18 coisas que você tem feito errado toda a sua vida

Publicado no BuzzFeed

1. Jogar Monopoly.

anigif_enhanced-buzz-5024-1405003839-27

As regras são bem explícitas: Se você parar numa propriedade, pode comprá-la. Se você decidir não comprar, a propriedade pode ser leiloada a todos os outros jogadores.
O lance pode começar com qualquer valor. Jogar por estas regras encurta dramaticamente o jogo, e o torna significativamente menos irritante.

2. Comer biscoitos digestivos de chocolate.

enhanced-12912-1405348108-1

O CHOCOLATE ESTÁ EMBAIXO.

3. Comer asas de frango.

enhanced-12723-1405006689-1

Se você pegar os dois ossos (o menor primeiro), torcer e puxá-los, você terá uma asa de frango desossada – algo glorioso de fato.

4. Cortar bolo.

enhanced-buzz-30363-1405000490-11

Na realidade, você deve cortar o bolo do meio para fora, se quer que ele fique fresco.
#alucinado.

anigif_enhanced-buzz-12840-1405000458-8

5. Tirar a camiseta.

anigif_enhanced-buzz-23390-1405002343-12

Sim, você pode fazer isso com uma mão. É fácil assim.

6. Comer Tic Tacs.

enhanced-21739-1405432210-12

Deixe o sulco da tampa fazer a sua mágica e tire um de cada vez.

7. Descascar uma manga.

enhanced-21502-1405000621-1

Tudo que você precisa é de um copo resistente e um pouco de coordenação.

8. Descascar uma banana.

enhanced-4247-1405004436-20

anigif_enhanced-5028-1405004538-14

Abra-a na outra ponta para evitar que ela se divida e fique amassada enquanto você tenta abri-la.

9. Comer Toblerone.

Apenas quebre-o para trás num movimento fácil.

anigif_enhanced-9295-1405001186-1

10.
Ba35vKWCEAAwuXa

11. Guardar suas camisetas.

enhanced-12677-1405002972-13

Coloque-as de lado e você poderá ver exatamente o que tem e não vai bagunçar toda a gaveta.

12. Usar livro de receitas.

enhanced-buzz-31131-1405008092-11

É só fazer uma tatuagem temporária.

13. Levar seu celular para a praia.

Não há necessidade de capas caras à prova d’agua.

14. Comprar lâminas de barbear.

enhanced-11568-1405433827-2

Tudo que você precisa fazer é afiar sua lâmina atual usando um par de calças jeans.

15. Cortar tomates.

enhanced-19198-1405434134-15

grid-cell-12178-1405434334-29

Coloque-os entre dois pratos e corte pelo vão, usando uma faca afiada para evitar uma sujeira.

16. Guardar as chaves.

enhanced-12392-1405434386-1

É só usar o Lego.

17. Cozinhar ovos.

anigif_enhanced-buzz-12141-1405435078-9

18. Pedalar de saia.

Use um elástico e uma moeda para manter a saia no lugar.

Leia Mais

6 hacks para melhorar a sua produtividade

Com essas dicas, você vai conseguir abandonar a procrastinação de vez

(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

Luciana Galastri, na Galileu

Está difícil estudar para a prova, terminar um relatório, responder a todos os e-mails? Seja lá qual for a tarefa, se você está procrastinando ao máximo em vez de colocar as mãos à obra, essa lista pode te ajudar. Reunimos dicas de pessoas que encontraram a solução para esse problema através do Quora e listamos as melhores aqui embaixo. Confira:

1. A regra dos dois minutos

Se uma tarefa é tão simples que leva menos de dois minutos para ser cumprida, tente fazê-la imediatamente – mesmo que esteja trabalhando em algo mais complexo. Assim as coisas simples não se acumulam e não viram uma bola de neve, como uma caixa de entrada cheia de e-mails aguardando sua resposta.

2. Descubra como você está gastando seu tempo

Use sites para monitorar o que você faz no computador e quanto tempo você gasta com cada coisa. O TimeTracker, um plugin para Chrome, pode te revelar, de forma desagradável, que você passou mais de 10 horas por dia conectado ao Facebook no fim de semana. Mas isso serve como um alerta para mudar seus hábitos. E se você não desgruda do celular, o aTimeLogger é um app que também monitora as suas atividades no smartphone. Cinco horas por dia jogando “Perguntados” podem até ser instrutivas, mas não ajudam sua produtividade.

