Conteúdo marcado como violencia

A vida é muito curta para morar no Rio

A vida é muito curta para morar no Rio
Mariliz Pereira Jorge, na Folha de S.Paulo Eu era a paulista mais carioca que meus amigos conheciam. Tinha a tal alma, roupas coloridas, conta na barraca do Leandro, no Posto 12, mesa cativa no Jobi, chamava os garçons pelo nome, tomava cerveja na calçada, banho de mar à noite no verão. Estava com uma mala sempre pronta, e a poltrona 8F no avião religiosamente reservada para ver lá de cima […]

Um palanque para o ódio

Um palanque para o ódio
Bernardo Mello Franco, na Folha de S.Paulo O Supremo Tribunal Federal transformou o deputado Jair Bolsonaro em réu por injúria e incitação ao crime de estupro. Ele será processado porque afirmou, na tribuna da Câmara, que uma colega “não merecia” ser estuprada. Depois do ataque no plenário, o deputado repetiu a ofensa em entrevista. “Ela não merece [ser estuprada] porque ela é muito ruim, porque ela é muito feia, não […]

Após furto em loja, empresário decide fazer campanha de arrecadação em SC

Após furto em loja, empresário decide fazer campanha de arrecadação em SC
Aline Torres, no UOL David Mattos, 36, teve sua loja, a Pulp Store, situada no centro de Florianópolis, arrombada cinco vezes nos últimos dois meses. Os prejuízos recorrentes em tempos de crise financeira poderiam alimentar a raiva do comerciante. Mas, ele revidou o último roubo, na madrugada de quarta-feira, 22, com uma campanha do agasalho. Às três da manhã o telefone tocou. Era a empresa de segurança avisando novamente que […]

Feminista e cristã pode?

Feminista e cristã pode?
Thamyra Thâmara, na Folha de S.Paulo Cresci numa igreja cristã evangélica e foi nesse ambiente que aprendi muito sobre amor e respeito, o que pode soar bastante contraditório. Tenho um amigo que costuma dizer: “igreja é tudo de bom tirando o racismo, a homofobia e o machismo” (rs). É tipo isso! Toda vez que paro para lembrar minha infância e adolescência na igreja vejo como foi caótica. Eu sempre fui […]

O bairro da Venezuela onde as mães assumiram o poder e acabaram com a violência

O bairro da Venezuela onde as mães assumiram o poder e acabaram com a violência
Daniel Pardoda, no BBC Brasil A guerra declarada entre os bandos de La Quinta e de Portillo, duas pequenas localidades do bairro de Catuche, no centro de Caracas, capital da Venezuela, já deixou centenas de “mães órfãs”. Algumas delas, nos casos mais trágicos, perderam até cinco filhos. “Naquele tempo (nos anos 1980 e 1990), todo mundo estava envolvido (com o crime)”, diz à BBC Mundo, serviço em espanhol da BBC, […]