrisos mais contagiantes para os homens, diz estudo

Cocktails

publicado no UOL

Beber pode tornar os homens mais sensíveis aos sorrisos dos outros, segundo pesquisa feita nos Estados Unidos. A conclusão pode ajudar a explicar por que os homens são cerca de 50% mais propensos a beber excessivamente do que as mulheres.

O estudo foi realizado por pesquisadores da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, e publicado na revista Clinical Psychological Science, da Associação Americana de Psicologia.

Os pesquisadores selecionaram aleatoriamente 720 bebedores sociais saudáveis, de ambos os sexos, com idades entre 21 e 28 anos, que foram separados em grupos convidados para sentar e beber numa mesa.

Uma parte recebeu bebida alcoólica (vodca com suco de cranberry), enquanto outra, uma bebida não alcoólica ou uma bebida sem álcool descrita como alcoólica. Todos receberam partes iguais enquanto interagiam livremente uns com os outros.

Ao analisar os registros em vídeos, os pesquisadores conseguiram observar o quanto os sorrisos foram replicados pelos participantes de cada grupo. A tendência foi clara entre os que consumiram álcool, mas só nas mesas compostas unicamente por homens.

Para os pesquisadores, o contágio pelo sorriso pode funcionar, para os homens, como um reforço positivo para beber, algo que talvez seja importante para estabelecer a dependência.

Leia Mais

Selfies de animais em nova campanha da National Geographic

publicado no Plugcitários

Até os animais resolveram fazer selfie. Esse é o tema usado na nova campanha da National Geographic para promover sua coleção de imagens da diomedia.com.br.

Os anúncios elaborados pela Heads Propaganda apresentam fotografias tiradas por animais em frente ao espelho, os populares selfies. A campanha de mídia impressa, intitulada “Selfies da Natureza”, tem como objetivo reforçar que apesar da facilidade de se encontrar imagens por aí, as melhores fotos da natureza fazem parte do banco de imagens da Nat Geo. Confira os anúncios:

Selfie5

Selfie4

Selfie3

Selfie2

Selfie1

Leia Mais