Um tour pela internet em 1993

first-day-on-internet-kid

publicado na Galileu

Alguns de vocês talvez não se lembrem. Mas eu, sortuda que sou, estava lá. O ritual era sempre o mesmo: primeiro, pedia permissão em casa pra ficar online. O ideal era esperar pra usar depois das 20h ou, melhor ainda, depois da meia-noite, ainda que isso seja completamente inadequado pra uma criança de 10 anos com aula no dia seguinte.

Bom, daí arrancava o fio do telefone da tomada e botava no modem. Clicava em conectar, botava o login e a senha do provedor. E torcia pelos barulhinhos certos! Por que às vezes a conexão dava errado, e a gente já sabia antes de ela falhar, por causa dos barulhinhos diferentes que o modem fazia nesses casos.

Eram tempos divertidos: uma época em que o motor de busca mais famoso da internet brasileira funcionada por cadastro e tinha um número restrito, limitado, contável de sites sobre determinado tema. Já tinha lido todos os sites sobre RPG? Não tem mais o que ler sobre isso na internet. Acabou. Bota os melhores no Favoritos e volta amanhã pra ver se, com sorte, alguém atualizou (manualmente, né, editando o código HTML da página).

GIFs animados, fundo-preto-letra-verde, chat do UOL, servidores de FTP (pra subir seu site, fazer downloads, essas coisas), mIRC e um mundo que já encantava por parecer sem limites mas que era minúsculo comparado ao universo ao qual temos acesso hoje. O programa de TV abaixo é uma viagem no tempo:

Leia Mais

Malafaia diz que Dilma o persegue por pedir cadeia aos mensaleiros

“Esses caras aí [os pastores] falam isso de mim por dor de cotovelo. Porque tomam o maior sarrafo da minha teoria teológica. Só um idiota babaca pra falar o que essas caras falaram!”

Manifestação organizada pelo pastor evangélico Silas Malafaia em frente ao Congresso Nacional, em Brasília, reúne multidão em favor da liberdade religiosa, da vida e da família tradicional em Brasília (foto: Roberto Jayme/UOL)
Manifestação organizada pelo pastor evangélico Silas Malafaia em frente ao Congresso Nacional, em Brasília, reúne multidão em favor da liberdade religiosa, da vida e da família tradicional em Brasília (foto: Roberto Jayme/UOL)

James Cimino, no UOL

O pastor Silas Malafaia disse durante entrevista ao UOL o motivo pelo qual votaria em qualquer candidato (“até em Levy Fidelix”) contra a presidente Dilma Rousseff. Segundo ele, a candidata petista e seu partido o perseguem desde que ele fez uma manifestação no ano passado, em frente ao Palácio do Planalto, pedindo cadeia aos mensaleiros.

“O PT trata bandido como exemplo! Chega de PT. Doze anos do partido que mais roubou na história!”, disse o pastor, que no ano passado intimidou fieis de sua igreja que não denunciassem pastores acusados de corrupção. “Ninguém deve se meter com os ungidos de Deus. Meu irmão, isso é coisa muito séria, eu já vi gente morrer por causa disso!”

Leia abaixo a íntegra da entrevista:

UOL – Entrevistamos dois pastores, um da igreja Betesda e outro da igreja Anglicana, e perguntei a eles sobre sua influência política entre evangélicos. Eles disseram que o senhor tem menos influência do que gosta de propagar. O que o senhor acha disso?

Silas Malafaia – Olha, quem fala isso deve ter dor de cotovelo de mim. Todas as vezes que me posicionei sobre isso, eu disse que não existe líder evangélico máximo no Brasil. Todos os líderes evangélicos têm uma certa influência. E não fui eu que falei, que me posicionei [sobre a mudança no programa de governo de Marina Silva], foi Jean Wyllys. Foi o ativismo gay. Eu apenas me dirigi a quem me segue. E isso é um direito meu. Aí ele quem disse que por minha causa a Marina mudou. E esses caras aí [os pastores] falam isso de mim por dor de cotovelo. Porque tomam o maior sarrafo da minha teoria teológica. Só um idiota babaca pra falar o que essas caras falaram! Olha o termo que eu vou usar: Idiota babaca!!! Nunca falei que sou melhor que os outros. Não me dou essa importância.

O senhor disse em várias ocasiões que não apoiaria Marina porque ela, como cristã, não era muito assertiva. Por que o senhor mudou de opinião?

Eu falei isso quatro anos atrás. Lembra que na eleição presidencial passada o negócio ficou acirrado por causa de aborto? Então, aí a Marina chegou a disse assim: “Eu faço um plebiscito sobre o aborto.” Para mim ela tinha que dizer o seguinte: “Eu sou contra o aborto, mas apoio um plebiscito.” Achei hipocrisia. Aí eu deixei de apoiá-la e fui até o Serra. Usei a seguinte frase: “Pior que um ímpio é o cristão que dissimula.” Fiquei indignado na época. Mas usar uma coisa de quatro anos atrás não tá valendo pra agora.

