Conteúdo marcado como companhia

Mesmo quando dói

Mesmo quando dói
Ricardo Gondim Há momentos em que o dia a dia perde sentido. O acesso aos sonhos fica comprometido. Entupimos as frestas por onde pode soprar a brisa do espírito. Nossos olhos, feito janelas cerradas, não deixam entrar colorido na alma. Nesses hiatos, substituímos confiança com decepção. Nossa tristeza apaga o ímpeto de seguir adiante. Nossa infelicidade nos abate. O calor de pelejar nos sucumbe à inação. Não sobra no peito […]

O caminho menos trilhado

O caminho menos trilhado
Ricardo Gondim Preciso da divina companhia de quem se atreve acompanhar-me por uma rota deserta chamada vida. Firo, magoo e decepciono muitas vezes. Sofro se não expresso gratidão. Afasto gente querida. Atropelo companheiros. Como sei a dor de olhar para trás e ter remorso de não ter celebrado mais instantes, vez por outra luto para não lacrar as janelas da existência. Contudo, seguir na estrada menos pavimentada parece tanto meu […]

Deus sempre faz triunfar o bem

Deus sempre faz triunfar o bem
Ed René Kivitz Chorei a morte de Eduardo Campos como se tivesse perdido alguém da família. Acho que chorei muitas mortes, ou a morte de muitas coisas, naquelas lágrimas. Meu coração foi comovido pela dor que chegava ao coração de Renata e seus filhos. Chorei por aqueles meninos. Sei o que é chorar a morte de um pai. Sei que eles precisarão de lágrimas emprestadas para que superem tamanha dor. […]

Os homens preferem, sim, as ‘boazinhas’, diz estudo

Os homens preferem, sim, as ‘boazinhas’, diz estudo
Sensibilidade pode ser determinante para garantir segundo encontro, mas mulheres não associam masculinidade a esta característica Publicado em O Globo A primeira saída com o potencial parceiro pode ser tanto traumática quanto promissora, e determinante para o destino da relação. Um estudo publicado no “Personality and Social Psychology Bulletin” constatou que uma das iniciais e necessárias “faíscas” para garantir o segundo encontro pode ser a sensibilidade às necessidades do parceiro. […]

Empregados são demitidos por se recusarem a rezar e dizer ‘eu te amo’

Empregados são demitidos por se recusarem a rezar e dizer 'eu te amo'
Ana Clara Otoni, no Page not Found Um bom clima no trabalho é importante para a produtividade da equipe. Mas, uma empresa de Long Island (Nova York, EUA) que tentou “forçar a barra” para que os funcionários se dessem bem está sendo processada. Isso porque a diretoria da empresa familiar, Cost Containment Group, demitiu vários funcionários que se recusaram a rezar e agradecer a Deus pelos seus empregos e ainda […]