Arquivo da tag: Vídeo

O cão que ficou famoso na web como o mais feliz do mundo, agora adotou uma família de pintinhos

Vicente Carvalho, no Hypeness

Lembram do Champ, o cachorro mais feliz do mundo? Pois é, como se não bastasse toda a doçura desse Golden Retriever de 11 anos de idade, agora ele ‘adotou’ uma ninhada de pintinhos.

Sua dona, a jovem fotógrafa de 21 anos Candice Sedighan, conheceu um homem que havia colocado os filhotes em uma incubadora, mas depois disse que não conseguiria mais mantê-los. Candice então os levou pra casa com a intenção de encaminhá-los para um local mais seguro depois. Ela então apresentou a família de pintinhos ao seu cachorro Champ, um dócil cão já na melhor idade, e ele foi muito carinhoso quando Candice colocou um filhote em sua mão e mostrou pro cão. Ele o cheirou e ela percebeu que ele não faria nenhum mal. “Cães idosos também são inegavelmente doces e cheios de sabedoria, um dos meus maiores objetivos através de minhas fotos, é mostrar aos outros que cães idosos pode ser bonitos, também!” disse a jovem fotógrafa.

E com a repercussão das fotos deles, bem em breve a ninhada será adotada por uma fazenda que possa criá-los em um ambiente natural. Veja algumas das fotos e vídeos:

champbirds01 champbirds02 champbirds03 champbirds04 champbirds011 champ champ2 champ3 champ4


Todas as fotos © Candice Sedighan,

A marca de cereal que transformou ódio em amor

A Honey Maid transformou o ódio em amor numa resposta classificada como “épica” entre os internautas que comentaram o vídeo

A marca de cereal que transformou ódio em amor, Honey Maid: criação tem assinatura da premiada Droga5, de Nova York

A marca de cereal que transformou ódio em amor, Honey Maid: criação tem assinatura da premiada Droga5, de Nova York

Publicado por Adnews [via Exame]

No começo de março, a marca de cereal Honey Maid veiculou um anúncio diferente.

Um comercial que deixaria o deputado federal Salvador Zimbaldi – autor do projeto de lei que quer proibir famílias gays em comerciais brasileiros – de cabelos em pé.

Além de exibir pais gays no anúncio, o filme também celebrou pais de etnias diferentes. Muita gente gostou. Mas houve críticas. Muitas. O que a marca fez? Deu o troco. E com classe.

A Honey Maid chamou duas artistas. Elas imprimiram todos os comentários preconceituosos e homofóbicos em folhas de papel.

O objetivo era selecionar toda a repercussão negativa e transformá-la em algo bom. As folhas foram enroladas como se fossem tubos. Um pouco de cola quente e pronto, a resposta estava acabada.

A Honey Maid transformou o ódio em amor numa resposta classificada como “épica” entre os internautas que comentaram o vídeo.

A criação tem assinatura da premiada Droga5, de Nova York.

Veja:

Confira o comercial original:

Vídeo hipnótico mostra a deslumbrante vida secreta de esponjas e corais

Publicado no HypeScience

O fotógrafo Daniel Stoupin produziu um trabalho de extrema beleza e delicadeza. A ideia dele foi capturar a essência da vida marinha, exótica para nós, por meio de fotos de alta ampliação. Stoupin busca mostrar a vida secreta dos chamados “animais marinhos lentos” – corais e esponjas.

“Estas são criaturas muito móveis, mas seu movimento é apenas detectável em escalas de tempo diferentes em comparação com a nossa e requer um período longo para ser observado. Estes animais constroem recifes de coral e desempenham um papel crucial na biosfera, mas não sabemos quase nada sobre suas vidas diárias”, afirma.

O clipe acima, batizado pelo artista de “Slow Life” (Ou seja, “Vida Lenta”), foi produzido compilando aproximadamente 150 mil fotografias diferentes. Stoupin explica que cada quadro do vídeo é na verdade uma montagem que consiste em 3 a 12 fotografias distintas, em que os focos das imagens foram mesclados.

O fotógrafo destaca que organismos vivos que desempenham funções-chave na biosfera podem não parecer empolgantes quando se trata de movimento, mas, da mesma forma que todos os seres vivos, são dinâmicos, móveis e, fundamentalmente, têm as mesmas propriedades de movimento que nós.

“Eles crescem, se reproduzem, se espalham, se movimentam em direção a fontes de energia e fogem de condições desfavoráveis. No entanto, o detalhe é que suas velocidades estão fora de sincronia com a nossa percepção reduzida. Nossos cérebros estão programados para compreender e acompanhar melhor acontecimentos rápidos e dinâmicos, especialmente aqueles raros que acontecem em velocidades às quais estamos acostumados. Temos mais dificuldades de entender situações que envolvem predadores incrivelmente rápidos ou presas camufladas que levam minutos, horas ou dias para que uma pessoa note qualquer alteração”, explica.

Stoupin afirma que a vida marinha lenta é particularmente misteriosa. Sabemos um pouco sobre a bioquímica e ciclo de vida de corais e esponjas, mas é só isso. “Infelizmente, é difícil ter certeza sobre os demais assuntos, em particular a interação com outros organismos, que acontece ao longo de grandes períodos de tempo”.

É neste contexto que a obra de Stoupin é relevante não apenas como arte, mas também como ciência. A técnica fotográfica de “time lapse” – em que a frequência de cada frame por segundo de filme é muito menor do que aquela em que o filme será reproduzido, dando a impressão de que o tempo está passando muito rápido – revela um mundo totalmente diferente. “Minha ideia era fazer com que a vida no recife de coral parecesse mais espetacular e, desta forma, mais próxima de nossa percepção”, esclarece.

O resultado final é uma curiosa e exótica dança realizada por criaturas longe de nosso contato diário, mas que nem por isso passam desapercebidas por fotógrafos de tino apurado como Daniel Stoupin.

On ou Off de que lado você está?

Publicado no Hipercurioso

Uma mensagem muito interessante que vai lhe fazer refletir para o resto da sua vida. Você vive em um mundo de alta tecnologia, um mundo aonde a distância foi encurtada através dos celulares, mensagens e redes sociais. Mas as vezes você esquece de algo! Quando não havia tudo isso, talvez você visitava mais aquela pessoa, mas agora, dá pra matar saudade sem sair de casa! Você sentava naquela roda de amigos e dava mais atenção a eles.

O dia que Einstein temia finalmente chegou.

praiaUm dia na praia

jantando-foraUm jantar fora com os amigos

jantar-romanticoUm jantar romântico

einstein-frase“Eu temo o dia em que a tecnologia vai ultrapassar a interatividade humana. O mundo terá uma geração de idiotas” (Albert Einstein)

Eu prefiro dizer que “To On pra Vida”.