Conteúdo marcado como coragem

Buon viaggio

Buon viaggio
Paulo Brabo Boa viagem – que seja ida ou só retorno, seja uma vida ou um só dia, seja pra sempre ou um segundo, o encanto vai ser fruir um pouco a estrada. Portanto vai, meu amor, faz as malas e fecha as luzes de casa: coragem! Deixar tudo para trás e pegar a estrada, partir para recomeçar, que nada é mais real do que uma miragem, e a despeito […]

Tataravó faz bungee jump em ponte de 43 metros

Tataravó faz bungee jump em ponte de 43 metros
Publicado no Catraca Livre Ela tem 18 netos, 35 bisnetos e um tataraneto a caminho. E uma coragem de invejar. Aos 91 anos, sorrindo e amarrada apenas por uma corda na cintura, Maria Manssen saltou de uma plataforma de 43 metros da ponte de Kawarau, na Nova Zelândia. E não foi a primeira vez. Aos 84 anos, depois que seu marido, Frank, morreu, ela fez o primeiro salto de bungee […]

Ricardo Gondim: Carta Aberta ao Presidente da República

Ricardo Gondim: Carta Aberta ao Presidente da República
Ricardo Gondim Senhor Luis Inácio Lula da Silva São Paulo, 6 de junho de 2005 Excelentíssimo Senhor, Permita-me tratar-lhe por você. Não por desrespeito, mas para lembrar-me de suas origens – comuns a mim e a milhões de outros brasileiros. Também preciso me apresentar. Sou pastor de uma fraternidade de igrejas que se espalham por vários estados brasileiros; como você, sou nordestino e resido em São Paulo. Meu pai foi preso […]

Viver ou existir, eis a questão

Viver ou existir, eis a questão
Ricardo Gondim Minha sede se parece à da corça perdida, que suspira por um regato. Anseio viver. O passar do tempo impôs uma questão essencial: quando, finalmente, encontrarei coragem para embarcar na aventura de desdobrar a existência em vida? Viver e existir se diferenciaram qualitativamente. Existir cumpre a sina biológica de preencher a lacuna entre o nascer e o morrer. Viver confere significado ao tempo – àquele hífen que há […]

Felicidade não se compra

Felicidade não se compra
Quero ser feliz modernamente, mas carrego comigo uma depressãozinha básica Arnaldo Jabor, em O Globo Nos meus vinte anos, meu ídolo era o James Bond, bonito, corajoso, entendendo de vinhos e de aviões supersônicos, comendo todo mundo, de smoking. Mundano? Sim, mas Bond tinha a missão de salvar o mundo. Hoje, não. A mídia nos ensina que os heróis da felicidade não têm ideal algum a conquistar, a não ser […]