Arquivo da tag: Sérgio Pavarini Pavablog

Em exposição no Japão, visitantes viram ‘cocô’ e descem por privada

Exposição foi aberta na quarta-feira em museu de Tóquio.
Visitantes descem por tobogã para saber ‘como um cocô se sente’.

publicado no G1

O Japão abriu na quarta-feira (2) em um museu de Tóquio a exposição “Vaso sanitário!? Dejetos humanos e o futuro da Terra”. Visitantes podem descer por um tobogã para saber “como um cocô se sente” e ouvem um coral de privadas agradecendo a visita.

Visitantes podem descer por um tobogã para saber 'como um cocô se sente' (Foto: Issei Kato/Reuters)Visitantes podem descer por um tobogã para saber ‘como um cocô se sente’ (Foto: Issei Kato/Reuters)
Japão abriu em museu de Tóquio exposição sobre vaso sanitários (Foto: Issei Kato/Reuters)Japão abriu em museu de Tóquio exposição sobre vaso sanitários (Foto: Issei Kato/Reuters)

10 hábitos para evoluir mental e fisicamente

A vida pode ficar tão movimentada que, em termos simples, nós nos esquecemos de fazer sempre o melhor a nós mesmos

publicado no Administradores

Você está tentando verdadeiramente melhorar a si mesmo?

A vida pode ficar tão movimentada e agitada que acabamos esquecendo de crescer mentalmente, fisicamente, emocionalmente e espiritualmente. Em termos simples, nós nos esquecemos de fazer sempre o melhor a nós mesmos.

O site Lifehack listou 10 hábitos simples que podem ajudá-lo na arte do auto-aperfeiçoamento, de modo que você pode fazer cada dia um trampolim para o “você” que você sempre imaginou!

1. Desenvolva aquela habilidade que você sempre quis
Exista algo que você sempre quis aprender? Mexa-se! Não há melhor momento do que agora, especialmente se é uma nova habilidade que você sempre quis. Vale a pena se é algo que irá melhorar a sua mente de uma maneira que você sempre sonhou.

2. Aprenda com seus amigos
Faça um acordo com um amigo para ensinar um ao outro seus respectivos talentos. É uma forma mais divertida, eficaz e econômica de aprender e enriquecer sua mente.

3. Substitua alimentos não saudáveis por frutas e vegetais
Pense desta forma: o alimento que você come ou é a cura ou o veneno para o seu corpo. Coma frutas e vegetais regularmente e você vai certamente se sentir melhor.

4. Hidrate-se
Pode ser difícil lembrar-se de beber bastante água, especialmente quando a opção de refrigerante ou suco está presente. No entanto, é extremamente importante manter-se hidratado. Leve consigo sempre uma garrafa de água com você. Você vai notar melhorias em sua pele, níveis de energia e no físico em geral.

5. Encoraje os outros
É bom fazer alguém feliz, especialmente se for alguém que você gosta. Além disso, a felicidade é contagiosa.

6. Sorria
Sorrir traz inúmeros benefícios à saúde, e pode liberar endorfinas, que pode torná-lo mais feliz. Mesmo se você forçar um sorriso, por um período de tempo, você vai começar a sentir-se melhor.

7. Cerque-se de pessoas que fazem você se sentir bem 
Comece a perceber como você se sente depois de interagir com as pessoas que estão por perto. Você não pode se sentir verdadeiramente feliz se você se cercar de pessoas negativas. Tente passar o seu tempo com as pessoas que o incentivam e inspiram. Você merece isso.

8. Estabeleça metas para si mesmo 
.Comece o seu dia pensando em uma coisa boa que você pode fazer, se é algo que vai fazer você mais feliz ou fazer alguém feliz. Defina metas para o seu crescimento espiritual.

9. Pratique a gratidão todos os dias 
Haverá sempre coisas na vida que queremos, mas não podemos ter. É importante se concentrar em seus objetivos de vida, mas não há nenhum ponto em negativo. Lembre-se: há sempre alguém que é mais feliz com menos do que aquilo que você tem.

10. Mantenha tudo em perspectiva 
A vida tem seus inconvenientes, os seus problemas e as suas tristezas que podem parecerem avassaladores no momento. Lembre-se que estes problemas não vão ser tão relevantes para você em um ano, muito menos, no final de sua vida. Você só tem uma vida. Faça valer a pena.

Cachorro quer ver bebê recém-nascido em cima da cama (VÍDEO)

publicado no Brasil Post

Com todos os olhares voltados para a bebê Isabella, adivinha quem está louco para ganhar um carinho ou mínima dose de atenção?

