Arquivo da tag: Uma

42 fotos de trás das câmeras que mudarão a forma como você olha para os filmes

publicado no Entenda os Homens

Nunca mais havia trazido série de fotos e posts com esse tipo de material, não é? Mas hoje trouxe um material que todo cinéfilo ou curioso da 7ª arte iria curtir olhar – ou não. Trata-se de imagens de bastidores de gravações ou cenas sem adesão de efeitos especiais ou simplesmente flagras interessantes sobre o que acontecia enquanto as câmeras estavam paradas.

Atores como Johnny Depp, Leonardo Di Caprio, Uma Thurman, Lucy Liu, Heath Ledger, Bill Murray, John Travolta e Bruce Willis e diretores como James Cameron, Steven Spielberg e George Lucas são vistos entre descontração, ensaios e brincadeiras. Divirtam-se com estes registros e, quem sabe, boa sessão em seguida:


1 – Star Wars: O Império Contra-Ataca – Carrie Fisher e Peter Mayhew mostrando que a Princesa – Leia e o Chewbacca são melhores amigos.

1

2 – Kermit e Piggy visitam Mark Hamill e Yoda no set do distante planeta Dagobah, da série Star Wars.

2

3 – As gêmeas Lisa Burns e Louise Burns do filme O Iluminado.

3

4 – O director Stanley Kubrick tirando uma selfie com sua filha, enquanto Jack Nicholson olha eles tirando a foto.

4

5 – Os Muppets, o filme

5

6 – Johnny Depp e Winona Ryder no set de Edward – Mãos de Tesouras

6

7 – Titanic

7

8 – Ainda em Titanic, o diretor James Cameron provando que a Rosa poderia ter saldo o Jack.

8

9 – O “dono” da clássica Fantástica Fábrica de Chocolate

9

10 – Hannibal Lecter desfrutando de algo entre as gravações.

10

42 fotos de trás das câmeras que mudará a forma como você olha para os filmes

Salve pessoal, tudo tranquilo?

Nunca mais havia trazido série de fotos e posts com esse tipo de material, não é? Mas hoje trouxe um material que todo cinéfilo ou curioso da 7ª arte iria curtir olhar – ou não. Trata-se de imagens de bastidores de gravações ou cenas sem adesão de efeitos especiais ou simplesmente flagras interessantes sobre o que acontecia enquanto as câmeras estavam paradas.

Atores como Johnny Depp, Leonardo Di Caprio, Uma Thurman, Lucy Liu, Heath Ledger, Bill Murray, John Travolta e Bruce Willis e diretores como James Cameron, Steven Spielberg e George Lucas são vistos entre descontração, ensaios e brincadeiras. Divirtam-se com estes registros e, quem sabe, boa sessão em seguida:


1 – Star Wars: O Império Contra-Ataca – Carrie Fisher e Peter Mayhew mostrando que a Princesa – Leia e o Chewbacca são melhores amigos.

1

2 – Kermit e Piggy visitam Mark Hamill e Yoda no set do distante planeta Dagobah, da série Star Wars.

2

3 – As gêmeas Lisa Burns e Louise Burns do filme O Iluminado.

3

4 – O director Stanley Kubrick tirando uma selfie com sua filha, enquanto Jack Nicholson olha eles tirando a foto.

4

5 – Os Muppets, o filme

5

6 – Johnny Depp e Winona Ryder no set de Edward – Mãos de Tesouras

6

7 – Titanic

7

8 – Ainda em Titanic, o diretor James Cameron provando que a Rosa poderia ter saldo o Jack.

8

9 – O “dono” da clássica Fantástica Fábrica de Chocolate

9

10 – Hannibal Lecter desfrutando de algo entre as gravações.

10

11 – Uma Thurman e Lucy Liu demonstrando grande amizade em Kill Bill Volume 1.

11

12 – Diretor Steven Spielberg dando um banho no E.T. no set de seu filme.

12

13 – Leonardo di Caprio fazendo uma pausa do ponto de vista do diretor.

