Arquivo da tag: somente

Intuições precárias sobre Deus

shutterstock_688792181Ricardo Gondim

Eu não saberia explicar as razões da minha fé. Não consigo expressar os porquês da minha devoção. Minha espiritualidade não serve para convencer uma pessoa indiferente. Eu falharia em gerar apetite pelo que transcende. O mistério que tempera o meu viver talvez não sirva em pratos alheios. Minhas convicções não são transferíveis. Minha sede do eterno não é matemática, inamovível. Eu balanço em terremotos. Não sou um Gibraltar. Decididamente, as certezas que comovem  a minha alma são vagas. O pouco que sei sobre o divino é provisório. As réstias de percepção que me chegam do eterno esbarram na mortalidade. Sob o peso da imperfeição, não alcanço o zênite a respeito do perfeito.

Sei tão somente que Deus se mistura dentro de mim como impulso, norte, nostalgia, horizonte, atracadouro. Empenhei o meu futuro em seguir seus passos invisíveis. No dia em que o chamei de Senhor, a extensão do meridiano da minha esperança se alongou. Nele, os fragmentos de meu mapa existencial não precisaram mais se encaixar. Aprendi a conviver com pedaços desconexos. Não me encabulo ao seu lado. Estradas bloqueadas por tapumes ou por neblinas não me intimidam. Deus imanta o ponteiro da minha bússola.

Sei tão somente que Deus se fez residente no campus onde elaboro pensamentos. Presente nos voos da minha imaginação, ele se transforma no mais doce ideal. Minha seta e meta, o entusiasta das interrogações que me levam adiante. Deus me quer curioso. Ele sempre incentiva a perguntar mais. Causa de toda inquietação, Deus se esconde na fonte da minha angústia.

Sei tão somente que Deus se desfraldou como flâmula sobre a minha vida e fez do lugar onde moro, seu palácio. Por me amar tanto e tão formidavelmente, penitência, purgações,  sacrifícios e tudo o que a religião exige para aplacar fúria, foi substituído por serenidade. No porão da tortura religiosa, nos suplícios culposos do moralismo, achei um lugar de descanso: o seu regaço. Ele é agora minha referência de desassombro.

Encontrei paz desde que comecei a me desvencilhar do Deus guardador de livros contábeis. Encaro a existência com a leve sensação de que qualquer sentença formalizada contra mim está suspensa. Já não fujo dele como os antigos evitavam Átila. A fúria de Júpiter e a volubilidade de Zeus, comuns nas descrições de Javé, não me aterrorizam. Agora prefiro chamá-lo de Clemente. No seu bolso estão guardados todos os acertos e erros que me tornaram quem eu sou.

Sei tão somente que Deus fez arder algum filamento em minha alma e meu olhos se acenderam. Ele é mourão – estaca – que demarca o jardim fechado da minha interioridade. Só Deus dobra o sino do meu coração em lutos e dias solenes.

Sei tão somente que Deus me fascina como aurora que se quebra em vários matizes. Deus é sol que tinge a minha face de um vermelho suave, também é lua que prateia a minha existência. Noto traços azuis de sua realeza em meu sangue raro. Seu branco me deixa com a improvável sensação de que alguma pureza me tocou. Um nanquim se projeta desde o céu e me vejo absorvendo tudo o que é peculiar aos humanos. Ele se faz arco-íris em mim.

O que dizer de Deus?
Pouco.
Melhor o silêncio.
Que as poucas palavras, então, sejam esforço  - precário – de expressar reverência.

Soli Deo Gloria

fonte: site do Ricardo Gondim

Retratos de pessoas observando o seu eu mais jovem no espelho

Publicado no Somente Coisas Legais

Tom Hussey é um premiado fotografo americano. Em uma série intitulada Reflexões, Hussey mostra idosos olhando em um espelho observando o seu eu mais jovem.

