Cidades brasileiras que permitem um mergulho em outras culturas

Holambra-SP

Ao longo da história brasileira, houve algumas ondas de imigração europeia que deixaram nosso País ainda mais diverso culturalmente. Algumas cidades ainda guardam a arquitetura, gastronomia, modo de vida e até mesmo o idioma de seus colonizadores. Em tempos de estagnação econômica e euro alto, conhecer cultura do velho continente sem sair do Brasil é uma boa ideia.
A dica é pesquisar voos promocionais disponíveis o ano inteiro e optar por hospedagens mais acessíveis para economizar e poder se esbaldar nos restaurantes e passeios. Confira quatro destinos brasileiros considerados verdadeiros portais para a Europa.

Pomerode (SC)

A cidade mais alemã do Brasil fica na região do Vale do Itajaí, próxima a Blumenau. Com 58 metros de altitude, a temperatura média anual é de 20°C. É um município pequeno, com cerca de 30 mil habitantes, que reserva aos visitantes uma viagem à Alemanha do século XIX.

O nome Pomerode deve-se à imigração procedente da região da Pomerânia. As tradições de festas típicas, danças e vestuário dos antepassados também são resguardados. A Osterfest (festa da Páscoa) é o evento mais popular do município e a ocasião perfeita opara conhecer a Osterbaum, a maior árvore de páscoa do mundo.

A cultura resistiu ao tempo e muitos moradores ainda falam o pomerano. A arquitetura é caracterizada pelas casinhas em estilo enxaimel e a cidade possui 11 imóveis tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O passeio mais famoso é a Rota do Enxaimel, no qual é possível admirar o charme e a beleza das cerca de 200 casas que guardam o estilo arquitetônico do país.

Uma visita ao museu pomerano surpreende pela variedade de objetos originais, como peças de vestuário, móveis, utensílios, documentos, carroças e charretes. Para conhecer o modo de vida rural do passado, a dica é a Casa do Imigrante, que possui um lindo jardim e exposição de açude, roda d’água e moenda de cana-de-açúcar.

Bento Gonçalves (RS)

A capital brasileira do vinho fica na Serra Gaúcha, a 120 km de Porto Alegre, e é uma área de imigração italiana. Além de desfrutar a maravilhosa gastronomia em cantinas típicas e os vinhos excepcionais de vinhedos da região, os visitantes se encantam com as paisagens de montanhas, vales, cânions e cascatas.

O passeio de Maria Fumaça, no qual se percorre 23 Km em duas horas, é uma delícia. O trajeto oferece degustação de vinhos e espumantes em cenários incríveis. O Caminho de Pedra, considerado patrimônio histórico, possui rota de 12 Km. O passeio leva o visitante a uma viagem no tempo para conhecer costumes da cultura italiana e a arquitetura original de lindos casarões.

O ponto alto da viagem para as crianças é o Parque Casa da Ovelha, uma típica fazenda de ovinos com um belo e divertido parque infantil. O melhor local para degustar o típico chimarrão gaúcho é a Casa da Erva Mate, que funciona em uma construção de 1884. Não faltam opções de restaurantes típicos e lojas para comprar souvenires e artesanato local. A charmosa Casa do Tomate oferece uma variedade incrível de produtos feitos com a fruta, como molhos, geleias, bebidas, cremes e até doces e balas.

Prudentopólis (PR)

Entre Ponta Grossa e Guarapuava, a pouco mais de 200 Km da capital Curitiba, essa cidadezinha é perfeita para quem conhecer a cultura da Ucrânia sem sair do Brasil. Com cerca de 70% de moradores descendentes deste país, o município é a maior colônia de ucranianos do mundo.

O turista pode conhecer as tradições e a história da Ucrânia tanto nas ruas como nos museus do Milênio e das Irmãs Sevas da Imaculada, além das lindas igrejas de estilo bizantino. A de São Josafat, localizada no centro, é tombada como Patrimônio Artístico e Cultural do Paraná.

Como souvenir, o turista não pode deixar de levar para casa pelo menos um Pêssanka (também conhecido como Pysanka), que são lindos ovos coloridos a mão da cultura ucraniana. O presente simboliza vida, saúde e prosperidade.
Um motivo a mais para conhecer esse pedacinho da Europa Oriental no Brasil são as belíssimas cachoeiras gigantes da região, muitas delas com mais de 100 metros de altura.

Holambra (SP)

A famosa cidade brasileira das flores é a mais holandesa do País. Localizada na região de Campinas e construída por imigrantes refugiados da Segunda Guerra Mundial, o município também possui arquitetura e gastronomia típicas para o turista que quer se sentir na Europa.

A cidade é referência mundial no setor de floricultura. Setembro é o mês ideal para os amantes das flores, pois é quando acontece a maior exposição de espécies da América Latina, a Explofora. O ponto alto do evento é a chuva de pétalas, que despeja milhares de rosas no ar.

Um passeio turístico típico é subir no Moinho dos Povos Unidos, que possui 38 metros de altura. O local oferece uma deslumbrante vista da cidade. Para os amantes das artes, o Parque Van Gogh, recém-inaugurado, fica na charmosa Orla dos Chalés, tem réplicas de quadros do famoso pintor, exposições de arte e eventos culturais.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Cidades brasileiras que permitem um mergulho em outras culturas

Deixe o seu comentário