É claro que estamos falando do BIlly, o cachorro desta família que faz de tudo para competir com a nova moradora da casa. Fica difícil saber se ele quer atacar ela ou apenas fazer carinho…

Aprovado projeto que proíbe brinde em lanche e ovo de Páscoa

Proposta que veta venda casada de alimentos acompanhados de brinquedos em SP ainda precisa passar pela sanção do prefeito

publicado no estadão

 

A Câmara Municipal aprovou nesta quarta-feira, 2, em votação definitiva, projeto de lei que proíbe a venda casada de alimentos acompanhados de brinquedos na capital paulista. De autoria do vereador Arselino Tatto (PT), líder do governo de Fernando Haddad (PT), a proposta veta que brinquedo seja indicado como “brinde” de lanches ou ovos de Páscoa. O tema segue para apreciação do prefeito.

Em trâmite na Casa desde 2009, o projeto teve votação simbólica, em exatos 36 segundos, assim como ocorreu no fim de maio, quando os vereadores aprovaram o fim do rodízio de veículos em São Paulo, posteriormente vetado por Haddad. O único parlamentar a declarar voto contrário foi Ricardo Young (PPS). Segundo ele, não havia informações suficientes para deliberar sobre a proposta.

Considerada prática abusiva pelo Código de Defesa do Consumidor, a venda casada é comum nas conhecidas redes de fast-food e nas embalagens de ovos de Páscoa, mas, segundo Tatto, “estimula o consumo exagerado de determinado alimento, sem justa causa ou limites quantitativos”.

Em 2011, a venda casada rendeu a aplicação de uma multa milionária ao McDonald’s. A Fundação Procon de São Paulo estipulou o pagamento de R$ 3,1 milhões pela venda do McLanche Feliz, combo com lanche, bebida e brinquedo. O caso se estendeu na Justiça e, dois anos depois, a empresa conseguiu anular a penalidade.

Polêmica, a questão ainda não foi tratada com Haddad. “Não conversei com o prefeito e, por isso, não tenho garantias de que ele vá sancionar. Mas há estudos que mostram que o consumo é incentivado quando brinquedos são colocados dentro de alimentos. Tem a ver com a obesidade e acaba sendo um alerta para os pais”, disse.

Tatto ressaltou que a constitucionalidade do tema foi assegurada pela Procuradoria da Casa. “A assessoria jurídica deu parecer favorável pela legalidade e pela constitucionalidade. Espero que ninguém questione e que possa virar lei. Aí, os brinquedos poderão ser vendidos, mas de forma separada.” O projeto aprovado pelos vereadores estabelece uma multa de R$ 1,5 mil para o estabelecimento que praticar a venda casada.

 

Nome ‘proibido’ impede menina de ter passaporte na Islândia

publicado no UOL

 

Harriet Cardew, 10, teve seu pedido de passaporte negado na Islândia porque seu nome não está incluído na lista de nomes aprovados pelo país, informou nesta segunda-feira (30) o site The Huffington Post.

Pais de bebês nascidos na Islândia podem escolher somente entre os 1.853 nomes femininos e 1.712 nomes masculinos permitidos. Até seis meses antes do nascimento da criança, o nome escolhido deve ser apresentado a um comitê do Registro Nacional, que aprovará ou não a escolha. Apenas em casos em que ambos os pais são estrangeiros o nome não precisa passar por aprovação.

A lei que controla os nomes islandeses tem como objetivo preservar o idioma do país. O nome escolhido deve estar de acordo com a estrutura linguística da Islândia e seguir a gramática islandesa. Esse é o problema de Harriet: seu nome não pode ser conjugado na Islândia, segundo explicou o pai da menina, Tristan Cardew, ao jornal britânico “Guardian”.

Cardew nasceu no Reino Unido e há 14 anos vive na Islândia, onde se casou com a islandesa Kristin. Lilja e Belinda, dois dos quatro filhos do casal, têm seus nomes nos passaportes, porque nasceram na França. Mas Harriet e seu irmão Duncan, 12, nasceram na Islândia e não tiveram os nomes aprovados pelo comitê, sendo nomeados como “Menina” e “Menino” em seus passaportes atuais.

Mas agora o governo negou o pedido de renovação do passaporte de Harriet, o que pode ameaçar os planos de férias da família, que vive na capital islandesa, Reykjavik, e pretende viajar para a França.