De acordo com uma entrevista feita para PetaPixel, a primeira idéia aconteceu quando Hussey estava conversando com um veterano da Segunda Guerra Mundial chamado Gardner. À beira de seu aniversário de 80 anos, Gardner opinou que ele ainda se sentia como um  jovem.

A conversa inspirou Hussey a fotografar Gardner olhando para um espelho no banheiro, e no reflexo ele veria seu eu mais jovem olhando para ele. A imagem resultante fez parte de seu portifólio durante algum tempo, até ser lembrada para compor uma publicitária para um remédio contra o Alzheimer.

Confira as fotos abaixo:

esp1esp2esp3esp4esp5esp6esp7esp8Via: Twisted Sifter

dica da Cristina Danuta

Mulher rica é quem mais compra pirataria

piratas

Claudia Rolli, na Folha de S.Paulo

As mulheres da classe alta (A e B) estão entre a parcela da população que mais compra produtos piratas, segundo pesquisa realizada pelo instituto Data Popular.

O levantamento, feito em maio deste ano com 1.501 pessoas de cem cidades de todo o país, mostra que quase seis em cada dez brasileiros já compraram ao menos uma mercadoria pirata no último ano.

Do total de 56% dos brasileiros entrevistados que declararam ter comprado algum item que não fosse da marca original, 58% são homens e 55% das mulheres.

Mas é nas mulheres de alta renda que o dado se destaca: 73% das consumidoras da faixa A e B declararam ter adquirido produto pirata no período.

“O resultado surpreende. Somente 27% do total do público feminino de alta renda não teve esse tipo de experiência de consumo”, diz Renato Meirelles, presidente do instituto.

“Como a mulher de classe alta compra mais, geralmente é mais focada no status e conhece mais as marcas internacionais, desconfia-se menos que ela está usando um produto pirata”, completa.

A definição das faixas de renda que o Data Popular usou no levantamento segue os critérios estabelecidos pela SAE (Secretaria de Assuntos Estratégicos) da Presidência da República.

Na alta renda (classes A e B) estão famílias com renda per capita acima de R$ 1.019. As com renda per capita inferior a R$ 291 estão na baixa renda (classes D e E). Pertencem à classe média (classe C) famílias com renda per capita de R$ 291 a R$ 1.019, faixa essa dividida em três subgrupos.

CRESCE APREENSÃO

A apreensão de mercadorias pirateadas cresceu (em valor) 59% entre 2010 e 2012, segundo dados da Receita Federal. Passou de R$ 1,275 bilhão para R$ 2,025 bilhões no período.

O assunto será debatido em seminário da Abiesv (Associação Brasileira da Indústria e Equipamentos e Serviços de Varejo) que discutirá a propriedade intelectual no varejo na quinta-feira, dia 22, em São Paulo.

“Houve um desmonte da fiscalização em cidades como São Paulo. Por outro lado, houve incremento no combate à pirataria nas áreas fronteiriças e em outras regiões do Brasil”, diz o advogado Márcio Costa de Menezes e Gonçalves, ex-secretário executivo do Conselho Nacional de Combate à Pirataria, órgão consultivo do Ministério da Justiça.

Para especialistas no tema, a alta do dólar e inflação também levam o consumidor a optar por preços menores e contribuem para aumentar o consumo de mais itens não originais. Outro fator que influência a compra por essas mercadorias é a melhora na qualidade de produtos.

“Muitos varejistas desconhecem as graves consequências de comercializar produtos piratas” diz o advogado Maurício Braga, especialista em licenciamento de produtos esportivos. “Eles podem responder criminalmente da mesma forma que o falsificador”.

ENTRAVES E ACERTOS

O governo federal divulgou há três meses como serão as ações do 3º Plano Nacional de Combate à Pirataria, em vigor no país até 2016.

“Um dos pontos positivos é que o governo vai priorizar o combate principalmente nas cidades que sediarão os grandes eventos esportivos dos próximos anos”, afirma o ex-secretário.