O senhor acha que ela muda muito de opinião como Aécio e Dilma estão dizendo?

Acho que ela muda menos de opinião que eles. O que Aécio e Dilma dizem está no campo do debate político. Interesse eleitoral.

Por que o senhor diz em seu Twitter que a presidente Dilma o ataca?

Meu filho, eu estou sofrendo a maior perseguição que nenhum pastor, padre ou igreja já sofreu até hoje. Em junho do ano passado nós fizemos uma manifestação em Brasília, com 70 mil pessoas às quatro horas da tarde em que eu pedi cadeia aos mensaleiros. Botei pra arrebentar! Um mês depois, olha que coincidência incrível, a Assembleia de Deus Vitória em Cristo e a Associação Vitória em Cristo, em que eu trabalho com obras sociais e programas de televisão, entraram em procedimento fiscal. Estou há 14 meses com várias equipes de auditores para fazer uma devassa nas minhas contas. Eu disse: “Eu não sou ladrão, vão quebrar a cara.” Fiquei quieto na época senão iam dizer que eu estava com medo. Eles usam a prática nazista, comunista, fascista para detonar a credibilidade de pessoas! É a prática deles meu irmão! Agora tem a eleição e eu estou em cima! E eu te digo uma coisa: Se o Levy Fidélix fosse para segundo turno contra a Dilma eu votaria nele. E deixa eu te falar outra coisa que eu acho importante dizer: Marina não é candidata dos evangélicos. Marina é a candidata do brasileiro que quer mudança no país. Tem evangélico que vota em Aécio. Tem evangélico que vai votar na Dilma. Ela é a candidata de todo mundo que está de saco cheio do PT. O PT trata bandido como exemplo! Chega de PT! 12 anos do partido que mais roubou na história!

Quanto o senhor acha que seu twitaço influenciou na decisão de Marina Silva em mudar seu programa de governo?

Se os meus tuítes tivessem influenciado Marina, ela teria modificado um monte de coisa do seu programa que eu continuo sem concordar. Os meus tuítes deram alerta para que o pessoal da campanha verificasse o que os ativistas LGBT da campanha fizeram. E o ativismo gay quer tudo e dane-se o que os outros pensam. E eu não estou falando dos homossexuais, estou falando do ativismo gay. Agora, o programa da Marina não tem uma linha que contemple a ideologia cristã…

O que o senhor gostaria que tivesse contemplado da ideologia cristã no programa?

Nada! Não quero privilégios para evangélicos! O que eu disse foi que tem muitos pontos ali que eu não concordo, como adoção de crianças por homossexuais. Não concordo.

Mas o senhor discorda, por exemplo, que outros 29 direitos civis que são negados aos homossexuais sejam regulamentados, como o direito a herança, por exemplo…

Quem disse que precisa de união civil para ter herança? Herança o cara deixa para qualquer um. Isso é falácia…

Na verdade não é bem assim. Segundo o Código Civil brasileiro, 50% da herança, por lei, tem que ir para seus herdeiros necessários, que são os filhos, depois os pais e em terceiro o cônjuge. Você só pode dispor dos outros 50%…

Então, aí vai para os pais dos homossexuais também. É igual para todo mundo… (mais…)

Leia Mais

Para imprensa estrangeira, Brasil fez a melhor Copa

O Maracanã será o palco da final da melhor Copa já vista por 38,5% dos jornalistas entrevistados (foto: Alexandre Loureiro/Getty Images)
O Maracanã será o palco da final da melhor Copa já vista por 38,5% dos jornalistas entrevistados (foto: Alexandre Loureiro/Getty Images)

Publicado no UOL

Os jornalistas estrangeiros estão gostando da Copa do Mundo do Brasil. Um pesquisa feita pelo UOL Esporte com 117 profissionais constatou com o Mundial deste ano é o melhor já visto pela maioria deles.

O levantamento ouviu jornalistas na primeira fase e concluiu que 38,5% dos entrevistados consideram o Mundial brasileiro como o melhor já visto. A Copa do Mundo de 2006, que foi realizada na Alemanha, aparece na segunda posição da pesquisa, com 19,7% das respostas. Vale destacar que 16,2% dos jornalistas disseram estar cobrindo sua primeira competição.

O torneio organizado na África do Sul, em 2010, fica em terceiro lugar na lista, com 5,1%. Já o palco do tetracampeonato brasileiro em 1994, nos EUA, foi o quarto melhor mundial na opinião dos profissionais.