13

14 – Heath Ledger treinando a última cena do Coringa no filme Batman: O Cavaleiro das Trevas

14

15 – Coringa de Heath Ledger sem maquiagem

15

16 – Bill Murray no set de O Fantástico Senhor Raposo ou Raposas e Fazendeiros

16

17 – Filmagem do clássico “roar” do leão da MGM

17

18 – R2D2 dando uma pausa para lanchar no set de Star Wars

18

19 – Chewbacca sendo flagrado

19

20 – Gravação do clássico japonês Godzilla

20

21 – Set com as miniaturas do filme De Volta para o Futuro

21

22 – Rupert Grint, Daniel Radcliffe, Alan Rickman, Mike Newell provando que Harry  and Snape realmente se deram bem em Harry Potter e o Cálice de Fogo

22

23 – Ainda em Harry Potter, os inimigos Voldemort e Dumbledore provando que são amigos quando as câmeras não estão gravando

23

24 – Diretor Joss Whedon com seus Vingadores

24

25 – Kirsten Dunst provando que existia tecnologia no filme de Maria Antonieta 

25

26 – Gandalf e seus dublês em Senhor dos Anéis

26

27 – Diretor Steven Spielberg literalmente na boca de sua criação em Tubarão

27

28 – Gandalf (Sir Ian McKellen) protegendo-se da chuva no set de Senhor dos Anéis

28

29 – Set do filme Spartacus. Vítimas? Não não, eles estavam relaxando entre as gravações.

29

30 – Diretor George Lucas e o ator Amrish Puri fazendo uma pausa durante as gravações de Indiana Jones e o Templo da Perdido

30

31 – Set de Star Wars

31

32 – Ensaio do clássico Cantando na Chuva

32

33 – Como foram feitos os efeitos do T-Rex de Jussaric Park III

33

34 – Atriz Maggie Smith descansando entre as gravações de Harry Potter, incrivelmente ela estava fazendo quimioterapia durante as gravações.

34

35 – Mais uma do set de Star Wars, desta vez do Retorno do Jedi

35

36 – Set do filme As Aventuras de Pi

36

37 – John Travolta e Bruce Willis em um momento de descontração nas gravações do filme Pulp Fiction

37

38 – Como foram realizados os efeitos especiais do filme Inception – A Origem

38

39 – Diretor Joel Coen no set do filme O Grande Lebowski

39

40 – Por trás das câmeras do clássico O Mágico de Oz

40

41 – Robert De Niro brincando com a claquete em Touro Indomável

41

42 – Diretor Zack Snyder com o gigante Leonidas, personagem interpretado pelo ator Gerard Butler.

42

Explosão estelar iluminará o céu nas próximas semanas

Imagem mostra um ponto brilhante de luz na galáxia M 82 (Foto: UCL/University of London Observatory/Steve Fossey/Ian Howarth/Ben Cooke/Guy Pollack/Matthew Wilde/Thomas Wright)

Imagem mostra um ponto brilhante de luz na galáxia M 82 (Foto: UCL/University of London Observatory/Steve Fossey/Ian Howarth/Ben Cooke/Guy Pollack/Matthew Wilde/Thomas Wright)

Uma explosão estelar excepcionalmente próxima da Terra vai iluminar o céu nas próximas semanas.

Publicado na BBC Brasil

A explosão da supernova será na Galáxia do Charuto, chamada assim devido ao seu formato. O local fica a cerca de 12 milhões de anos-luz da Terra e oferecerá uma oportunidade única para se estudar uma supernova.

A descoberta, no entanto, foi feita por acaso. Steve Fossey, um astrônomo do University College de Londres (UCL), da Grã-Bretanha, descobriu a supernova com um pequeno telescópio de 35 centímetros.

“Estávamos fazendo uma observação há uma semana com estudantes do UCL e, em uma das imagens que conseguimos, de curta exposição, pudemos ver este ponto brilhante de luz na imagem da galáxia. Imediatamente nos demos conta que isto era uma supernova, a explosão de uma estrela”, disse Fossey à BBC.

