49 boas notícias para começar 2020 com otimismo

Publicado no El País

Boas festas! Hoje escrevo para vocês com algo especial para comemorar o final de ano, uma lista com 49 dados que não é exaustiva e imparcial porque só inclui boas notícias. Faço para combater um paradoxo: a maioria das pessoas acha que o mundo retrocede, e que nos dirigimos a uma espécie de caos, ainda que os dados deixem claro que essa percepção é falsa. O mundo não piora, melhora.

Isso não significa que o mundo seja um lugar perfeito. Sequer um bom lugar. Sofremos injustiças, guerras, fomes e violência. Uma minoria da população possui a maior parte da riqueza, enquanto 10% sobrevive com menos de dez reais por dia. A pobreza é cotidiana. Mas de todos os cenários globais que conhecemos (não imaginado e desejado, e sim conhecido) este é o melhor.

Reconhecer que progredimos inquieta muitas pessoas bem-intencionadas, porque pensam que isso nos faria mais conformistas. Mas eu acho justamente o contrário: me parece necessário saber que avançamos, justamente porque resta muito caminho a andar. Aqui está a lista.

Feliz ano novo,

Kiko

As 49 boas notícias

1. 👵🏻 Vivemos vidas mais longas. A expectativa de vida passou de 48 a 72 anos desde 1950. Somente desde o ano 2000, aumentou 6 anos em todo o mundo e 10 anos na África, onde a expectativa de vida para um recém-nascido passou de 53 a 63 anos. | OWiD

2. 👶🏼 Morrem menos crianças. Em 1960 uma em cada cinco crianças morria antes de completar cinco anos; agora sobrevivem 24 de cada 25. | Nature

3. 🗺 É assim em todos os lugares. Desde 2000, a mortalidade infantil se reduziu em 96 dos 97 países mais pobres do mundo, com a única exceção da Síria. Na África a mortalidade caiu pela metade, algo que não havia ocorrido nos anos oitenta e noventa. No Brasil, o número caiu em 2018 se comparado a 2017. | Gates Foundation/OWiD

4. Os europeus são mais felizes do que em 1991. Na Polônia, por exemplo, a porcentagem de pessoas que qualificavam sua satisfação com um 7 ou mais de 10 possíveis passou de 12% a 56%. Também se declaram mais felizes no Reino Unido, Itália, França, Hungria, Lituânia e República Checa. | Pew

5. 🇪🇸 E os espanhóis também. A porcentagem que se declara muito satisfeita passou de 31% em 1991 a 53% atualmente. Em 2008 a crise derrubou a satisfação média (de 7,3 a 6,3), e ainda que desde então não tenha aumentado muito, subiu dois décimos no ano passado. | OWiD

6. 🗽 Os emigrantes encontram a felicidade que procuravam. A satisfação dos imigrantes que chegam a um país converge à do restante das pessoas que moram lá. Não o faz por completo, mas em grande medida (seus níveis de satisfação ainda se explicam em 15% por seu país de nascimento). | World Happiness Report

7. 🏖 As pessoas viajam muito mais. O número de turistas se multiplicou por sete nos últimos 45 anos. A Europa é o primeiro destino, mas a mudança na Ásia foi espetacular: o continente passou de receber 6 milhões de viajantes a receber 340 milhões. | OWiD

8. ✈️ Os aviões são 500 vezes mais seguros. Os mortos em acidentes aéreos passaram de 5 para cada milhão de voos nos anos setenta, a 1 por milhão de voos nos noventa e apenas 0,01 em 2017. | OWiD

9. 💶 Como acha que a pobreza do mundo evoluiu nos últimos 20 anos? 70% das pessoas acham que aumentou e somente 13% sabem que na verdade reduziu. |Beautiful News

10. 💵 A pobreza extrema não para de cair. Nos últimos 30 anos, a porcentagem de pessoas que vivem em condições de pobreza extrema se reduziu a um quarto: passou de 36% em 1990 a 9% em 2018. Em números absolutos passou de 1,9 bilhão a 610 milhões. No Brasil, que reduziu a pobreza fortemente até 2015, o número de miseráveis voltou a crescer desde então, mas a velocidade dessa alta vem caindo. | ODI

