Conteúdo marcado como rubem alves

A rede onde nos deitamos

A rede onde nos deitamos
Ricardo Gondim Rubem Alves escreveu que Deus não é pássaro para prendermos em redes. Ele é a rede onde nos deitamos. Concordo, Deus é a rede que nos dá repouso, onde encontramos algum sentido na feliz e trágica aventura de viver. Depois do mito, do símbolo e do rito, as religiões procuram se perpetuar através das doutrinas. Quanto mais frágil uma religião, maior apego a seu conjunto de afirmações e […]

Rubem Alves, o pastor subversivo

Rubem Alves, o pastor subversivo
Biografia revela como se deu o apoio da Igreja Presbiteriana à ditadura. Marília César Uma espessa fumaça cinzenta subiu pelo céu da cidade de Lavras, no sul de Minas, numa noite tensa e fria do mês de abril de 1964. Era Rubem Alves queimando livros. As chamas da fogueira no quintal da casa do então pastor presbiteriano destruíram mais de 50 exemplares, que, por ser graúdos, queimaram até o amanhecer. […]

Mesmo quando dói

Mesmo quando dói
Ricardo Gondim Há momentos em que o dia a dia perde sentido. O acesso aos sonhos fica comprometido. Entupimos as frestas por onde pode soprar a brisa do espírito. Nossos olhos, feito janelas cerradas, não deixam entrar colorido na alma. Nesses hiatos, substituímos confiança com decepção. Nossa tristeza apaga o ímpeto de seguir adiante. Nossa infelicidade nos abate. O calor de pelejar nos sucumbe à inação. Não sobra no peito […]

A vida em estado puro

A vida em estado puro
Ricardo Gondim Dedicado ao mestre Rubem Alves  Ando inebriado de beleza. De repente me sinto esmagado pelo esplendor. Sem mais nem menos, sou batizado por uma Presença nas águas encantadas da poesia. Tudo me encanta, tudo me seduz. Nesse mergulho, passo a gostar de pequenos gestos. Relembro momentos fugidios que marcaram minha retina com enorme alegria. Ressuscitam em mim olhares, toques e sílabas soltas, responsáveis pelo resgate de mim mesmo. Sei, uma presença estranha […]

Vamos organizar o Deus de Rubem Alves

Vamos organizar o Deus de Rubem Alves
Ricardo Alexandre, no R7 Com a morte de Rubem Alves, aos 80 anos no último sábado (19/07), começará oficialmente o veloz processo de avaliação, reavaliação e organização de seu pensamento. É um crime, por um lado. Vivo, o pedagogo, escritor, teólogo, poeta e psicanalista permitia-se o direito à dúvida, as incertezas, ao paradoxal. Agora morto, será estudado até que dele não sobre mais do que as certezas sobre o que […]