Conteúdo marcado como O Direito à Preguiça

Jornada de 80h? Genro de Marx propõe 3h/dia no livro “O Direito à Preguiça”

Jornada de 80h? Genro de Marx propõe 3h/dia no livro "O Direito à Preguiça"
Armando Pereira Filho, no UOL Bem num momento em que direitos trabalhistas são reavaliados no Brasil, e a CNI (Confederação Nacional da Indústria) cita a ideia de uma jornada de trabalho de 80 horas semanais, um livro clássico da esquerda que é o oposto disso é relançado no país: “O Direito à Preguiça” (editora Edipro), escrito em 1880 e ampliado em 1883. O autor é Paul Lafargue (1842-1911), simplesmente genro […]

A arte de ficar à toa

Sérgio Augusto [via Blogstraquis] Por que o prazer da lentidão desapareceu?, pergunta-se Milan Kundera na abertura de sua primeira narrativa escrita diretamente em francês, et pour cause intitulada A Lentidão, que a Cia. das Letras acaba de reeditar. Perdeu-se o hábito de curtir a lentidão neste mundo cada vez mais movido pela pressa e pelo pragmatismo, lamenta o escritor checo, saudoso dos flâneurs de antanho, dos “heróis preguiçosos das canções […]