Fossey consultou colegas de outros observatórios e confirmou a descoberta. A União Astronômica Internacional catalogou a supernova como SN2014J.

A supernova é tão brilhante que poderá ser vista com telescópios domésticos de boa qualidade ou até mesmo com binóculos, quando atingir o ponto máximo de seu brilho, algo que deve ocorrer dentro de uma semana.

Junto com observadores do mundo todo, Fossey se prepara para recolher informações e aprender tudo o que puder enquanto a supernova for visível no céu.

Oportunidade

O astrônomo explicou que esta galáxia, “em particular, é incomum e está muito próxima; uma supernova tão próxima como esta provavelmente ocorre uma vez em décadas”.

“É uma oportunidade excelente para a frota de naves espaciais que temos e para os observatórios na Terra”, acrescentou Fossey.

Ponto brilhante em destaque na foto da galáxia

Ponto brilhante em destaque na foto da galáxia

A supernova da Galáxia do Charuto, na constelação de Ursa Maior, permanecerá brilhante por cerca de um mês e os cientistas querem aproveitar ao máximo a possibilidade de conhecer todos os segredos desta galáxia.

“Um dos modelos aceitos é que ela tem o que chamamos de uma anã branca, que efetivamente é uma estrela como o Sol e que está na fase final de sua vida, inerte e quente, uma estrela que tem uma companheira binária, uma amiga, atraindo material dessa amiga e ficando maior e mais quente até que se detona a uma temperatura crítica e explode em pedaços”, explicou o astrônomo.

“Com estas naves no espaço, podemos observar a onda expansiva deste material, desta explosão, ao impactar no material que há a seu redor, incluindo sua companheira. E esta é a chave, precisamos compreender a companheira”, acrescentou Fossey.

O cientista afirma que esta poderia ser uma estrela como o Sol ou este poderia ser um outro tipo de evento espacial, que incluiria duas anãs brancas.

Para o cientista, compreender estes “estalos estelares” pode levar à resolução de outros mistérios, pois as “supernovas são faróis de luz”.

Além de ajudar a compreender o processo de morte de uma estrela, as supernovas são muito importantes pela luminosidade, que permite medir com precisão as distâncias entre as galáxias do universo, disse Fossey.

O cientista afirmou que os astrônomos estão vivendo semanas de “atividade furiosa” com os instrumentos ópticos espaciais e terrestres apontando para a direção da galáxia, para acompanhar este processo e conseguir toda a informação possível sobre o brilhante fim desta estrela.

Uma entrevista com o “melhor profissional de marketing do mundo”

adnews-166337599313854712455e2a155eae151397f1ff38b3fb6cd3be5516fb3e

Publicado no AdNews

O brasileiro Marco Gomes foi eleito o melhor profissional de comunicação e marketing do ano pela World Technology Awards, premiação promovida pela reconhecida organização internacional The World Technology Network (WTN). Para quem não o conhece, ele é o fundador da Boo-Box, uma empresa brasileira de tecnologia de publicidade e mídias sociais.

Sua empresa, que tem como principal produto uma imensa Ad Network (rede de publicidade) com 500 mil sites e que alcança aproximadamente 60 milhões de pessoas, está na crista da onda. Fundada em 2007, ela foi considerada recentemente pela revista FastCompany uma das cinco empresas de publicidade mais inovadoras do mundo e também apontada pela Forbes como uma das duas empresas mais inovadoras do Brasil.

E isso tudo não é pouco, principalmente considerando que no mundo dos negócios Marco Gomes pode ser considerado um garoto, com apenas 27 anos de idade. No mundo da web, entretanto, ele é um veterano, com 14 anos de experiência e a habilidade de poucos para trafegar na rede, mesmo com todos os seus percalços. Falando em desafios, ser Marco Gomes é também uma faca de dois gumes. Se por um lado ele é o geniozinho principal por trás de toda a inovação da Boo-Box, por outro, ele também está exposto por críticos de toda a sorte, justamente por personificar a imagem da empresa, com todos os ônus e bônus que toda companhia tem. Saiba o que o próprio Marco Gomes tem a dizer sobre isso:

Quais foram as conquistas e atributos que te levaram ao recente prêmio de melhor profissional de marketing do mundo? Você ficou surpreso? Por que o negócio da Boo-Box é realmente inovador?