Aparecem na sequência Itália-1990 (3,4%), França-1998 (3,4%), Japão e Coreia-2002 (3,4%), México-1986 (1,7%), México-1970 (1,7%) e Alemanha-1974 (0,9%). Entre os entrevistados, 1,7% não respondeu a pesquisa.

Leia Mais

Imagem de homem de 406 kg aponta fragilidade dos ossos e choca internautas

publicado no UOL

Quantos quilos os nossos ossos são capazes de aguentar?

Depois que a imagem de uma suposta ressonância magnética de um homem obeso, de 406 kg, foi compartilhada no Twitter na última sexta-feira (20), a dúvida passou a desconcertar milhares de internautas, conta o tabloide britânico “The Mirror”.

Não dá para saber se a imagem, divulgada no perfil @TheWorldStories com a legenda “Raio-x de um homem de 406 kg”, é real. Mesmo assim ela chama a atenção para a aparência de fragilidade do esqueleto do homem comparado à sua massa corporal.

Segundo especialistas ouvidos pelo jornal, dificilmente a imagem, que já foi replicada mais de 11 mil vezes na rede social, foi feita em uma máquina de ressonância comum, porque um homem deste tamanho teria muita dificuldade de entrar no aparelho.

Mas poderia ser um exame 3D. A reportagem explica que hospitais recentemente começaram a levar pacientes com obesidade mórbida a zoológicos ou centros veterinários, para realizar exames em equipamentos destinados a animais de grande porte.

Leia Mais

‘PM cria monstros’, diz ex-policial que defende desmilitarização

Darlan Menezes Abrantes, ex-soldado da PM que é a favor da desmilitarização da corporação
Darlan Menezes Abrantes, ex-soldado da PM que é a favor da desmilitarização da corporação

Publicado no UOL

Após ser expulso da Polícia Militar do Ceará em janeiro, acusado de distribuir seu livro intitulado “Militarismo, um sistema arcaico de segurança publica”, dentro da Academia Estadual de Segurança Pública, o ex-soldado Darlan Menezes Abrantes, 39, voltou a criticar o atual modelo da PM e a militarização da corporação, da qual fazia parte há 13 anos. “Sou a prova viva de que esse sistema de segurança pública é falido” e “cria monstros”, declarou, em entrevista ao UOL.

“Quando eu era da cavalaria, fiz muitas coisas das quais me arrependo. Quando eu chegava em casa dizia para a minha esposa ‘nossa, eu sou um monstro!’. O treinamento militar é opressivo, e faz com que o policial trate a população como inimigo, e não como um aliado”, falou.

Para ele, a violência e os excessos cometidos pelos policiais nas ruas tem origem na opressão vivida pelos praças (PMs de patente inferior) dentro dos quartéis.

A capa do livro de Abrantes, que defende a desmilitarização
A capa do livro de Abrantes, que defende a desmilitarização

“Os oficiais têm poder total sobre os praças. Como uma polícia antidemocrática pode fazer a segurança de uma sociedade democrática? A PM tem uma estrutura medieval”.

Segundo Abrantes, “durante os treinamentos os superiores ficam dizendo que você não é nada, que você é um parasita. Lembro que na academia um superior me deu uma folha de papel em branco e disse: ‘esses são seus direitos’. Aí quando o policial se forma, já é um pitbull.”

Para ele, o militarismo “serve para as Forças Armadas”, e não para a segurança interna do país. “É preciso desmilitarizar a corporação e fundi-la com a polícia civil. A cada ano, a polícia perde de goleada para o crime organizado, e a solução está na modernização e desmilitarização da força”.

Procurada pela reportagem, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará afirmou que à época do ingresso de Abrantes na corporação “a formação de policiais militares se dava pelo extinto Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças da PM” e que o atual treinamento conta com um programa de formação cidadã, “trabalhando as concepções de cidadania, respeito aos Direitos Humanos e à diversidade étnica e cultural”.

Expulsão

A controladoria da PM expulsou Abrantes “com base em vários artigos do Código Disciplinar e do Código Penal Militar”, de acordo com o tenente-coronel Fernando Albano, porta voz da corporação. “Os atos praticados vão de encontro ao pudor e ao decoro da classe. Só isso que a PM tem a falar”, disse ele.

A advogada do ex-soldado, Quércia de Andrade Silva, afirmou que já recorreu da expulsão e diz acreditar que a decisão possa ser revertida.  “Tem outro processo também na auditoria militar, mas que está ainda em fase inicial. Ele será ouvido pela primeira vez em maio. Estamos aguardando a resposta desse recurso [para possivelmente recorrer à Justiça comum]“, diz Quércia.

Leia Mais