Filhos de pais mais velhos têm menos problemas de comportamento

Publicado na Exame

A partir do final do último século, casais estão escolhendo ter seus filhos mais tarde do que o comum. No entanto, um estudo holandês relacionou essa prática aos problemas de comportamento e na saúde mental que crianças nascidas de pais mais jovens podem apresentar, como agressão e ansiedade.

O estudo, que levou em conta pais dos 36 países participantes da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico, analisou que os filhos de casais mais jovens apresentavam ansiedade, depressão e até um comportamento agressivo a partir dos 10 anos de idade. Ao comparar essa situação com os filhos de pais mais velhos, os investigadores descobriram que essas crianças são menos agressivas e ansiosas.

No entanto, também foi descoberto que a idade dos pais, isolada, não é um fator que causa o comportamento internalizante. De acordo com Marielle Zondervan-Zwinjenburg, pesquisadora da Universidade de Utrecht, na Holanda, é possível que a agressividade e outros problemas estejam ligados a transtornos como autismo. “As evidências apontam para uma associação entre a idade dos pais e os transtornos do espectro do autismo e esquizofrenia, por isso queríamos saber se há uma associação na população geral entre a idade dos pais e problemas comuns de comportamento nas crianças, além dos diagnósticos clínicos”, disse Marielle em um comentário no estudo.

A pesquisa foi realizada com base no comportamento de 32 mil crianças holandesas entre 10 e 12 anos de idade, que participaram de quatro análises – Geração R, Registro de Gêmeos da Holanda, Pesquisa sobre Desenvolvimento de Adolescentes e Relacionamentos e Pesquisa de Vidas Individuais de Adolescentes Rastreadores.

No primeiro estudo, as mães avaliadas tinham entre 16 e 46 anos e os pais entre 17 a 68 anos. No segundo, as mães possuíam entre 17 a 47 anos e os pais escolhidos tinham de 18 até 63 anos. Nas duas últimas etapas, a idade mínima dos pais era 16 anos e a máxima era 52. Após as análises finalizadas, os investigadores confirmaram a hipótese de que pais mais novos tinham filhos com menos problemas de comportamento agressivo.

Dorret Boomsma, professor de psicologia biológica da Universidade Livre de Amsterdã, na Holanda, disse que a boa educação dos pais mais velhos pode ser um fator para que seus filhos sejam menos explosivos. “É possível que algumas das razões pelas quais os pais mais velhos tenham filhos com menos problemas como agressão sejam os pais mais velhos terem mais recursos e níveis mais altos de educação”, explicou Boomsma, reforçando que a escolaridade média não impede que os pais criem filhos agressivos.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Filhos de pais mais velhos têm menos problemas de comportamento

Deixe o seu comentário