As respostas para todas essas perguntas estão absolutamente interligadas. Um dos maiores méritos da Boo-Box é facilitar e qualificar a vida dos publishers e anunciantes, utilizando todo o conhecimento e poder da tecnologia de ponta. Oferecemos soluções sofisticadas para pequenas, médias e grandes empresas, com investimentos de todas as magnitudes, seja 100 ou 1 milhão de reais. Recebemos investimentos da Intel e já ganhamos o reconhecimento de veículos muito importantes como CNN, Time e Forbes, além de inúmeros prêmios, como este da World Technology Awards. Eu estou apenas à frente de todo esse processo.

O que você acha da publicidade brasileira no meio digital? Ainda engatinhamos com relação a outros países? O que nos falta aprender já que o nosso talento é mundialmente reconhecido em outras mídias?

O trabalho desenvolvido aqui no Brasil já é super sofisticado, principalmente em termos de criatividade, mas o mercado ainda precisa evoluir bastante, é um processo natural. Ainda assim, temos profissionais fantásticos na área. O PJ Pereira, por exemplo, é o cara por trás do case que ganhou o Leão de Cyber, neste ano, no Festival de Cannes. Acho sinceramente que neste quesito o Brasil já está no primeiro mundo.

Mas e o modelo de negócios da comunicação brasileira com um todo? Não atrapalha esse processo?

Acho que não, ainda vamos evoluir bastante. O investimento nas empresas de internet ainda é baixo, com relação à televisão, por exemplo, mas já está havendo uma migração maior de verba dos anunciantes para o meio online. A tendência é que isso cresça num ritmo ainda mais acelerado nos próximos anos.  Esse desequilíbrio deve mudar. O modelo de remuneração das agências também vai se desenvolver, assim como a cultura dos anunciantes, já que a mídia online tem funcionado cada vez melhor e com resultados mais interessantes que qualquer outro meio. Quem não colaborar ou participar desse desenvolvimento infelizmente tende a morrer. Mas a internet não vai funcionar sozinha, a integração é a regra do jogo. A TV vai perder relevância e buscar conteúdo on-demand, a revista deve ter soluções digitais, enfim, todos devem preservar a sua função e sobreviver para manter o equilíbrio desse ecossistema do mercado de comunicação.

Nós vimos os comentários agressivos sobre a Boo-Box na matéria postada pelo site Proxxima falando justamente da sua premiação… O que você tem a dizer sobre isso? Esperava essa reação? Por que tantas reclamações sobre a Boo-Box? O modelo de negócios não anda beneficiando os clientes?

Olha… A Boo-Box conta com 500 mil sites, mais de 1500 anunciantes e que alcança aproximadamente 60 milhões de pessoas. Temos sites sobre quase tudo, mas também possuímos nossos termos e condições de parceria. Entretanto, sempre tem alguém que viola os termos de uso e depois nos ataca na web. Tem alguns blogs e sites, por exemplo, que querem veicular publicidade, mas colocam um sistema ilegal de transmissão ao vivo de televisão em seu conteúdo. Temos que bloquear. Porém, nesses casos, o prejuízo é só nosso já que o investimento migra para outros publishers. E o cara ainda reclama. O Google também faz a mesma coisa, isso é normal. Eu posso garantir que todos os nossos pagamentos estão em dia. Não existe pendência com os publishers. Se o cadastro estiver correto e ele não violar nenhum termo de uso, certamente o pagamento será liberado ao término da campanha. O valor mínimo para saque é de 30 reais. É claro que eventualmente um ou outro problema pode acontecer, como erro no cadastro da conta, por exemplo, mas o nosso controle é rígido e o volume de incidências é mínimo. Existe também muito troll na área de comentários da internet, infelizmente é um pessoal que nivela o debate por baixo, protegido pelo conforto do teclado. Encontro gente por todos os lados, sou um dos caras que mais realiza palestras no Brasil, e pouca gente reclama de algo na minha frente. Precisamos também ressaltar que nossos números são validados pelo Navegg, monitorados por ferramentas confiáveis e temos muita credibilidade. Não à toa recebemos investimentos da Intel.

