Robinson Crusoé japonês é despejado de sua ilha

Publicado no El País

O paradeiro exato de Masafumi Nagasaki, uma espécie de Robinson Crusoé que viveu por 29 anos sozinho e nu na ilha de Sotobanari até que as autoridades japonesas o obrigaram a sair há alguns meses, é um mistério para quem não vive na paradisíaca região localizada em Okinawa, 2.000 quilômetros a sudoeste de Tóquio.

Nagasaki, de 82 anos e fotógrafo de profissão, decidiu em 1989 deixar para trás seu passado e se propôs a passar o resto de seus dias em uma ilha que os pescadores da região raramente visitavam. Um dia um furacão arrasou todas as suas coisas, incluindo sua roupa, e desde então percebeu que andar vestido era desnecessário. Os escassos visitantes que teve o batizaram de “ermitão nudista” e o compararam a um Robinson Crusoé versão japonesa.

Mas as semelhanças de Nagasaki com o náufrago criado por Daniel Defoe em 1719, que ao longo de 28 anos sobrevive caçando e cultivando em uma remota ilha do Caribe, começam e terminam com o habitat e a duração de sua aventura.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Robinson Crusoé japonês é despejado de sua ilha

Deixe o seu comentário