Noivo finge própria morte para escapar de casamento

(foto: Reprodução/Daily Mail)
(foto: Reprodução/Daily Mail)

Publicado por Rede TV!

Após um relacionamento de dois anos, um americano fingiu a própria a morte para evitar o casamento com uma britânica.

Por telefone, a jovem Alex Lanchester, de 23 anos, recebeu a notícia de que o noivo, Tucker Blandford, da mesma idade, havia falecido em um acidente.

Segundo o jornal “Daily Mail”, a britânica ligou para a sogra para prestar condolências, mas a mãe do rapaz desmentiu a história e disse que o filho estava bem.

De acordo com a jovem, o ex-noivo imitou a voz do próprio pai e disse que havia se jogado na frente de um carro. “Ele é um mentiroso e um covarde. Que tipo de pessoa faz isso?”, conta.

Os dois se conheceram em 2012, durante uma viagem de intercâmbio que Alex fez para os Estados Unidos. O casal morou junto por um ano, quando Alex teve que voltar à Inglaterra. No entanto, antes da partida, Blandford pediu a jovem em casamento e os dois começaram a planejar a cerimônia.

Em um vídeo publicado na internet, a jovem diz ainda estar confusa com o término, mas aliviada por não casar com alguém capaz de fingir a própria morte (veja abaixo, em inglês)

“Sou uma pessoa aberta, se ele quisesse terminar comigo não é como se eu fosse perseguir ele. Ele mora nos Estados Unidos!”, desabafa.

O ex-noivo se desculpou por SMS e devolveu parte dos gastos de Alex com o casamento.

Assista:

Leia Mais

Fotógrafo revela os efeitos do sol no rosto das pessoas

Publicado no Catraca Livre

Quando olhamos para as nossas faces no espelho, não conseguimos ver claramente os danos que o sol pode causar. O uso do protetor solar é essencial, pois protege a pele e evita doenças como o câncer de pele. Para mostrar os efeitos disso, o fotógrafo Thomas Leveritt criou uma campanha, na qual filmou várias pessoas na rua com raios ultravioletas em seus rostos.

dwdw

filtro

As imagens capturam as manchas e outros estragos causados pela exposição diária ao sol, que não podem ser vistos a olho nu. Quando as pessoas aplicam o filtro solar, a diferença na pele é enorme e a reação de surpresa é visível. O vídeo, intitulado “How the sun sees you”, foi postado pelo fotógrafo no YouTube e teve uma enorme repercussão.

safe_image

Leia Mais

‘Fanfarrão’, detento dribla Justiça e coloca tornozeleira eletrônica em galo em Canoas (RS)

Publicado no UOL

A criatividade brasileira não parece ter limites. Para o bem ou para o mal. O exemplo mais gritante disso foi registrado em Canoas (RS), cidade da região metropolitana de Porto Alegre. Um preso em regime semiaberto resolveu enganar a Justiça e colocou a tornozeleira eletrônica em um galo. Isso mesmo que você leu: um galo.

Segundo informações do site clicRBS, Issac Selau, de 29 anos, prendeu o equipamento no pescoço do animal, o que permitia que ele saísse de casa para cometer crimes sem levantar surpresas.

A irregularidade foi flagrada pela Brigada Militar na casa do detento, que fica em uma área como ponto de tráfico de drogas na cidade gaúcha. Com Selau foram encontradas drogas e um revólver calibre 38.

Além de voltar para a cadeia, o preso deverá explicar como conseguiu remover a tornozeleira e colocá-la no galo sem chamar a atenção ou disparar um aviso para as autoridades.

Leia Mais

Por que beijamos?

beijo

Publicado na Revista Galileu

O beijo é um gesto comum a todas as culturas e que parece ser um hábito há muito tempo – há registros datando de cerca de 2.500 anos antes de Cristo. Além disso, a pessoa média passa mais de 20 mil minutos beijando durante toda a vida. Deve haver, portanto, um motivo biológico e evolutivo pelo qual beijar é prazeroso. O vídeo aqui embaixo – em inglês, mas com legendas que você pode traduzir automaticamente – explica um pouco disso:

De acordo com o vídeo, beijar diminui o colesterol ruim e a sensação de stress. Mas esse não é o principal motivo: cientistas acreditam que beijar vem do hábito de mastigar e dar comida aos filhotes com a boca. Você logo imaginou passarinhos, mas algumas espécies de primatas também alimentam a cria assim, e se você parar pra pensar faz todo o sentido antes da existência de papinhas, processadores de alimentos e outras ferramentas que ‘mastigam’ a comida para o bebê.

A troca de saliva também é benéfica porque transmite patógenos – bactérias que podem causar doenças -, o que estimula a produção de anticorpos no bebê e fortalece o sistema imunológico dele.

As membranas da boca também são capazes de absorver hormônios como a testosterona, ou seja, o beijo – do ponto de vista evolutivo – pode ser uma maneira de avaliar o potencial de fertilidade de um parceiro. Além disso, a saúde bocal e dentária são um indicativo bom da saúde geral do indivíduo, outro fator que a gente inconscientemente leva em conta na hora de escolher um parceiro.

Leia Mais