Conteúdo marcado como rituais

Cristãs lançam campanha para se referir a Deus como ‘Ela’

Cristãs lançam campanha para se referir a Deus como 'Ela'
Fernando Moreira, no Page not Found Um grupo de cristãs lançou campanha para incentivar os fiéis a se referirem a Deus como “Ela”. Batizado de Watch e mais conhecido como Mulheres e a Igreja, o grupo afirma que usar apenas o “Ele” nos rituais e nas orações faz com que Deus seja mais parecido com homens, o que configura um caso de sexismo. Uma das líderes do movimento é a […]

10 dicas para ser mais criativo

10 dicas para ser mais criativo
Gabriela Mateos, no Hypescience Bater na madeira, acender e apagar a luz três vezes, tomar 3 xícaras de café, alongar o pescoço, dar três pulinhos… Você até pode ter seu ritual antes de começar um trabalho que exija toda sua criatividade, mas eu vou adiantar uma coisa: não adianta. A criatividade não vem de uma luz divina, ou de um lapso isolado de inspiração. Ela vem de uma rotina consistente. […]

Rosane Malta, ex-Collor, fala de magia negra e gastanças em autobiografia

Rosane Malta, ex-Collor, fala de magia negra e gastanças em autobiografia
Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo “As pessoas vão saber quem é a Janja, essa garota feliz, de bem com todo mundo, de coração lindo, que ajudava a todos. E que foi atrás de um sonho e de um amor em que se jogou por completo.” É assim que Rosane Malta, ex-Collor, refere-se a si mesma, usando o apelido de infância, para explicar a motivação de escrever a biografia “Tudo […]

O pão

O pão
Ed René Kivitz Construíram altares para o pão. Espalharam pelas paredes fotos de pão. Debateram receitas de pão. Escreveram poemas exaltando o pão. Distribuíram amuletos com miniaturas de pão. Fabricaram réplicas de pão em ouro, prata e bronze. Editaram manuais para o consumo do pão. Instituíram sociedades do pão. Discutiram a importância do pão. Elaboraram regras para o acesso ao pão. Formaram padeiros e especialistas em pão. Edificaram casas do […]

Um macumbódromo para o Rio de Janeiro

Um macumbódromo para o Rio de Janeiro
Seguidores da umbanda e do candomblé terão um espaço público para executar seus rituais sem poluir o meio ambiente carioca Mariana Brugger, na IstoÉ Num dia, bela oferenda. No outro, um monte de lixo. Perseguidas por seguidores de outras crenças e por ecologistas em função dos rituais nos quais depositam frutas, bebidas e flores para suas divindades, a umbanda e o candomblé vão ganhar o primeiro espaço público para realizar […]