11. 🇮🇳 Outro exemplo é a Índia. O país reduziu pela metade suas taxas de pobreza desde os anos noventa, aumentou sua expectativa de vida em 11 anos, estendendo a escolarização e multiplicando por 250 sua renda per capita. | Banco Mundial

12. 📚 Estamos mais educados. O analfabetismo caiu de 44% a 15% nos últimos 30 anos, segundo dados da OCDE e da Unesco. | EL PAÍS

13.💧 Na África subsaariana há melhores casas. Os lares mais saudáveis (com água, banheiro e espaço suficiente) duplicaram entre 2000 e 2015, passando de 11% a 23%. | Nature

14. 🗳 O número de democracias continua aumentando. Entre 2008 e 2018 seu número passou de 90 a 97, incluindo quatro países que eram democracias pela primeira vez: Burkina Faso, Myanmar, Armênia e Malásia. | IDEA

15. 🌈 91% dos espanhóis pensam que o coletivo LGTBI deve ter os mesmos direitos que os heterossexuais. Somos o terceiro país da União Europeia em que mais gente pensa dessa forma, atrás somente da Suécia e Holanda. | Eurobarômetro

16. 👬 Dois países descriminalizaram a homossexualidade em 2019. Botsuana e Angola mantinham sem mudanças duas leis que haviam herdado da época colonial. | Future Crunch

17. 🏳‍🌈 Casamento gay cresce no Brasil em meio à onda conservadora. Os casamentos civis entre pessoas do mesmo sexo dispararam em 2018 (9.520 casais) contra 2017 (5.887), aumento de 61,7%, segundo o IBGE. O casamento homaofetivo responde por 0,9% do total de uniões registradas no país | Valor Econômico

18. 👩‍💼 Há mais mulheres nos Parlamentos. As mulheres são 24% dos parlamentares no mundo, comparado com 13% de 1990. Na Europa são 28% e nos países nórdicos superam os 42%. Na Espanha são 43% desde as eleições de novembro, ainda que em abril tenham chegado a ser 47%. | Nações Unidas

19. 👩🏻‍🎓 Na China há mais mulheres universitárias. As mulheres representam agora mais de 50% dos estudantes, enquanto em 1978 não chegavam a ser um quarto. | Future Crunch

20. 👩🏿‍🎓 Maioria de negros nas universidades públicas no Brasil. Em novembro, o instituto brasileiro de estatísticas , revelou que o número de matrículas de estudantes negros e pardos nas universidades e faculdades públicas no Brasil ultrapassou, pela primeira vez, o de brancos: foram 50,3% da população em 2018. Ainda estão sub-representados (sãpo 55,8% da população), mas mostra o sucesso da política de cotas | EL PAÍS

21.💡 Na Espanha há cada vez mais energia renovável. No ano passado produziu 40% de sua eletricidade com energia renovável, mais do que o dobro de 2007, quando o consumo estava em seus valores máximos e as fontes limpas não chegavam a 20%. A Espanha supera a média da UE. | REE/EIG

22. 🔥 Queimamos 100 vezes menos carvão. A produção de carvão na Espanha é um centésimo do que era em 1981. Há duas semanas aconteceu algo sem precedentes: durante dois dias nenhuma central energética de carvão operou na Espanha peninsular, algo que não havia acontecido desde sua criação em 1949. | Mixx.io/EIG

23. 🔋 As baterias elétricas custam sete vezes menos do que em 2010. O preço por kWh passou de 1.100 dólares (4.475 reais) a 156 (635 reais). As baterias têm mais capacidade e a produção é muito mais barata. Para 2023 se estima que podem baixar de 100 dólares (406 reais) /kWh. | BNEF

