Mendonça agradece Deus, Bolsonaro e líderes evangélicos por indicação ao STF

Publicado no Valor Econômico

Indicado para o Supremo Tribunal Federal (STF) como o candidato “terrivelmente evangélico” do presidente Jair Bolsonaro, o advogado-geral da União, André Mendonça, divulgou nota de agradecimento na qual cita Deus e reafirma seu compromisso com a Constituição e o Estado Democrático de Direito. Mendonça disse também que buscará contato com os senadores, que irão analisar seu nome. A sabatina ainda não tem data marcada.

“Com a submissão de meu nome ao Senado Federal, agradeço a Deus pela vida e por essa possibilidade de servir meu país; à minha família, pelo amor recíproco; ao presidente Jair Bolsonaro, pela confiança; aos líderes evangélicos, parlamentares, amigos e todos que têm me apoiado”, disse na nota.

“Coloco-me à disposição do Senado Federal. De forma respeitosa, buscarei contato com todos os membros, que têm a elevada missão de avaliar meu nome. Por fim, ao povo brasileiro, reafirmo meu compromisso com a Constituição e o Estado Democrático de Direito. Deus abençoe nosso país!”

Nesta terça-feira, o presidente formalizou a indicação de Mendonça para o cargo de ministro do Supremo, com a publicação da medida no “Diário Oficial da União”.

Se aprovado pelo Congresso, Mendonça deverá ocupar o cargo que foi de Marco Aurélio Mello, que se aposentou do STF ao completar 75 anos, ontem. O indicado tem 48 anos e é mestre e doutor em direito.

O último integrante da AGU que foi nomeado ao STF foi José Antonio Dias Toffoli. Sua indicação partiu do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Antes disso, Fernando Henrique Cardoso também indicou Gilmar Mendes, que comandou a AGU, para o STF no final do seu segundo mandato (Colaborou Juliano Basile, de Brasília).

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Mendonça agradece Deus, Bolsonaro e líderes evangélicos por indicação ao STF

Deixe o seu comentário