Arquivo da tag: torcida

Sheik irrita novamente torcedores do Corinthians, agora aparece em público lendo um livro

emersonPublicado impagavelmente no Sensacionalista

O jogador Emerson Shiek, após dar um selinho em seu amigo e irritar torcedores do Corinthians, fez muito pior. Desta vez, ele maculou a torcida lendo um livro. Segundo o líder da Gaviões da Fiel, ler livros é coisa de coxinha e o jogador deveria ser expulso do clube.

Sheik, assustado, disse que tudo não passou de uma grande brincadeira. Ele falou que apenas posou pra foto com o livro na mão, mas que não estava lendo, pois sequer foi alfabetizado.

Torcida vaia e constrange Dilma na abertura da Copa das Confederações

Dilma (no centro) discursa na abertura da Copa das Confederações ao lado de Joseph Blatter (AFP PHOTO / EVARISTO SA)

Dilma (no centro) discursa na abertura da Copa das Confederações ao lado de Joseph Blatter (AFP PHOTO / EVARISTO SA)

Gustavo Franceschini, Luiz Paulo Montes, Paulo Passos e Ricardo Perrone, no UOL

A presidente Dilma Rousseff foi muito vaiada momentos antes do início da abertura da Copa das Confederações. Anunciada pelo alto-falante do estádio, ela fez caras de poucos amigos e limitou-se a dizer uma única frase no microfone, enquanto Joseph Blatter, presidente da Fifa, deu uma bronca na torcida pelo comportamento.

“Por favor, onde está o fair play de vocês”, disse o cartola, visivelmente constrangido com a situação. Dilma, por sua vez, foi sucinta e ignorou os protestos. “Declaro oficialmente aberta a Copa das Confederações 2013″, disse ela, atropelando as vaias.

O momento embaraçoso repete uma outra história polêmica do país em grandes competições. Em 2007, na cerimônia que abriu o Pan do Rio de Janeiro, Lula estava no Maracanã e foi vaiado em todas as vezes que apareceu no estádio ou foi citado. Até por isso, ele quebrou o protocolo e não fez o pronunciamento tradicional de abertura.

“Na minha vida política, a vaia e o aplauso são dois momentos de reação do ser humano. A única coisa que eu, particularmente, fico triste é que eu fui preparado para uma festa. É como se eu fosse convidado para o aniversário de um amigo meu, chegasse lá e encontrasse um grupo de pessoas que não queria a minha presença lá”, afirmou Lula após o episódio, no programa “Café com o Presidente”.

A vaia só aumenta o clima tenso que cerca a abertura da Copa das Confederações. Durante todo o sábado, centenas de manifestantes protestaram nas cercanias do estádio contra os gastos com a competição.

Dilma e Blatter estão no camarote do Mané Garrincha. Perto deles está o desafeto de Dilma, José Maria Marin, presidente da CBF, mantido afastado pela presidente por conta de seu passado ligado à ditadura.

Neste sábado, no entanto, ela não pôde fugir de Marin. Ricardo Stuckert, fotógrafo oficial da CBF e que já trabalhou com Lula, conseguiu tirar uma foto em que Dilma aparece junto com o cartola, feito significativo para quem precisa comprovar força política de olho na eleição da CBF no ano que vem.

o #ChupaDilma continua no TTs e montagens como a abaixo estão se espalhando.

dilmavaia

Prostitutas da Nigéria oferecem sexo gratuito em troca de título da Copa Africana

Foto: Francisco Leong/AFP Photo

Foto: Francisco Leong/AFP Photo

Publicado originalmente no UOL Esporte

Os nigerianos ganharam um incentivo para torcer ainda mais pela sua seleção na Copa Africana da Nações deste ano. Além do tricampeonato e da vaga para disputar a Copa das Confederações, o título renderá uma semana de sexo grátis no país. Pelo menos foi o que prometeu a Associação Nigeriana de Prostitutas.

“Queremos dar parabéns a seleção nacional da Nigéria pela classificação para a semifinal da competição. Para mostrar nosso apoio, vamos declarar uma semana de sexo livre se os Super Águias (apelido da seleção) ganharem o troféu”, disse Jessica Alvis, secretária-geral da entidade, em entrevista ao site nigeriano Daily Post.

Para conseguir fazer a alegria da população nigeriana, a seleção, que já conquistou o título em 1980 e 1994, terá de superar Mali na semifinal. Posteriormente, eles terão de vencer Burkina Fasso ou Gana, que se enfrentam do outro lado da chave.

No entanto, as prostitutas deixaram claro que o prêmio só será dado em caso de título. “É sério, estamos dispostas a declarar uma semana de sexo grátis só se conseguirem o ouro”, completou.

