Conteúdo marcado como abraço

Mesmo quando dói

Mesmo quando dói
Ricardo Gondim Há momentos em que o dia a dia perde sentido. O acesso aos sonhos fica comprometido. Entupimos as frestas por onde pode soprar a brisa do espírito. Nossos olhos, feito janelas cerradas, não deixam entrar colorido na alma. Nesses hiatos, substituímos confiança com decepção. Nossa tristeza apaga o ímpeto de seguir adiante. Nossa infelicidade nos abate. O calor de pelejar nos sucumbe à inação. Não sobra no peito […]

A vida em estado puro

A vida em estado puro
Ricardo Gondim Dedicado ao mestre Rubem Alves  Ando inebriado de beleza. De repente me sinto esmagado pelo esplendor. Sem mais nem menos, sou batizado por uma Presença nas águas encantadas da poesia. Tudo me encanta, tudo me seduz. Nesse mergulho, passo a gostar de pequenos gestos. Relembro momentos fugidios que marcaram minha retina com enorme alegria. Ressuscitam em mim olhares, toques e sílabas soltas, responsáveis pelo resgate de mim mesmo. Sei, uma presença estranha […]

Empresa japonesa desenvolve ‘cadeira do abraço’ para combater solidão

Empresa japonesa desenvolve 'cadeira do abraço' para combater solidão
Publicado por EFE [via F5] Combater a solidão e encontrar um abraço amigo será mais fácil a partir de agora graças à “cadeira da tranquilidade”, um assento especialmente desenhado para “dar abraços”, obra da companhia japonesa UniCare. Com base nos estudos publicados pelo professor Hidetada Sasaki, a companhia japonesa desenvolveu este móvel, exibido esta semana junto a mais de 20 mil produtos na Feira Internacional de Reabilitação e Assistência no […]

O caminho menos trilhado

O caminho menos trilhado
Ricardo Gondim Preciso da divina companhia de quem se atreve acompanhar-me por uma rota deserta chamada vida. Firo, magoo e decepciono muitas vezes. Sofro se não expresso gratidão. Afasto gente querida. Atropelo companheiros. Como sei a dor de olhar para trás e ter remorso de não ter celebrado mais instantes, vez por outra luto para não lacrar as janelas da existência. Contudo, seguir na estrada menos pavimentada parece tanto meu […]

Sem perdão não existe amanhã

Sem perdão não existe amanhã
Ed René Kivitz A família é o lugar dos maiores amores e dos maiores ódios. Compreensível: quem mais tem capacidade de amar, mais tem capacidade de ferir. A mão que afaga é aquela de quem ninguém se protege, e quando agride, causa dores na alma, pois toca o ponto mais profundo de nossas estruturas afetivas. Isso vale não apenas para a família nuclear: pais e filhos, mas também para as […]