Conteúdo marcado como saudade

Vida efêmera

Vida efêmera
Ricardo Gondim “Como um pai tem compaixão de seus filhos, assim o Senhor tem compaixão… pois ele sabe do que somos formados; lembra-se que somos pó”  [Salmos 103.13-14] Somos limitados. O número de palavras que nos valemos para conversar, escrever, poetizar, criticar, não lota cem páginas. O espectro da nossa audição é menor do que o dos cães. Existem milhões de cores que nossos olhos não conseguem perceber. Intuímos, mas […]

Alegria em conta-gotas

Alegria em conta-gotas
Ricardo Gondim Alegria é pepita descoberta depois do vendaval. Ela nasce do instante; sua pouca duração é causa do arrepio. Como clarão na madrugada invernal, A alma não foge de encarar qualquer desafio. Alegria é elétron que espalha energia pelo corpo. Na soma de cores o espírito avança. O choro perde força. Sorrateiras lágrimas somem frente à calma mansa. Alegria serve de torniquete, para estancar a sangria que desperdiça felicidade. […]

10 razões para não ter saudades da ditadura

10 razões para não ter saudades da ditadura
Carlos Madeiro, no UOL 1. Tortura e ausência de direitos humanos As torturas e assassinatos foram a marca mais violenta do período da ditadura. Pensar em direitos humanos era apenas um sonho. Havia até um manual de como os militares deveriam  torturar para extrair confissões, com práticas como choques, afogamentos e sufocamentos. Os direitos humanos não prosperavam, já que tudo ocorria nos porões das unidades do Exército. “As restrições às liberdades […]

‘Agora posso comemorar’, diz pai de ‘mendigo gato’ sobre o Dia dos Pais

'Agora posso comemorar', diz pai de 'mendigo gato' sobre o Dia dos Pais
José Nunes precisou se aposentar após perder a visão. Perto do prazo final do tratamento, Rafael comenta sobre planos futuros. Adriana Justi, no G1 “Ninguém pode imaginar o que eu fiz e o que eu passei para tentar livrar o meu filho do mundo das drogas”, conta José Nunes da Silva, pai do jovem que ficou conhecido como o ‘mendigo gato’ de Curitiba. Depois de se envolver com as drogas, […]

Um olhar de um peregrino sertanejo

Aprendi uma coisa que escola nenhuma me ensinou. O que é de verdade um próximo. Aquilo que as Escrituras Sagradas falavam através dos nossos avós.  João Euler, no Eu, ler? Pode ser! “Minha vida era andar por esse país…” era a canção que eu mais gostava. Trabalhava viajando de uma cidade para outra. Às vezes, sem descanso, só pra dar tempo de chegar logo na outra cidade bem “cedim”. Eu […]