Esta luminária levará uma tempestade para a sua casa

4

publicado no INFO

O inverno é um clássico período de seca no Brasil. Mas já existe uma maneira de matar a saudade do barulho de uma tempestade com direito a raios e trovões (e sem deixar a cidade ou sua casa alagada).

O designer Richard Clarkson criou a Cloud Lamp. A luminária simula o formato e a textura de uma nuvem. No entanto, o mais interessante é que ela simula pequenos raios, que são acompanhados por músicas.

Os alto-falantes ficam escondidos dentro de um corpo de fibras sintéticas muito parecidas com algodão. É nesse chumaço que também estão dezenas de lâmpadas LED de várias cores que simulam os raios.

A luminária é controlada por um processador arduíno. Há também sensores de movimento que detectam a presença do usuário e criam o relâmpago.

Os alto-falantes não servem apenas para fazer os efeitos sonoros da tempestade. O usuário também pode transformar a luminária em uma espécie de dock ao conectar seu dispositivo móvel com a luminária pelo Bluetooth.

O preço da luminária é um pouco salgado. No site do designer é possível comprar a luminária por 3.360,00 dólares. Outra versão custa 960 dólares, mas só tem as luzes que simulam a tempestade, não inclui controle remoto, alto-falantes ou sensores.

Leia Mais

Aranhas adoram cheiro de chulé, #apontaestudo

publicado no Vi na Internet

Um estudo científico descobriu um fato inusitado: o cheiro de meias suadas, o popular chulé, é odiado pelos humanos, é adorado por aranhas. A explicação é simples: isso ajuda as aranhas a se alimentar. Os mosquitos são atraídos pelo cheiro dos humanos e se alimentar do nosso sangue, já as aranhas querem devorar os mosquitos, conforme explica esse post do site Live Science.

A descoberta aconteceu por acaso. Os cientistas pesquisavam o comportamento dos mosquitos do gênero Anopheles, transmissor da malária. Por sua vez, a aranha saltadora África Oriental, Evarcha culicivora, prefere se alimentar desses mosquitos. Os cientistas notaram que essas aranhas tendem a ficar mais calmas quando próximas da espécie humana – talvez por saberem que há mosquitos comestíveis por perto.

Os pesquisadores resolveram, então, testar se as aranhas também ficariam atraídas pelos odores humanos. Em um laboratório no Quênia, eles testaram mosquitos e aranhas com uma meia limpa e outra usada por 12 horas. Todas as 109 aranhas testadas preferiram entrar nas câmaras com as meias fedidas. Apesar de assustadora, a experiência pode ajudar no combate à malária.

Leia Mais

Infográfico: as pesquisas mais estranhas feitas no Google

Confira as dúvidas mais esquisitas que as pessoas tentam solucionar pelo site de buscas

Nathelie Kordova, no ZH

Infográfico: as pesquisas mais estranhas feitas no Google Reprodução/iinterativa

Foto: Reprodução / iinterativa

A internativa, unidade digital da Infobase – integradora de Tecnologia da Informação do Brasil -, fez um infográfico muito legal com as buscas mais estranhas que os internautas fazem no Google.

Veja o que a galera anda procurando na web e nos conte se você já teve algumas dessas dúvidas. Não vale mentir, hein?

16571524

Leia Mais

Fotógrafa documenta mulheres forçadas a deformar os pés

pe4

publicado no Catraca Livre

Apesar de proibida na China no início do século 20, a prática de atar os pés e encolher os dedos praticada nas meninas, encarada com símbolo de beleza feminina, permaneceu em algumas áreas rurais. Esse era um dos símbolos da submissão feminina – mulheres não casavam se tivessem os pés normais, já que eram considerados feitos pelos homens chineses.

Nos últimos 8 anos, a fotógrafa Jo Farrel saiu à procura dessas mulheres, hoje todas em torno de 80 anos de idade ( algumas já morreram), para contar essa história. Ela está em busca de apoio para financiar um livro.

Leia Mais