24. 🧫 Em 2019 cientistas israelenses transformaram uma bactéria do intestino para que se alimente de CO2. Seu plano é criar fábricas biológicas que transformem o gás responsável pela mudança climática em alimentos e combustíveis. O trabalho está sendo desenvolvido, mas oferece possibilidades de ficção científica: “Uma opção controversa seria […] disseminar pela natureza esse ‘dispositivo genético’, com a finalidade de reduzir o CO2 atmosférico”. | EL PAÍS

25.🧴 Há países europeus que estão reciclando quase 100% do plástico usado em suas embalagens. Ocorre na Áustria, Alemanha, Bélgica, Holanda e Noruega, mas na Espanha só dois terços são reciclados. A porcentagem reciclada passou de 59% em 2007 a 67% em 2016. | Eurostat

26. 📖 O brasileiro nunca leu tanto. Os dados do Retratos da Leitura no Brasil mostram população leitora do país subiu de 50% para 56% entre 2011 e 2015, de acordo com o relatório mais recente (uma atualização do levantamento deve ser publicada em 2020). | EL PAÍS

27. 🍽 Talvez seja seu último Natal com pratos de plástico. O Parlamento Europeu proibiu para 2021 facas, garfos e colheres de plástico descartáveis. Também serão ilegais os canudinhos, os cotonetes e as embalagens de poliestireno. | EP

28. 🐳 Há golfinhos se reproduzindo no rio Potomac em Washington pela primeira vez desde 1890. Também há baleias nas costas de Nova York e filhotes de foca no Tâmisa, que parecia um rio morto. | Telegraph/Future Crunch

29. 🚲 Cada vez mais bicicletas! O número de cidades com serviço de bicicletas compartilhadas duplicou desde 2014 e o número de bicicletas se multiplicou por 20. | Business Insider

30. 📖 As pessoas já não leem? Talvez leiamos mais. 67% dos espanhóis dizem ter lido um livro no último trimestre, contra 58% que diziam o mesmo em 2000. Aumentam os leitores frequentes e o número de livros que as pessoas têm em casa. | Fed. Editores

31. 👾 Em 1989 o telejornal contou que um óvni aterrissou em Voronezh (Rússia), coisa que hoje me parece impensável. Por mais que as notícias falsas nos preocupem, não acho que poderíamos escutar isso em um noticiário: “Um, dois e três humanoides saíram do óvni… todos pareciam iguais, menos um robô que os acompanhava”. | EL PAÍS

32. 🇳🇬 A Nigéria está há três anos sem registrar casos de pólio. Isso significa que a África está prestes a se declarar livre de uma doença que matou 350.000 pessoas desde 1988. | The Guardian

33. 🇷🇼 Em Ruanda 95% dos bebês hoje são vacinados contra a rubéola, a pólio e o sarampo. E agora o país pode ser o primeiro a eliminar o câncer cervical. | CNN

34. 🙁 Há menos suicídios no mundo. Caíram 30% desde 1994, deixando a taxa em 10 suicídios para cada 100.000 pessoas. A melhora ocorreu principalmente no Japão, China e Rússia. | Beautiful News

35. 🇷🇺 O consumo de álcool na Rússia caiu 43% entre 2003 e 2016. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, essa mudança está ligada a um aumento da expectativa de vida no país, especialmente entre homens de meia idade. | BBC

36. 💸 E os jovens gastam menos em tabaco. Entre 1999 e 2015 os menores de 30 anos reduziram seu gasto em álcool (33%) e em tabaco (50%). Gastam mais em restaurantes e hotéis (33%), menos em roupas (20%) e o mesmo em cultura e entretenimento. | Eurostat

37. 🌒 Os humanos realizaram 20 aterrissagens bem-sucedidas sobre a superfície da lua. Entre 1966 e 1976, a Rússia e os Estados Unidos conseguiram 18 vezes. Depois vieram 37 anos de seca, até que a China enviou duas missões em 2013 e 2019. | Axios

38. 🚀 Existem 40 espaçoportos e os lançamentos ficaram mais baratos. No ano 2000 o preço de colocar algo em órbita era de 18.500 dólares (75.260 reais) por quilo, enquanto em 2018 um lançamento do Falcon 9 custa somente 2.700 dólares (10.990 reais) o quilo. | Orbital Index