Entre as ações, ele destaca ainda a implementação de um gabinete de gestão integrada nessas cidades e a ampliação do Programa Cidade Livre de Pirataria, criado em 2009, para “municipalizar” o combate a esse tipo de crime.

De acordo com informações publicadas no Diário Oficial da União, o trabalho será feito por meio de incentivos às prefeituras, que ficam responsáveis pela criação de mecanismos locais de prevenção e repressão.

O plano cita ainda a capacitação de agentes públicos para atuar especialmente no combate às infrações nas cidades-sede dos eventos esportivos, em parceria com a Fifa (Federação Internacional de Futebol).

Outra ação do plano é a atuação em conjunto com a Frente Parlamentar Mista de Combate à Pirataria do Congresso Nacional – nesse caso, o objetivo é aprovar leis e discutir assuntos de interesse do Conselho Nacional de Combate à Pirataria e Delitos contra a Propriedade Intelectual (CNCP).

Ao destacar a criação do 3º plano, o governo reconhece que “o Brasil não conta com um mapeamento e um diagnóstico da prática ilegal, tendo apenas informações difusas e desencontradas, que acabam por dificultar a implementação de políticas públicas direcionadas.”

“O maior desafio, desse plano, estruturado com ações nos âmbitos educacional, econômico e repressivo, ainda é conscientizar o consumidor”, diz o ex-secretário, hoje sócio do Siqueira Castro Advogados na área de propriedade intelectual. “Há muitos outros crimes e organizações criminosas que circundam a pirataria.”

Segundo especialistas, produtos como peças de carros e aviões e medicamentos estão entre os itens que ganham expansão no mundo da pirataria.

dica do Guilherme Massuia

Filme cearense com legendas vira fenômeno de bilheteria

Cena do filme "Cine Holliúdi", de Halder Gomes

Cena do filme “Cine Holliúdi”, de Halder Gomes

Rodrigo Salem, na Folha de S.Paulo

A comédia “Cine Holliúdy”, do cearense Halder Gomes, tornou-se um fenômeno de bilheteria. E nem mesmo precisou estrear em São Paulo e Rio, os maiores circuitos de cinema do Brasil.

Segundo os números do Filme B, portal que analisa o mercado cinematográfico brasileiro, o filme atraiu cerca de 23 mil pessoas no fim de semana de estreia (em apenas dez salas do Ceará), alcançando a maior média de público do período no país: 2.293 espectadores por sala, contra 961 de “Os Smurfs 2″, campeão de renda geral e segundo lugar na média.

Os números se revelam ainda mais fantásticos se comparados aos do campeão de bilheteria do ano, “Homem de Ferro 3″, que teve uma média de público de 1.470 pessoas por sala em sua estreia, em abril. A média de “Cine Holliúdy” é similar à de “Tropa de Elite 2″ e “Os Vingadores”, dois megasucessos de bilheteria.

A comédia filmada por somente R$ 1 milhão foi lançada apenas no Ceará e em três dias foi responsável por 44% do público nos cinemas da capital do Estado, faturando R$ 268 mil.

A estratégia do lançamento foi proposta pela distribuidora Downtown ao diretor Halder Gomes. “O pessoal da Downtown viu o filme e gostou, mas propôs o desafio de testar primeiro no Ceará, porque é um produto novo, diferente”, conta o cineasta.

COM LEGENDAS

Ainda é cedo para medir o tamanho do sucesso do longa, falado em “cearensês” e legendado em português para facilitar o entendimento do público, mas os especialistas afirmam estar diante de uma produção fora da curva.

“O filme é um fenômeno, nunca vi algo parecido. Mas a extensão do sucesso ninguém sabe dizer. Os exibidores acham que ele pode chegar aos 500 mil espectadores”, afirma Paulo Sérgio Almeida, diretor do Filme B. “Ainda é preciso ver como ele será vendido no resto do país.”

Gomes diz que a comédia será lançada em 50 salas em outras cidades do Nordeste, em 30 de agosto, apesar de ainda não ter ideia de quando entra em circuito no Sudeste.

