Tempos de crise? Aprenda a ganhar dinheiro criando um site

Photo by Glenn Carstens-Peters on Unsplash

Quando uma pessoa quer encontrar um restaurante, ou uma oficina mecânica ou, quem sabe até, contratar os serviços de uma desentupidora, para quem elas recorrem?

Há alguns anos, a lista telefônica era uma das primeiras opções para quem queria procurar por qualquer tipo de serviço. Contudo, hoje em dia é o Google.

Basta você ter um smartphone em mãos, acessar a internet e pronto: várias desentupidoras, ou restaurantes, hotéis ou oficinas mecânicas vão aparecer nas páginas de resultados. Tudo rápido e simples.

Isso mostra o quanto um site é fundamental para qualquer empresa de qualquer segmento, seja ela grande ou pequena. Em suma, na era digital, ter visibilidade é estar ao alcance dos clientes.

Um site também pode ser lucrativo

Não é apenas a questão da visibilidade que torna um site importante para as estratégias de Marketing Digital. É interessante destacar que um site também pode ser uma eficiente fonte de renda.

Ainda mais nos dias de hoje, pois saber como criar um site não é um conhecimento restrito apenas aos iniciados em programação. Sendo assim, qualquer pessoa tem plenas condições de criar um.

Como isso é possível? O universo conspira a favor mesmo de quem nunca ouviu falar em HTML graças a plataformas como Wix, WordPress, Webnode e Joomla! Todas elas são intuitivas e, por isso, tornam rápido e fácil o processo de criação de um site.

Com um site em mãos e, especialmente, também com um domínio registrado e um serviço de hospedagem de sites, você já pode pensar em monetizar esse seu projeto. Entre as alternativas para isso vale destacar algumas formas de ganhos mais comuns e possíveis. Confira abaixo!

Uma loja virtual

Photo by Bench Accounting on Unsplash

Investir em um e-commerce pode render um bom dinheiro. Por meio de uma loja online há a possibilidade de vender qualquer produto. Desde peças de vestuários a instrumentos de jardinagem.

Você produz artesanato? Coloque esse trabalho na sua loja online. Quer comercializar camisetas nerds e apetrechos relacionados a cultura pop? Saiba que um e-commerce tem tudo para atrair essa galera.

Já que o assunto é loja virtual, sempre dê destaque para a boa apresentação dos produtos. Assim como uma loja física precisa ter uma vitrine devidamente organizada e bonita, a situação não é diferente com o seu e-commerce.

Diante disso tudo, lembre-se de que as fotos devem ser nítidas e apresentar os produtos nos seus mínimos detalhes. Ademais, não esqueça também de caprichar no texto descritivo. Quanto menos o seu cliente tiver dúvidas, melhor será o seu atendimento.

Venda de infoprodutos

Falamos até agora de produtos físicos, tais como materiais de artesanato, objetos geek e roupas, mas não custa lembrar dos hoje tão famosos e requisitados infoprodutos. Você quem sabe até já comprou algum deles.

Os e-books, os arquivos de áudio ou vídeo, são exemplos de infoprodutos. Hoje em dia, em que smartphones e demais dispositivos móveis são onipresentes no dia a dia de qualquer consumidor, os infoprodutos são acessíveis e representam uma alternativa lucrativa de negócio.

Por meio de um e-book, que é o popular livro digital, você pode lucrar vendendo um produto que é muito procurado atualmente na internet: conteúdo.

O tipo de conteúdo que os infoprodutos comportam são dos mais diversos. Pode ser, por exemplo, um e-book com dicas sobre informática. Você também tem a possibilidade de vender vídeos com dicas sobre culinária.

As alternativas são várias e se você domina um determinado conhecimento, essa é a chance de torná-lo lucrativo.

Portfólio e venda de fotos

Essa dica é para quem pretende ou já é fotógrafo. Quer espaço melhor que o virtual para quem trabalha com registros fotográficos?

Atualmente algumas empresas famosas no segmento da fotografia, tais como a Shutterfly e a iStockPhoto podem até se interessar pelo seu material.

Marketing de afiliados

Indo direto ao ponto, o famoso Marketing de Afiliados consiste em um interessante e rentável método de vendas e de publicidade. Por meio dele, uma determinada empresa faz propaganda por meio de banners ou links em seu site.

Caso algum visitante clique e, melhor ainda, compre algum produto ou serviço oferecido, você acaba recebendo uma comissão sobre a venda. Desse modo todos saem ganhando, os visitantes, a empresa e você.

Quem tem um site pode optar pelo programa de afiliados que mais tem a ver com o segmento de atuação. Ainda falando a respeito desse segmento de afiliados, há também a opção de optar pelo Google AdSense.

Diante da crise, um site também pode ser uma boa fonte de negócios

Criar um site há muito tempo deixou de ser uma tarefa apenas para quem sabe tudo sobre códigos e algoritmos de programação. No atual contexto da informática, a criação e o gerenciamento de um site pode ser feito por qualquer pessoa.

Mas acima de tudo, essa criação e gerenciamento também podem ser uma excelente oportunidade de renda.

Portanto, mesmo com a crise apertando, um site surge como uma alternativa. Com empenho, paciência e seguindo os caminhos certos, o lucro vem.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *