Conteúdo marcado como Nelson Rodrigues

Brasil mostra ao mundo que criatividade sobrevive às crises e ao desgoverno

Brasil mostra ao mundo que criatividade sobrevive às crises e ao desgoverno
Josias de Souza, no UOL Michel Temer sabia que seria vaiado. Resignado, evocou Nelson Rodrigues: “No Maracanã, vaia-se até minuto de silêncio.” Estufando o peito como uma segunda barriga, o presidente interino decidiu na primeira hora que iria à cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos. Avaliara que, em certos momentos, é preciso manter a presença de espírito. Ao sentir o hálito espesso do estádio lotado, concluiu que o ideal seria […]

Amarelou

Amarelou
Um dia a seleção brasileira é inspiração para todos, outro dia é alvo de laranja podre; o fã é mesmo infiel Luiz Felipe Pondé, na Folha de S.Paulo Acho excessiva a ideia de que a derrota (merecida) do Brasil para a Alemanha demande cuidados especiais para com as crianças ou os adultos. Afinal, “é só futebol”. Parece-me um tanto ridícula toda essa frescura com o “Mineiraço”. Mas vivemos mesmo num […]

Fogo na capela

Fogo na capela
Antonio Prata, na Folha de S.Paulo Por uns dias, acreditamos que seria possível vencer sem Neymar, sem Thiago Silva, sem meio de campo, sem time: só no grito, no peito, na raça, no hino, mas a seleção a capela não pegou na banguela e morremos na praia -ainda que em Minas, tão perto do ouro, tão longe do mar. Um poeta português que muito cantou o mar já disse que […]

Xingar Dilma Roussef foi grosseria indesculpável

Josias de Souza, no UOL Quando Ronaldo disse estar “envergonhado” com os desacertos da organização da Copa, Dilma Rousseff reagiu à moda de Nelson Rodrigues: “Tenho certeza que nosso país fará a Copa das Copas. Tenho certeza da nossa capacidade, tenho certeza do que fizemos. Tenho orgulho das nossas realizações. Não temos por que nos envergonhar. Não temos complexo de vira-latas.” Nesta quinta-feira, Dilma submeteu seu orgulho a teste na […]

O sol sobre o pântano

O sol sobre o pântano
Luiz Felipe Pondé, na Folha de S.Paulo “Somos todos leprosos!”, afirma o Monsenhor no livro “O Casamento”, de Nelson Rodrigues, muito bem adaptado e dirigido por Johana Albuquerque, em cartaz no teatro Tuca (foto). O que quer dizer esta afirmação exagerada “Somos todos leprosos”? No romance adaptado existe uma personagem leprosa, e ela se torna, na fala do Monsenhor, o paradigma da humanidade em nossa humanidade. Todos necessitamos de misericórdia […]