Qual é a dica que você daria para novos sites e blogs? Aliás… O mercado de blogs está mais profissional?

O mercado de blogs está, sem dúvida, muito mais profissional nos últimos anos. Anunciantes também já estão vendo a ferramenta com mais credibilidade. Temos blogueiros profissionais que são bem conhecidos e remunerados. É claro que ainda tem gente que destrói o mercado, mas também tem muita gente querendo trabalhar direito. Além disso, temos o que crescer nesta área. Há ainda muitos espaços não atendidos, com a área de sustentabilidade por exemplo. No ramo de entretenimento já é diferente, está mais consolidado. O que eu recomendo é focar em conteúdo para ter uma audiência engajada e procurar agências e empresas como a Boo-Box e outras para poder crescer com saúde. Audiência engajada e de alto volume. Não estamos mais apenas no volume, a questão do engajamento chegou forte. É muito mais interessante para o anunciante a audiência que participa, comenta e compartilha. É preciso ter credibilidade, formar opinião. De novo, ou a galera entende isso ou morre.

Por Renato Rogenski

Uma escada para o reino dos céus

A crença na busca do reino dos céus – Uma das canções mais populares da história – o surrealismo e seus absurdos. Simbologia e referências não faltaram para o artista neozelandês David McCracken.

Publicado no Obvious

stairs-1William Patino-thumb-600x400-50736

Foto William Patino

A obra surreal do artista David McCracken remete a universal crença do desejo do reino dos céus. Intitulado Diminish and Ascend o monumento intervêm na paisagem urbana da praia de Bondi, na região metropolitana de Sidney.

De forma simples o monumento possui um forte e amplo valor simbólico. Jacó em Gênesis 28:12 sonha: “eis uma escada posta na terra, cujo topo tocava nos céus; e eis que os anjos de Deus subiam e desciam por ela”, também em Gênesis o homem tenta tocar o céu com a construção da Torre de Babel. Na mitologia Nórdica uma ponte é chamada de Bifröst, que liga Midgård (terra dos homens) a Asgård (terra dos deuses). Construções sacras como pirâmides Maias e Minaretes Islâmicos também inspiram tal leitura.

A cultura popular também é contemplada no monumento, no clássico Stairway to Heaven Robert Plant escreve: “…did you know your stairway lies on the whispering wind?“. Inúmeras ilustrações anônimas são facilmente encontradas na web com tal inspiração.

great-mosque-samarra-iraq-thumb-600x831-50743

Minarete da Mesquita de Samarra no Iraque

stairs-2Leighton Wallis-thumb-600x400-50745

Leighton Wallis

Paul Davis

Paul Davis

Sonho de Jacó, 1925

Sonho de Jacó, 1925

stairs-4Matthew Perkins-thumb-600x400-50749

Matthew Perkins

Continue lendo

Uma lição de vida por Bill Watterson

Uma lição de vida desenhada….

Vasco Neves no Sphere

O pai de Calvin & Hobbes/Calvin e Haroldo é mais do que alguém que sabe desenhar com bastante talento. A sabedoria de vida e emoção que coloca em cada um dos quadradinhos é simplesmente avassaladora…

Vale a pena ver, ou rever esta lição de vida em forma de desenho!

Gavin Aung Than é o cartoonista do projecto Zen Pencils, e foi ele o autor deste cartoon com inspiração no discurso de Bill Watterson na cerimónia de graduação da Kenyon College.

Sem título1.jpg