Arquivo da tag: Sérgio Pavarini

Influência de blogueiros atrai anunciantes

Pavarini: “Somando tudo, o alcance de minhas redes é de cerca de 5 milhões de pessoas por semana”.

valor

Martha Funke, no Valor Econômico

O tamanho exato é incerto. Mas o universo dos blogs no Brasil é imenso e cada vez mais rentável. O autor Marcos Lemos, que assina o e-book “Blogar: O processo de criação de Blogs”, e que criou o “Ferramentas Blog”, estimou a existência de mais de 2,5 milhões de blogs em português, com mais de 55 milhões de páginas criadas ou atualizadas nos seis meses anteriores, indexadas pelo Google.

A empresa de anúncios em mídias digitais Boo Box contabiliza 80 mil blogs entre os mais de 430 mil sites de nicho que monetiza no país. “Tem blog feito como hobby que só conosco tira mais de R$ 5 mil por mês”, diz o fundador do serviço, Marcos Gomes.

Muitos blogueiros já ultrapassaram esse status há muito tempo. A atividade movimenta verbas em anúncios, patrocínios, direitos de imagem, participação em eventos e até licenciamento. Alguns já criaram suas páginas virtuais de olho no rendimento. Com estruturas mais ou menos turbinadas e diferentes níveis de conhecimento sobre tecnologia ou técnicas de internet, mídia, planejamento, jornalismo ou comunicação, eles têm em comum a escolha de um tema segmentado no qual se tornaram referência para seus leitores.

Veja o exemplo de Samantha Shiraishi, a Sam, jornalista com dez anos de prática que ao se mudar de Curitiba para São Paulo, em 2005, com filhos de 2 e 4 anos, começou a escrever sobre consumo de cultura em família, descrevendo passeios e dicas. A atividade com o blog “A Vida como a Vida Quer”, hoje hospedado no portal do grupo pernambucano “Diário do Nordeste”, avançou, passou a incluir cidadania, carreira, consumo, educação e casa e a levou a ser reconhecida como especialista no ramo, o que rendeu convites para projetos relacionados.

Um deles foi o M de Mulher, da Editora Abril, que chegou a abrigar mais de um centena de blogueiros. Hoje, Sam é curadora de 35 blogueiros no portal Viva Positivamente, da Coca-Cola, e dona da produtora Otagai (reciprocidade, em japonês), focada em mídias sociais. Seu blog, na semana passada, exibia logotipo da Coca-Cola e banner da Schutz. “A publicidade já está em decadência. Os patrocínios, no geral, têm a ver com a chancela de algum produto”, diz.

Samantha costuma usar um selo criado por um grupo de blogueiros para assinar ações patrocinadas. Outros, como Camila Coutinho, do “Garotas Estúpidas”, o GE, focado em moda, estilo e entretenimento, coloca a observação com mais sutileza em imagens e tags, palavrinhas que organizam o tema dos textos publicados, ou posts. “No início não sinalizava. Todo mundo começou como amador e era normal uns errinhos. Agora com mercado maior tem coisas mais éticas”, pondera Camila, cujo blog, criado em 2006, hoje tem cerca de 70 mil visitantes únicos diários e é abrigado no portal NE10, do grupo pernambucano ” Jornal do Commercio “.

Aquilo que começou como uma brincadeira entre amigas hoje tem suporte de estrutura comercial em Recife e em São Paulo, colunista de beleza, gerente financeiro e webmaster. “Estão surgindo coisas de licenciamento. Adoro criar novos produtos, inclusive que não dependam de mim”, diz Camila.

Outros já começaram de olho no faturamento. O “Blog da Mimis”, hoje com 213 mil seguidores, surgiu depois que a fisioterapeuta Michelle Franzoni emagreceu 30 quilos e resolveu se concentrar na divulgação de temas relacionados a qualidade de vida e publicar uma espécie de reality show de seu dia a dia de alimentação e treinos.

No início do ano, contratou uma empresa de mídia digital para reformular o site e uma agência de assessoria de imprensa para divulgá-lo. O esforço rendeu verbas em anúncios e posts de marcas que vão de roupas a hotéis e viagens – a primeira fatura, no valor de R$ 1,5 mil, foi emitida para a etiqueta Fit and Chic. Michelle mantém olho atento nos resultados do Google Analytics para conhecer dados como reação e horários de preferência do público e chegou a recusar anunciantes como uma marca de maionese. “Não quero me queimar”, diz ela, que está desenvolvendo um aplicativo para celular a ser oferecido a operadoras que queiram divulgar conteúdos relacionados a qualidade de vida.

Ainda pequeno, o “Blog do Caminhoneiro” foi criado em 2011 pelo motorista de ônibus Rafael Brusque Toporowicz, de São Mateus do Sul (PR), também com algum espírito negocial, além do gosto por caminhões. Segundo ele, o site conta com patrocínios eventuais – recentemente ele fechou com a Volvo banner e divulgação – e estimulou seu ingresso no mundo das comunicações.

Hoje ele produz textos institucionais e press releases para a empresa em que trabalha. A chegada dos anunciantes foi resultado de persistência. “Corri atrás das equipes de marketing e relacionamento com a imprensa, tentando parcerias para sorteios de brindes e divulgação.” Depois começou a ser convidado a participar de eventos. Hoje com cerca de 7 mil acessos diários, Rafael tem como meta a autossuficiência do blog, para não precisar do emprego. “Vou começar um programa de rádio falando de caminhoneiros e agregar serviços, como empregos ou compra e venda de caminhões”, antecipa.

Pavarini: newsletter tem 208 mil assinantes e 240 mil seguidores no Twitter foto: Alex Fajardo

Pavarini: newsletter tem 208 mil assinantes e 240 mil seguidores no Twitter
foto: Alex Fajardo

Já o “Pavablog”, do jornalista Sérgio Pavarini, teve origem menos amadora. Ex-editor e gerente de marketing do meio editorial, ele assumiu os veículos eletrônicos de orientação evangélica que assinava para uma editora, vendida a um grupo estrangeiro. Passou a assinar tudo com seu próprio nome e hoje só na newsletter publicada duas vezes por semana soma 208 mil assinantes. São mais 240 mil seguidores no Twitter. “Somando tudo, são cerca de 5 milhões de pessoas por semana”, diz.

Além de anunciantes, principalmente do meio editorial, o blogueiro criou uma empresa, com apoio de uma equipe de dez pessoas, para gerenciar iniciativas de mídia social e a interface com outros blogueiros. Hoje sua rede Pavablogs soma 2 mil endereços. “Um blogueiro é um formador de opinião”, diz.

Essas 10 fotos mostram que os chineses são ninjas no Photoshop

Gabriel Pinotti, no SBTZ

O que acontece se você abre um fórum no Reddit pedindo para alguém arrumar suas fotos no Photoshop? Simples, um centro oficial de trollagem. Foi assim que surgiram essas 10 fotos que farão você dizer WTF? ou OMG! – vai depender dá sua visão de Photoshop. Quer fazer uma simples correção na sua foto? Pede para esses chineses deuses do Photoshop ai abaixo…

10a10b9a19b18a28b27a27b26a16b15a15b1

4a1

4b1 3a13b1

214

2aa

1191a1

 

 

 

Vacas com um furo do lado, entenda

publicado no Portal do Povo

O leite e a carne de vaca são muito importantes para todos nós e a busca dos criadores é sempre obter a melhor qualidade controlando a alimentação dos animais.
Para descobrir como funciona o poderoso processo digestivo desse animal, pesquisadores, veterinários etc resolveram abrir a barriga de algumas vacas.
Isso mesmo, foi feito um furo com espaço suficiente para colocar uma mão adulta dentro da barriga dela.

new-pobreta

Dessa forma, podem estudar e analisar todo o processo adicionando enzimas, vitaminas diretamente na barriga e caso a vaca coma algo que não seja bom, eles podem retirar.

71 31 41 51 61 81 91 new-pobreta1

10 coisas que você não sabia sobre você

Natasha Romanzotti, no HypeScience

O corpo humano é uma engenhoca complexa. É uma mistura de todos os tipos de líquidos e produtos, que realiza todos os tipos de atividades. Que tal explorar um pouco sobre a forma misteriosa que o seu corpo funciona?

1. SEU ESTÔMAGO SECRETA UM ÁCIDO CORROSIVO

Suas células secretam ácido clorídrico no estômago, um composto corrosivo usado para tratar os metais no mundo industrial. Não se preocupe: o revestimento mucoso da parede do estômago mantém o líquido venenoso em segurança no sistema digestivo, “quebrando” o seu almoço.

2. A POSIÇÃO DO SEU CORPO AFETA SUA MEMÓRIA

Não consegue se lembrar da data de seu casamento? Tente ficar sobre um joelho. Um novo estudo sugere que as pessoas lembram mais rápido e melhor de algum evento se o seu corpo estiver na mesma posição que estava quando o episódio aconteceu.