3. Crie tempo para você

Ok, agora você sabe que gasta mais horas do que podia imaginar em sites que não tem nada a ver com seus estudos e com o trabalho. O que fazer? A extensão StayFocused bloqueia o acesso a distrações durante um período pré-determinado. Ou seja: você não vai ficar tentado a dar aquela espiadinha básica no Facebook que acaba se estendendo por horas e horas stalkeando todos os seus colegas de ensino médio.

4. Facilite suas escolhas

Sempre chega atrasado por não saber o que vestir? Planeje o que usar com antecedência e em horas nas quais você estaria ocioso. Por exemplo, enquanto está no chuveiro, já pense em suas opções de roupa. Setorizar o guarda roupa em partes, como “trabalho”, “festa” e “fim de semana” também pode te ajudar a visualizar melhor suas opções. O mesmo pode ser feito com sua despensa – separe os alimentos de acordo com o tempo de preparação de cada um.

5. Automatize suas tarefas

Com o IFTTT é possível automatizar tarefas que ocupam seu tempo todos os dias. Crie comandos para ser notificado da previsão do tempo todos os dias antes de sair para o trabalho, ou para colocar ligações perdidas como tarefas não cumpridas em um calendário.

6. Não confie em sua memória

Anda esquecido? Além de ler esse post, uma boa ideia é escrever listas com seus objetivos diários. Vale anotar tudo o que você quer cumprir a curto prazo, se não suas listas também vão se acumular. A convencional lista de papel pode te ajudar nisso – e você vai ter um prazer genuíno ao riscar os objetivos cumpridos da lista. Mas se você precisa de um encorajamento ainda maior, tente os apps Astrid e Wunderlist, ambos para Android ou iOS, que mandam notificações para seu telefone lembrando os prazos de cada tarefa.

Leia Mais

Espanha: menores podem ser forçados por lei a fazer tarefas domésticas

foto (meramente ilustrativa): Wikimedia Commons
foto (meramente ilustrativa): Wikimedia Commons

Fernando Moreira, no Page not Found

Crianças e adolescentes até 18 anos na Espanha podem ser obrigados por lei a ajudar nas tarefas domésticas, determinadas de acordo com o gênero e com a idade. O projeto de lei está sendo analisado pelo Parlamento do país espanhol.

De acordo com o projeto, crianças e adolescentes se tornam obrigados a “participar da vida familiar” e a “obedecer pais e irmãos”. Além disso, o proposta legislativa afirma que os menores têm que “respeitar as regras escolares”, estudar o tanto quanto for exigido pela escola e manter uma atitude positiva”, de acordo com o jornal espanhol “ABC”.

O projeto, entretanto, não estabelece penas para crianças e adolescentes que falharem no cumprimento das obrigações domésticas.

Leia Mais

9 dicas para gerenciar melhor o tempo em 2013

Luiza Tenente, na Revista PEGN

Saiba como ser eficiente e administrar seu horário, sem sacrifícios

Empreendedores, normalmente, não têm rotina. Querem aproveitar o expediente para resolver o maior número possível de tarefas. Além de sentirem-se exauridos, têm dificuldade de conciliar a correria da profissão com a família, o descanso, a consulta médica, o horário de almoço… É possível ser eficiente e não se estressar? Quem tenta resolver esse desafio dos negócios é Christian Barbosa, empreendedor, especialista em gerenciamento de tempo e fundador da Triad Productivity Solutions, consultoria em produtividade. Confira as dicas dele:

1. Sempre registre suas tarefas: É comum que os empreendedores sintam-se perdidos porque não organizam os compromissos do dia. “Mas não adianta fazer umas anotações em post-its, outras no computador e algumas na agenda”, afirma Barbosa. “Eleja uma única plataforma e registre tudo ali.”

2. Não deixe tudo para a última hora: Ao escrever quais são as suas tarefas, pense sempre no prazo de três dias. Não adianta, pela manhã, planejar o que fará na mesma data. Ter um tempo à frente facilitará sua organização.

3. Planeje em conjunto: Não adianta seguir a estratégia de registrar as tarefas sozinho. “O ideal é que, toda sexta-feira, a equipe faça uma reunião de meia hora para eleger quais são os compromissos mais urgentes da semana seguinte”, diz o empreendedor.

4. Aprenda a delegar: De acordo com Barbosa, é comum que o empreendedor tenha aberto um negócio por possuir uma habilidade individual. E que, por isso, ele centralize a maior parte das tarefas da empresa. Mas não caia nessa cilada: delegue e faça com que todos da equipe criem um trabalho excepcional. “Treinar os funcionários, ouvir os clientes e prestar atenção na concorrência são deveres do empreendedor. Ele deve parar de fazer e aprender a olhar”, diz o especialista. Isso colaborará para que sobre tempo na sua agenda.