A intenção da Associação é enviar prostitutas para a África do Sul, onde a competição é disputada, para aumentar a torcida da Nigéria.

dica do Rogério Moreira

Atletas de Alá

Globo Esporte Copinha muçulmanos (Foto: Fernando Vidotto / TV Globo)Paquistaneses em comunidade muçulmana, em São José dos Campos  (Foto: Fernando Vidotto / TV Globo)

título original: Diário da Copinha: time muçulmano, corneteiros e reza em São José

Fernando Vidotto e Guilherme Pereira, no Globo Esporte

A aventura da equipe do Globo Esporte na Copa São Paulo deste ano começou em São José dos Campos. Na cidade, fomos acompanhar um pouco mais a história do Al Shabab, um time formado pela comunidade muçulmana da cidade. Na Copinha, o clube entrou na disputa por causa de uma parceria com o São José, já que o torneio não permite a participação de clubes não profissionais.

Na cidade, a primeira gravação foi em uma mesquita para conversar com Gaber, presidente do Al Shabab. No local, tudo o que já esperavámos se confirmou. Tratar do tema islamismo não é simples já que religião sempre é um assunto que mexe com a emoção das pessoas. O dirigente, por exemplo, se emocionou ao explicar o projeto, que tem a intenção, além de profissionalizar e formar jogadores de futebol, de divulgar a religião islâmica.

A emoção continuou ditando a conversa, principalmente quando nossa equipe conversou com duas crianças paquistanesas que moram no Brasil há dois anos. Muito inteligentes e se comunicando em inglês, ela explicaram de forma simples e realista os horrores da guerra. Mas, o sorriso apareceu no rosto ao serem questionadas se gostavam de morar no Brasil.

- Sim, aqui há paz – disse uma delas.

Da mesquita para o estádio

Quando a bola rolou no Estádio Martins Pereira, a cidade de São José dos Campos parou. Torcedores lotaram para ver de perto a estreia do time da cidade na competição. O resultado, dentro de campo, não foi dos melhores para os locais já que o São José/Al Shabab foi derrotado por São Francisco, por 3 a 1.

É muito divertido assistir aos jogos de times pequenos no interior do estádio. A arquibancada vira palco de tudo: corneteiros, torcida contra a arbitragem e até comemoração quando o auxiliar levou uma bolada na lateral de campo.

Após o jogo, mais um momento importante: acompanhar a reza dos jogadores muçulmanos. Neste sábado, dia 5, você vai poder acompanhar em detalhes como foi o dia da reportagem do Globo Esporte no “Pela Estrada Afora”. Fique ligado!

Globo Esporte São José dos Campos (Foto: Fernando Vidotto / TV Globo)Torcida de São José dos Campos viu a derrota do Al Shabab na Copinha (Foto: Fernando Vidotto / TV Globo)

dica do Rogério Moreira

‘The voice’: Ellen Oléria vence o programa e os preconceitos

Ellen Olério foi a grande vencedora do “The voice Brasil”
Ellen Oléria foi a grande vencedora do “The voice Brasil” Foto: Roberto Moreyra

Sara Paixão, no Extra

A mais nova voz do Brasil é de uma negra homossexual gordinha. A brasiliense Ellen Oléria, de 29 anos, eleita a vencedora do “The voice Brasil” com 39% dos dez milhões de votos da final, conquistou o coração dos brasileiros com seu vozeirão. E, após ter anunciada a presença de sua namorada Poliana Martins, de 26, nos créditos da TV Globo, a cantora também virou musa da torcida arco-íris nas redes sociais.

— Demoramos muito tempo para evoluirmos em nossa sociedade. Estou fazendo a minha parte, como muita gente que se deu a oportunidade de viver seus amores e seus desejos. Não foi minha intenção levantar qualquer bandeira, eu apenas sou. A casa (TV Globo) fez justiça ao mostrar o nome da minha convidada como sempre escrevi — explicou ela, que namora Poliana há dez meses: — Ela é vegetariana vegana e sempre prepara surpresas para mim.

‘A ficha ainda não caiu!’

Com uma vigorosa interpretação de “Anunciação”, de Alceu Valença, Ellen levantou o público logo na sua primeira apresentação. Na última etapa, enfrentou Liah Soares, Maria Christina e Ju Moraes. E, ao cantar “Taj Mahal”, de Jorge Ben Jor, ela já podia correr pro abraço. Acompanhada pelo Monobloco, seu canto deu início a uma espécie de carnaval.

Mas a vitória de Ellen foi construída ao longo do programa. A escolha por um repertório brasileiro foi fundamental para isso. Atriz, formada pela Universidade de Brasília, ela faturou R$ 500 mil, um contrato com a Universal Music, um Citroën, e ainda vai cantar num dos palcos montados na Praia de Copacabana, no réveillon.

— A ficha ainda não caiu! Mas vai ser lindo cantar para aquele povarel, mandando energia boa. Se eu puder levar minha banda, Pret.utu, cariocas, preparem-se pra dançar! — prometeu ela, que já sabe o que fazer com o prêmio em dinheiro: — Vou gastar!

Foto: Blog do Mauricio Stycer

Foto: Blog do Mauricio Stycer