“Nossa expectativa era de fechar a carreira do filme com 100 mil ingressos vendidos em todo o Brasil, mas agora tudo isso mudou. Faremos isso apenas no Ceará. Semana que vem, teremos mais três salas no Estado e devemos chegar aos 45 mil pagantes. Se o resto do Nordeste acompanhar o sucesso, chegaremos a São Paulo em meados de setembro”, diz o diretor.

A estratégia de lançamento também teve uma ajudinha de um campeão de bilheteria. “A Downtown colou o trailer do nosso filme em ‘Minha Mãe É uma Peça’ e as pessoas riam de passar mal. Foi inteligente.”

13 fotos marcantes tiradas com longa exposição

Publicado no Somente Coisas Legais

Simplificando, uma fotografia tirada com a técnica da longa exposição é aquela que mostra movimento ou rastro dos objetos. Isso às vezes acontece sem a intenção de quem está fotografando, especialmente quando se tem a combinação câmeras automáticas + ambientes de pouca luz. No entanto, fotógrafos profissionais são capazes de obter imagens realmente magníficas. É o caso de cada uma das 13 fotos mostradas abaixo:

1. Círculo de fogo
Girando um tipo de fogos de artifício – e com a ajuda do efeito fotográfico – foi possível criar essa imagem impressionante cheia de fogo e faíscas.

by Alex-Coppel

by Alex-Coppel

2. Costurando o trânsito
Quando o trânsito está realmente parado, uma fotografia em longa exposição mostra o rastro de luz deixado por uma moto que encontra seu caminho entre os carros.

by JWT Agency

by JWT Agency

3. Desenhando com luzes
Se o tempo de exposição de uma fotografia for consideravelmente alto, é possível fazer desenho com luzes, como mostra a imagem abaixo.

autor desconhecido

autor desconhecido

4. O céu com muito mais estrelas
Com longa exposição uma câmera profissional é capaz de “enxergar” muito mais luzes do céu. Veja que bonita esta imagem que mostra a Via Láctea sobre uma floresta exótica na Namíbia. Veja mais fotos incríveis do céu durante a noite.

by Florian Breuer

by Florian Breuer

5. Cauda do foguete
Foto mostra o rastro que um ônibus espacial deixa para trás durante o lançamento – além do próprio planeta, é claro!

by James Vernacotola

by James Vernacotola

6. Trilha das estrelas
A câmera está parada em relação a Terra, mas não em relação às estrelas. Nós sabemos disso, porém é impossível perceber o fenômeno a olho nu. Já com a ajuda de um fotógrafo que domine a técnica da longa exposição – e eventualmente usando sobreposição de imagens -, a história é outra.

by Lincoln Harrison

by Lincoln Harrison

7. Sinal fechado
Na imagem abaixo é possível perceber o movimento intenso em uma rua de Calcutá, Índia.

by Martin Roemers

by Martin Roemers

9. Fagulhas
Protegido pela roupa, o homem se vê “bombardeado” por fagulhas incandescentes. E nós conseguimos perceber o rastro de cada uma delas.

by Nacho Cosio

by Nacho Cosio

10. Luzes na floresta
Com o truque de imagem, uma floresta se transforma num palco perfeito para um conto de fadas.

by Rel Ohara

by Rel Ohara

11. Correnteza
Para obter a incrível imagem abaixo, o fotógrafo arremessou bastões de luz na água e os registrou sendo levados pela correnteza. Veja mais fotos dessa série aqui.

by Sean Lenz

by Sean Lenz

12. Decolagens
É fascinante ver os trilhos luminosos deixados pelos aviões no céu sobre o Aeroporto Internacional de São Francisco, EUA.

by Terence Chang

by Terence Chang

13. A hora do rush
A intensa movimentação de pessoas preenche praticamente todos os espaços nessa plataforma de embarque em uma estação de trem de Mumbai, Índia.

by Vivek Prakash

by Vivek Prakash