5. Descanse: Não adianta querer se enganar. Nenhum empreendedor conseguirá tirar férias de um mês e abandonar a empresa nesse período. No entanto, sobrecarregar-se é prejudicial à saúde. Como solucionar esse problema? Barbosa sugere que, logo no começo do ano, preste atenção ao calendário e eleja pequenos períodos de descanso. Se o Carnaval não afeta o movimento do negócio, é uma boa opção para fazer uma pausa. No caso dos comerciantes, basta pensar em datas de menor demanda. Dois dias, emendados ao fim de semana, já ajudam a relaxar.

6. Desligue-se: A tendência é sempre estar conectado – sair do trabalho e checar o e-mail pelo celular constantemente. É normal que se sinta irresponsável por abster-se dessas tecnologias. Uma alternativa é combinar com a equipe que as decisões e comunicados urgentes devem ser feitos por telefone.

7. Inclua a família no trabalho: “É impossível separar totalmente a vida profissional da pessoal”, diz Barbosa. Para ele, o ideal é estipular qual a carga horária necessária para que as tarefas sejam executadas e para que sobre um tempo para a família. Oito horas? Então, não ultrapasse isso. Outra dica do empreendedor é envolver os filhos na empresa. “Um garoto no ensino médio já pode fazer um estágio na empresa”, afirma.

8. Faça intervalos durante o dia: Um amigo de Barbosa possui um restaurante e acorda às 4h da manhã para receber os alimentos. Como ele vai ao dentista? Aproveita o intervalo entre 15h30 e 19h, quando o movimento cai, para ficar com a família e resolver os problemas pessoais. Às 19h30, retorna ao estabelecimento. “Ache um horário na agenda para você. Emendar é pedir para se estressar”, diz.

9. Use aplicativos a seu favor: Se há afinidade com tecnologias, uma boa ideia é usar aplicativos móveis para gerir o tempo. “Google Tasks, Remember the Milk e Neotriad são boas opções”, afirma Barbosa. Mas nada impede que se use o bom e velho caderno.

Leia Mais

“Encostos virtuais”: saiba como lidar com dez tipos de chatos das redes sociais

Chefe que cobra tarefas no seu mural, amigo que te marca em fotos constrangedoras e pessoas que fazem comentários preconceituosos em seus "posts": saiba agir com esses e outros malas das redes sociais

Andrezza Czech, no UOL

Aquele cliente que você nunca viu te adicionou no Facebook e tem insistido para que você o aceite. Um amigo resolveu fazê-lo passar vergonha com comentários preconceituosos em uma publicação sua. O chefe decidiu cobrar um relatório no seu mural. Como conseguir se livrar desses “encostos” sem parecer mal-educado e antipático?

Para te ajudar a driblar essas situações, o UOL Comportamento conversou com o economista e consultor de etiqueta e marketing pessoal Cláudio Pelizari, a consultora de imagem pessoal e etiqueta Ana Vaz e a consultora em etiqueta e mídias sociais Ligia Marques, autora do livro Etiqueta 3.0 (Ed. Generale).

Contato de trabalho que você não conhece, mas te adiciona
Você costuma tratar de assuntos profissionais por e-mail ou telefone com ele, mas nunca o viu pessoalmente. Quando você menos espera, ele te adiciona no Facebook. Você finge que não viu, mas, logo que pode, ele faz questão de te lembrar de que te adicionou. O que fazer? Se não quiser ter o contato, basta recusar. Ou aceite e depois bloqueie a pessoa, para que ela não veja as suas atualizações. Se não quiser ver as dela, basta ocultá-las. Para Ana, vale dizer que não está adicionando ninguém no momento, pois fechará a conta. Por outro lado, se você trabalha em uma área que exija ter muitos contatos, uma boa ideia é criar um perfil para fins profissionais.

Chefe que cobra tarefas em seu mural
É claro que um chefe com o mínimo de bom senso sabe separar a vida profissional da pessoal, mas, infelizmente, nem todos são assim. Segundo a consultora Ana Vaz, o ideal é ser gentil e não confrontá-lo. Deixe o recado sem resposta e, depois, diga que não viu na hora. E, por isso, seria mais eficaz se ele cobrasse as tarefas por telefone ou e-mail. “Diga que alguns amigos até perguntaram se você é pouco produtivo”, diz ela. Para evitar que isso volte a acontecer, configure suas privacidades para que ninguém mais possa publicar na sua “timeline”.

