10 segredos de “Todo Mundo Odeia o Chris”

Publicado Natelinha

“Todo Mundo Odeia o Chris” é um dos maiores sucessos da TV americana e conquistou uma legião de fãs no Brasil. A produção criou bordões e é tratada com carinho pelos telespectadores.

Só que nem todos conhecem as histórias de bastidores e as curiosidades da obra.

Por conta disso, o NaTelinha resolveu listar 10 fatos inusitados da produção.

Confira:

Baseado em fatos reais

Chris Rock teve sua vida contada, de forma ficcional, na série. Ele é conhecido por seus shows em casas noturnas de humor e participação em filmes como “Máquina Mortífera”, “Golpe Baixo”, “Gente Grande”, entre outras coisas.

Rock ainda trabalhou como produtor executivo e contribuiu na construção das histórias vividas na sua adolescência. Além disso, a narração foi feita por ele e o ator participou como orientador vocacional do protagonista na terceira temporada da produção.

Sobrenome

A história relata a vida dos personagens que conviveram ao lado de Chris Rock, entretanto, os roteiristas decidiram não seguir a risca tudo o que ocorreu na trajetória do ator. Uma dessas retiradas foi o número de irmãos que o artista teve na vida real.

Se na série ele contou com dois, na vida real o ator teve sete irmãos. O sobrenome também não foi mencionado ao longo das temporadas.

Mudança de tempo

Chris Rock foi adolescente entre 1978 e 1984, mas ele preferiu não seguir esse ambiente. Isto porque o ator já enxergou que outras produções haviam tratado sobre o período dos anos de 1970.

A história aconteceu entre 1982 e 1987, buscando inspirações pops do universo americano na década de 1980.

Título

Bedford-Stuveysant é um bairro que fica Brooklyn, área mais humilde de Nova York. Chris vive em Bed-Stuy, abreviação do local original. Por conta das confusões da sua adolescência, resolveu criar o nome “Todo Mundo Odeia o Chris”.

O título é uma referência ao seu destino complicado e situação que precisou superar para ajudar os seus familiares. O produtor-executivo, por sinal, fez questão de escancarar a pobreza e dificuldades que viveu na adolescência.

Jogador

Terry Crews, o Julius, pai do Chris, ficou conhecido do grande público atuando em diversos filmes e séries dos Estados Unidos. Contudo, poucas pessoas sabem, mas ele já teve outra profissão.

Com seu porte físico, é fácil saber que Terry foi um atleta. Ele jogou futebol americano, fazendo parte de equipes como Los Angeles Rams, San Diego Chargers, Philadelphia Eagles e Washington Redskins.

Fim da série

É comum que as emissoras americanas cancelem suas produções quando ficam com resultados abaixo da meta. Contudo, ao passar da primeira temporada, os canais costumam avisar antecipadamente o fim da produção, dando-lhe mais alguns episódios. Não foi o caso de “Todo Mundo Odeia o Chris”.

Coincidentemente, a produção terminou no período em que o pai de Chris Rock morreu na vida real. Ele abandonou a escola e tentou a vida como comediante, tornando-se um sucesso do stand-up e entrando no circuito de Hollywood.

Quem é Rochelle?

Bom, Rochelle só a personagem da série. Chris Rock alterou o nome da sua mãe, que se chama Rosalie. Ela trabalhava como professora e assistente social, contudo, tinha uma personalidade forte.

O interessante é que, mesmo sendo professora e assistente social, Chris conta que ela realmente pedia demissões. Só não é possível saber se era porque seu marido tinha dois empregos.

Melhor amigo

Todos podiam odiar o Chris, menos David Moskowitz. O rapaz foi o melhor amigo de infância do jovem na vida real e a relação dos dois ganhou as telinhas. O personagem Greg era baseado em David.

Todo mundo odeia

“Todo Mundo Odeia o Chris” seguiu uma linha até o último episódio. Os roteiristas optaram por dar nome aos episódios iniciando com “Todo Mundo Odeia…”.

No Dia dos Namorados, o episódio ganhou o nome de “Todo Mundo Odeia o Dia dos Namorados”. No Natal, ganhou o título de “Todo Mundo Odeia o Natal”.

Irmã na verdade é irmão

Tonya Rock é a caçula de Rochelli e Julius, sempre pronta para perturbar os irmãos Chris e Drew. Choros, gritos, chantagens e mentiras fazem parte da personalidade da personagem, assim como a carência, o bom relacionamento com o pai e o carinho com a mãe.

Contudo, Tonya na verdade é Tony na vida real. A personalidade do irmão mais nova de Chris Rock inspirou a personagem da caçula de “Todo Mundo Odeia o Chris”.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for 10 segredos de “Todo Mundo Odeia o Chris”

Deixe o seu comentário