Morre autor de fotografia de homem em frente a tanque na Praça da Paz Celestial

Publicado na Folha de S. Paulo

Charlie Cole, autor da famosa fotografia que mostra um homem diante de um tanque de guerra durante o massacre na Praça da Paz Celestial, morreu na semana passada.

A imagem, capturada pelo americano a partir da varanda de um hotel, tornou-se o retrato definitivo dos protestos que completaram três décadas neste ano.

Ele moreu aos 64 anos em Bali, na Indonésia, onde morava há 15 anos. A causa da morte não foi divulgada.

Após registrar o momento, Cole escondeu o filme no banheiro do hotel para evitar ser descoberto pelos agentes de segurança chineses, que apareceram no seu quarto e apreenderam um outro filme que ele colocou na câmera.

Pelo clique, Cole ganhou em 1990 o prêmio mais importante da fotografia mundial, o World Press Photo.

Um fato curioso é que outros três fotógrafos também fizeram a mesma imagem, mas só a dele ficou realmente conhecida.

“Acho que a ação dele [do homem que se colocou em frente ao tanque] capturou o coração das pessoas em todos os lugares e, quando chegou o momento, seu caráter definiu o momento, e não o momento que o definiu”, disse Cole ao New York Times.

“Ele fez a imagem. Eu era apenas um dos fotógrafos. E me senti honrado por estar lá.” Na China, a imagem é bloqueada na internet.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Morre autor de fotografia de homem em frente a tanque na Praça da Paz Celestial

Deixe o seu comentário