Colega de trabalho que nunca te cumprimenta, mas te adiciona
Se você deseja fazer amizade com o tal colega, não há dúvidas. Mas e se você não está nem um pouco a fim de ter contato com ele? Como não é seu chefe e não há obrigação alguma de criar um vínculo, o melhor é fingir que não viu o pedido, segundo Ana Vaz. O problema é que, se o colega é realmente mala, ele dará um jeito de lembrar-lhe de aceitar o pedido no primeiro encontro no elevador. Nesse caso, diga que não costuma entrar nas redes sociais ou que sua namorada ou seu namorado entra mais do que você.

Conhecidos que insistem para que você curta a “fanpage” deles
Dependendo da relação que você tem com essa pessoa, curta. “Não há nada de mal em agradar os outros”, diz a consultora em etiqueta e mídias sociais Ligia Marques. Se depois achar que a página é inconveniente, “descurta”. Agora, se a ideologia da página não está de acordo com a sua (defende um partido político diferente do seu, por exemplo), explique isso, com educação.

Amigos que marcam fotos suas em situações constrangedoras
Se você tem todos os colegas de trabalho e até o chefe no Facebook, cuidado com os amigos inconvenientes. Se ele resolver marcar uma foto sua na balada, com um copo na mão e cara de quem passou dos limites, não pense duas vezes e desmarque imediatamente a imagem. Para a consultora Ana, se a pessoa continuar sendo inconveniente, avise por mensagem privada que você tem muitos contatos profissionais no seu Facebook e não quer aparecer dessa forma para eles. Para que não aconteça de novo, o melhor é escolher a configuração de privacidade que exige que você aprove as fotos antes que elas apareçam em sua linha do tempo. Caso a pessoa continue com sua foto constrangedora no álbum dela e isso te incomode, não se acanhe e peça que ela apague, mas com jeitinho, para que ela não se ofenda.

Familiar que te constrange
Você coloca uma letra de música em um “post”, e aquela tia, desconfiada, vem perguntar o que você quis dizer com isso. Depois, posta uma foto e ela não pensa duas vezes em dizer: “Como você está lindinho, bebê!” ou “O que está fazendo com essa cerveja na mão, hein?”. Como lidar com os constrangimentos que os familiares proporcionam nas redes sociais? Primeiro, ignore. Cedo ou tarde, o parente deve desistir, mas, se não for suficiente e as atitudes forem realmente incômodas, converse. “Como é alguém com quem você tem intimidade, vale pedir, pessoalmente, que a pessoa pare de agir assim. Mas isso não significa que você será compreendido”, diz Ana Vaz. “Muitas vezes, é melhor ignorar”, afirma.

Pessoas que fazem comentários preconceituosos em seus posts
Você compartilhou uma notícia sobre um tema comum, mas, quando viu, um contato decidiu polemizar e escrever comentários preconceituosos ou violentos. A opinião dele é tão extremista que gerou uma enorme discussão. O que fazer? Exclua os comentários e, se ele não se tocar, apague o “post”. “Se você deixar, por mais que a internet seja um espaço democrático, outras pessoas podem achar que você compartilha dessa opinião”, diz Ana. Se for um amigo, diga em mensagem particular que aquele tipo de comentário não o deixou confortável. Se não for, exclua-o da sua lista. Mas aproveite para avaliar se uma pessoa com esse tipo de opinião merece sua amizade, nas redes sociais ou fora delas.

Gente que te inclui em conversa que você não quer participar
Um amigo decide criar um grupo de conversa com várias pessoas que você não gosta ou, simplesmente, sobre um assunto que não lhe interessa. Para conseguir escapar do papo chato, segundo o consultor de marketing pessoal Cláudio Pelizari, o ideal é dizer que você vai dar uma saída da rede social e sumir da conversa. Se tiver paciência de aguentar os avisos de novas mensagens, deixe que o povo converse e simplesmente não participe.

Agitadores culturais
Eles vivem criando eventos nas redes sociais e convidando toda a lista de amigos e conhecidos para fazer parte –e você já não suporta mais recusar os convites. Como agir? Se você já recusou milhões de chamados e eles ainda não desistiram de você, peça para não ser mais incluído. É educado enviar uma mensagem particular agradecendo o convite e pedindo para que a pessoa não se preocupe mais em te chamar, porque você está sem tempo. Se nem assim o mala se tocar, a saída é bloqueá-lo. “Isso é spam. Você tem o direito de fazer isso”, diz Ana.

charge: Stefan

Leia Mais