39. 🛰 São lançadas dezenas de naves ao espaço. Neste mês 19 missões estavam programadas. A SpaceX lançou um foguete para abastecer a Estação Espacial Internacional, e dois dias depois um vetor Soyuz enviou outra nave à estação. A Boeing realizou seu primeiro voo orbital com a Starliner. A cápsula é a primeira a ser construída pelos EUA capaz de aterrissar na terra, e ainda que não tenha cumprido seu objetivo de se unir à Estação Espacial, voltou sã e salva. | Orbital Index

40. 👩‍❤️‍💋‍👨 40% dos casais homossexuais dos EUA se conheceram pela Internet. Ser apresentados por amigos havia sido o mais comum desde o final da Segunda Guerra Mundial, mas essa maneira cedeu o protagonismo ao virtual em 2013. Se conhecer no trabalho é hoje (12%) muito menos frequente do que em 1990 (20%). | PNAS

41. 🐠 O mundo já produz mais peixes em cativeiro do que com capturas. A produção em pisciculturas cresceu exponencialmente desde os anos setenta, passando de 3 milhões de toneladas a 106 milhões de toneladas. | OWiD

42. 😅 Ser positivo te mantém jovem? Ainda que me pareça duvidoso, é o que diz um estudo recente: os otimistas têm vidas de 10% a 15% mais longas, mesmo depois de controlar por seu nível socioeconômico. | Exponential View

43. 💀 As execuções se reduziram 31% em 2018. É o número mais baixo desde 2009 e talvez desde que a Anistia Internacional tenha começado a contá-las em 1979 (as mudanças de metodologia impedem que se assegure). Não são incluídas as execuções na China, que são secretas, mas se suspeita que estejam nos milhares. | Anistia Internacional

44. 😨 Morre menos gente em guerras e ataques terroristas. Entre 1960 e 1990, os conflitos entre Estados provocaram 4 de cada 100.000 mortes, mas desde o ano 2000 provocaram menos de 1 de cada 100.000. Os mortos em ataques terroristas caíram 33% em 2018, chegando ao número mais baixo desde 2011. | OWiD e JTIC

45. ⚔️ A violência retrocede. Nas sociedades agrícolas causava por volta de 15% de todas as mortes, de acordo com o pensador israelense Yuval Harari, autor de Sapiens. Durante o século XX a violência provocou 5% e hoje é responsável somente por 1% da mortalidade global. | OWiD

46. 🐗 Há duas semanas foi anunciado o descobrimento em uma caverna indonésia da mais antiga obra de arte figurativa. É uma pintura de oito silhuetas humanas caçando javalis e búfalos, cujos autores viveram há 43.900 anos. “Eram pessoas que já tinham a capacidade de inventar histórias de ficção e talvez também um pensamento mágico. E até mesmo religioso. Talvez já tivessem seus próprios deuses”. | EL PAÍS

47. ☀️ A Espanha é um dos países mais preocupados pela mudança climática. 94% das pessoas acham que é uma “grave ameaça”, de acordo com dados da Pew Research. | EL PAÍS.

48. 🍺 Os adolescentes espanhóis também bebem menos. Somente 8% bebe álcool toda semana, um terço do que em 2006. 76% acham que beber 5 ou 6 copos em um final de semana pode causar “muitos problemas”. | HBSC

49. 🧮 36% dos espanhóis sabem usar Excel. Isso é uma em cada três pessoas, o que não é nada mal. | INE

PS. Há algumas semanas perguntaram à prêmio Nobel Esther Duflo se é possível resolver o problema da pobreza. Respondeu assim: “Não só acho que é possível, como progredimos consideravelmente nos últimos 30 anos. Em um mundo em que há muitas razões para se deprimir, a luta contra a pobreza desde 1990 é um raio de luz”.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for 49 boas notícias para começar 2020 com otimismo

Deixe o seu comentário