3. OSSOS ENTRAM EM COLAPSO PARA EQUILIBRAR MINERAIS

Além de apoiar os órgãos e músculos, os ossos ajudam a regular os níveis de cálcio. Eles contêm fósforo e cálcio, o último necessário nos músculos e nervos. Se o elemento está em falta, certos hormônios fazem com que os ossos “desmembrem-se” até a concentração adequada extracelular ser atingida.

4. GRANDE PARTE DE UMA REFEIÇÃO É ALIMENTO PARA O CÉREBRO

Embora represente apenas 2% do nosso peso corporal total, o cérebro exige 20% de oxigênio do corpo e calorias. Três principais artérias cerebrais bombeiam constantemente oxigênio pro cérebro, mas a obstrução ou ruptura em uma delas faz com que as células cerebrais “morram de fome” sem a energia de que necessitam para funcionar, prejudicando as funções controladas por essa região. Essa é a causa de um AVC.

5. MILHARES DE ÓVULOS PRODUZIDOS PELO OVÁRIO NÃO SÃO UTILIZÁVEIS

Uma adolescente tem em média 34.000 folículos de óvulos subdesenvolvidos, embora, durante toda a sua vida, somente 350 ou pouco mais amadureçam, à taxa de cerca de um por mês. Os óvulos não utilizados, em seguida, se deterioram.

6. PUBERDADE REMODELA ESTRUTURA DO CÉREBRO

Hormônios como a testosterona influenciam o desenvolvimento dos neurônios no cérebro, e as mudanças feitas em sua estrutura tem muitas conseqüências comportamentais, como constrangimento emocional, apatia e dificuldade na tomada de decisão enquanto regiões do cérebro como o córtex frontal amadurecem.

7. CÉLULAS COM CÍLIOS AJUDAM A POR O MUCO PRA FORA

Células que tem cílios ajudam em uma variedade de funções, desde digestão à audição. No nariz, os cílios ajudam a drenar o muco da cavidade nasal até a garganta. O frio retarda esse processo de drenagem, e o muco que sobra seu corpo assopra pra fora. Membranas nasais inchadas ou condensação também podem causar uma “ranhada”.

8. CÉREBROS GRANDES CAUSARAM BOCAS MAIS LIMITADAS

Você deve se perguntar qual a utilidade de ter um dente do siso a não ser para dar dinheiro aos dentistas que os removem. Porém, há muito tempo atrás, os dentes do siso tinham uma utilidade: serviam para triturar carne. Mas quando nosso cérebro cresceu, nossa estrutura maxilar se modificou, fazendo com que nossa boca ficasse “superlotada”.

9. EU RIO, VOCÊ RI

Se alguém ao seu lado boceja, logo bate a vontade em você também. Com o riso acontece a mesma coisa: ouvi-lo estimula uma região do cérebro associada com movimentos faciais. O mimetismo tem um importante papel na interação social. Momentos como espirrar, rir, chorar e bocejar podem ser uma forma de criar fortes laços sociais dentro de um grupo.

10. SUA PELE TEM QUATRO CORES

Toda pele, sem cor, parece branco cremoso. Os vasos sanguíneos perto da superfície da pele adicionam um toque de vermelho. Um pigmento amarelo também acrescenta tonalidade à pele. Finalmente a melanina, criada em resposta aos raios ultravioleta, aparecem em grandes quantidades nos negros. Estes quatro pigmentos misturados em diferentes proporções criam as cores de pele de todos os povos da Terra.

A pegadinha publicitária mais brutal que você já viu

think.jpg.pagespeed.ce._Ro1tZ5uDs

Carlos Merigo, no Brainstorm9

propaganda-pegadinha ganhou contornos nunca antes vistos nesse primeiro semestre de 2013. São diversas ações das mais variadas marcas, geralmente em espaços públicos, que se atingem poucas pessoas no momento da execução, podem acumular milhões em audiência online. Em um Braincast recente, discutimos os limites desse tipo de pegadinha.

Limite (ou a falta dele), aliás, é uma palavra que vem bem a calhar nesse exemplo da ONG britânica Think!. Eles tem o histórico de chocar em suas campanhas, mas dessa vez o choque pode ser fatal.

Uma ação para falar dos perigos de beber e dirigir utiliza uma ideia brutal no banheiro de um pub. É uma variação hardcore dessa outra realizada pela MINI. A única pergunta é: E se fosse com você?

Criação da Leo Burnett, que redefiniu o significado de “propaganda impactante”.