Comprar imóvel no exterior pode abrir portas até para a cidadania

Publicado na Gazeta Online

A instabilidade econômica e a incerteza política do Brasil, aliadas às excelentes condições de crédito no exterior, estão fazendo com que muitos brasileiros invistam no mercado imobiliário de outros países. A possibilidade de se tornar um cidadão europeu põe Portugal no topo da lista.

Quem investe 500 mil euros em imóveis em Portugal pode solicitar um Golden Visa, ou seja, o direito de viver em qualquer país da União Europeia. Após cinco anos, é possível transformar o visto em cidadania portuguesa.

“O mundo inteiro está apostando em Portugal. Atualmente, 23% dos imóveis são comercializados para estrangeiros e os brasileiros são os terceiros nesta lista. Além do benefício da cidadania, a facilidade da língua e o fato de o país ter uma economia segura são atrativos”, afirma a consultora de imóveis de luxo Letícia Rody.

Quem não tem pretensão de se mudar nos próximos anos tem uma oportunidade: alugar sua propriedade. “Trata-se de um país turístico. É possível inscrever o bem em um pool de locação e utilizar os lucros, que são em euros, para fazer o pagamento das parcelas. Além disso, a facilidade de crédito é surpreendente, há bancos que financiam com taxas de juros entre 1,5% a 2,5% ao ano”, informa a especialista.

Segundo Synésio Sepulcre, diretor de operações da imobiliária global Century 21, nem todo mundo pode investir 500 mil euros, mas isto não impossibilita a compra. “A maior parte procura unidades entre 50 mil e 150 mil euros. São apartamentos de médio padrão com até 150 m2. Em vez de adquirir mais um imóvel aqui, investe um país sem incertezas econômicas, com uma moeda forte.”

Apesar de a imobiliária ter imóveis em todo o mundo, segundo Synésio, os países que têm realmente demanda são Portugal e Estados Unidos. “Depois que Trump foi eleito, a procura caiu um pouco. Mas ainda há brasileiros em busca dos juros baixos e da facilidade de locar um imóvel que os Estados Unidos oferecem.”

ESTADOS UNIDOS

Nos Estados Unidos também é possível conseguir o Green Card, ou seja, direito de moradia permanente, comprando um imóvel. Para isso, é necessário desembolsar, pelo menos, US$ 500 mil e gerar empregos, a alternativa é reformar a propriedade, por exemplo. “Alguns empreendimentos dão o direito do visto de investidor EB-5, mas a maior parte das pessoas que procura casas e apartamentos nos Estados Unidos quer ter uma segunda residência ou lucrar com o aluguel”, diz Matias Alem, broker e arquiteto fundador da BRG International.

De acordo com Matias, um imóvel em Miami ou Orlando atinge uma rentabilidade de 4% a 5% por ano. “O comprador terá uma receita em dólar, uma moeda que não sofre com a inflação. Outra segurança é que as construtoras não cobram juros, o preço cobrado no início do parcelamento será o mesmo até o fim.”

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Comprar imóvel no exterior pode abrir portas até para a cidadania

Deixe o seu comentário